Homem suspeito de roubar arma de Policial Civil e matá-lo enquanto estava sendo preso em flagrante é incluído na lista de mais procurados do Ceará

Uma notícia chamou a atenção dos internautas nesta manhã de segunda-feira (3). O suspeito de matar o escrivão Aloizio Alves de Lima Amorim, 60, identificado como Antônio Josivan Lopes Silva, 30, foi incluído na lista de foragidos mais procurados do estado do Ceará.

Aloizio era policial Civil e trabalhava como escrivão da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) há 10 anos. Ele foi morto na última sexta-feira, 30, no município de Tauá, na região do Sertão dos Inhamuns.

O suspeito de ter cometido o crime responde a tráfico de drogas, homicídio e latrocínio. No momento em que cometeu o assassinato, ele estava sendo preso em flagrante por tráfico de drogas, na Delegacia Regional de Tauá, e, enquanto o escrivão Aloizio Alves registrava seu depoimento, Antônio pegou a arma do policial, disparou e fugiu.

Infelizmente, o escrivão não resistiu aos ferimentos e faleceu no local.

“A SSPDS ressalta que o objetivo da divulgação é impulsionar denúncias que auxiliem na localização do investigado” afirmo o órgão.

Além disso, eles reiteraram, “que todos os recursos disponíveis no Sistema de Segurança do Estado estão sendo empregados para que a prisão do suspeito aconteça o mais rápido possível”.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque.

Hospital abre processo administrativo após celular de policial vítima de covid-19 ser encontrado em posse de familiar de funcionário interno da unidade

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta quinta-feira (22). Foi recuperado pela Polícia Civil, um celular desaparecido que pertencia a um investigador da Polícia Civil de Cascavel, no Paraná, vítima de covid 19. A morte do policial Luiz Rodolfo Michalouski, aconteceu no dia 25 de março na casa hospitalar e desde então o aparelho estava desaparecido o que deixou a família intrigada. O policial foi vítima de complicações decorrentes da covid 19 e chegou a ficar internado por vários dias em estado grave mas não resistiu.

Ao retirar os pertences do policial da unidade hospital, a família percebeu que o celular não estava entre eles e a polícia foi acionada. O aparelho foi encontrado na sexta-feira (17) em posse de uma adolescente parente de funcionário interno da unidade hospitalar. A Polícia Civil investiga o caso e apura a participação de cada um dos envolvidos no crime. Podem ser enquadrados pelos crimes de receptação, furto ou apropriação indébita.

O hospital informou que abriu processo administrativo para apurar os fatos e punir os responsáveis.

Veja a nota.

A Direção do Hospital São Lucas informa que não corrobora de forma alguma com a situação ocorrida em relação ao celular, bem como irá tomar as providências administrativas cabíveis. Foi aberto procedimento administrativo interno, feito registro de boletim de ocorrência e, com auxílio da polícia, foi identificada a pessoa suspeita pelo furto. A Instituição possui código de conduta ética, cujo cumprimento é exigido com rigor. Permanecemos à disposição para colaborar com as investigações”, concluiu a nota.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.