Policial Militar em surto psicológico se tranca em loja, faz ameaças e Bope é chamado para a ocorrência

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais neste sábado (10).Na tarde deste sábado, no bairro Maranguape II, em Paulista, Grande Recife,um policial militar entrou em surto psicológico obrigando equipes do  17º Batalhão de Polícia Militar (PM), do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e do Corpo de Bombeiros a iniciarem um trabalho de contenção. Segundo a Polícia Militar, o agente “estava de posse de arma de fogo, em um momento de surto psicológico”.

De acordo com informações da Polícia Militar, equipes do 17º BPM estiveram na Avenida A, em um estabelecimento comercial para isolar a área e começar o processo de negociação dando tempo para a chegada do Batalhão de Operações Especiais (BOPE), que conseguiu conter a situação.

“A ação exitosa resultou na entrega da arma de fogo e munições por parte do policial militar envolvido. Ele foi conduzido para o Hospital da Polícia Militar para receber os cuidados médicos necessários”, disse a nota.

Cristina Silva, 38 anos e moradora local, afirmou que foi um grande susto toda aquela situação e que ficou feliz com o final da história. “Todo mundo ficou muito assustado porque a movimentação de policiais era muito grande e ninguém sabia como terminaria, ele ameaçava se matar. Mas a família estava presente e conseguiram retirar ele de lá e socorrer”,concluiu.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): .

Categoria(s): Destaque, Nacional, Regional.

“Só quer ficar no meu colo”, disse babá de Henry, em mensagens à mãe dele, após menino ser agredido

Nesta quinta-feira (8), mais detalhes surgiram sobre o caso que chocou o Brasil. As autoridades conseguiram recuperar mensagens importantíssimas no caso do menino Henry.

O mistério da morte de Henry, de 4 anos, que vivia com a mãe e com padrasto, comoveu o país nas últimas semanas. Contudo, aos poucos o padrasto, o vereador Dr.Jairinho, e mãe de Henry, Monique, apresentaram divergências em seus depoimentos, o que deixou a história complicada. Não demorou para que eles deixassem de ser testemunhas e passassem ao posto de investigados, sendo presos na manhã de hoje. Então, agora dados inéditos vieram à tona.

A Polícia conseguiu recuperar mensagens trocadas entre Thayna, baba do menino Henry, e Monique. Usando um programa de última geração, os agentes recuperaram prints que haviam sido apagados e que se mostraram muito importantes.

Nas mensagens, de acordo com a babá, Jairinho teria se trancado no quarto com o menino e em seguida teria aumentado o som da TV. Nessa hora o menino ainda teria gritado “Tia”, se referindo à babá. Então, Thayna avisou à Monique, mãe do menino, sobre a situação e ela pediu para que a babá tentasse abrir a porta ou ouvir algum som. Contudo, Thayna falou que só conseguia ouvir o “som do desenho” que estava passando na TV.

Logo em seguida, as mensagens dão conta de que Henry e Jairinho saíram do quarto, mas que o menino só queria ficar com a babá, no colo dela. Não demorou para que o garoto começasse a reclamar, demonstrando estar machucado. Nessa hora, Monique demonstrou grande preocupação e escreveu “Coitado do meu filho”. Em outro trecho, a babá relata que Henry teria afirmado que  “levou uma banda”, uma rasteira, e foi chutado por Jairinho. Mas ainda piora.

Além disso, o menino teria relatado que o vereador fazia isso com ele frequentemente e que pedia para ele não contar nada. Thayna também falou para Monique que, durante o banho, o garoto reclamou de dor na cabeça e pediu para que a babá não lavasse. Ainda segundo as mensagens da babá, Henry teria dito que Jairinho falou que o menino “perturbava a mãe” e que deveria obedecer ele, caso contrário o vereador iria “pegar ele”. Confira as mensagens:

Para as autoridades, as mensagens são muito importantes para o caso e se mostraram muito contundentes. Agora, Jairinho e Monique seguem presos e a investigação continua em andamento.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Iaçu: Homem decide ir pedir emprego na delegacia mas acaba preso após descoberta dos agentes

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta quinta-feira (8). Um homem que não teve a sua identidade revelada, foi preso nessa quarta-feira (7) na cidade de Iaçu, localizada a 278 km de Salvador, por porte ilegal de arma de fogo no momento em que pedia emprego na delegacia de polícia. De acordo com informações, o homem foi autorizado a estar no local onde buscava por uma vaga de carcereiro. 

Dentro da sala do delegado, o homem foi percebido por um agente policial que desconfiou de algo estranho na cintura e resolveu abordá-lo .Foi encontrado em poder do homem um revólver calibre 38 acompanhado de seis munições. Ao homem foi dado voz de prisão pelo delegado Thiago Costa que o prendeu em flagrante por porte ilegal de arma de fogo. 

Segundo informações o homem se justificou alegando estar armado em razão de ameaças que havia recebido. Preso em flagrante, o acusado foi liberado após o pagamento de fiança e responderá ao processo na justiça em liberdade. 

Da Redação do Acontece na Bahia 

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional, Regional.

Homem invade posto de saúde e rouba 50 doses de vacinas CoronaVac e um computador no Rio

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta segunda-feira (5). Um homem invadiu o Centro Municipal de Saúde Professor Carlos Cruz Lima, em Colégio, Rio de Janeiro, na madrugada desse domingo (4), por volta das 4h, e roubou 50 doses de vacinas CoronaVac e um computador.Toda a ação que durou por volta de 10 minutos foi registrada por imagens de câmeras de segurança que mostram o arrombamento e o horário que o homem invade o local. 

Nas imagens das câmeras de vigilância, é possível perceber um homem de aproximadamente 30 anos com uma mochila e forçando a entrada no local onde é feita a imunização de pacientes e são guardadas as doses das vacinas. A polícia convocou os funcionários da unidade de saúde há prestarem depoimento. Um dos funcionários do local comentou que ficou sabendo do roubo pelo vigia e que ligou na sequência para o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, que informou acerca do dever de registro do crime em delegacia de polícia. 

A secretaria municipal de Saúde confirmou o roubo e disse que a polícia foi chamada pela unidade de Saúde para periciar o local e conduzir as investigações. O inquérito foi aberto pela Polícia Civil que investiga o caso e busca a autoria. 

Da Redação do Acontece na Bahia 

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.