Salvador: Policiais fazem carreata nesta quarta-feira em memória do PM morto no Farol da Barra

Uma notícia está sendo destaque nesta quarta-feira (31). Em memória do soldado Wesley Soares, morto no Farol da Barra, após ter um “surto” e disparar contra os agentes do Bope, será feita uma carreata hoje (31) por policiais. Segundo informações nas redes sociais, o movimento acontecerá às 9h, saindo da Balança do CAB, na Avenida Paralela.

Na manhã da última segunda-feira (29), um grupo de policiais fizeram um protesto na região do Farol da Barra, escrevendo o nome do PM no chão e alegaram tratar-se de uma execução.

RELEMBRE O CASO

O PM Wesley Soares, atuante na 72ª CIPM, em Itacaré, foi até a companhia no domingo, buscou um fuzil e seguiu para o Farol da Barra em Salvador. Alguns policiais que perceberam que ele estava descontrolado, o seguiu. Ao chegar no local, Wesley começou a disparar tiros para o alto e gritar palavras de ordem.

Com o rosto pintado de verde e amarelo, Wesley foi rodeado de policiais que tentaram uma negociação por mais de três horas. Por volta das 18h30, o PM começou uma contagem regressiva e atirou em torno de dez vezes nos agentes do Bope, que ao atirar de volta, baleou o soldado. Apesar de ter sido socorrido, Wesley morreu por volta das 23h.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Regional.

Itabuna: Dois PMs são presos suspeitos de serem os autores da morte do funcionário da Ciretran

Uma notícia está sendo destaque neste sábado (13). Dois policiais militares foram presos por serem os principais suspeitos do assassinato de Pablo Barreto, funcionário do Ciretran, órgão interligado ao Detran.

Pablo morreu dia 22 de fevereiro depois de ser atingido por 13 tiros em Itabuna por dois homens que estavam em uma morto. A moto que ele também estava usando e os seus pertences não foram levados no momento do crime. Segundo as informações da Policia Civil, o primeiro policial se apresentou na última quinta-feira e o segundo se apresentou na última sexta. Um mandato de prisão temporária foi expedida para os dois policiais pela Vara Criminal da cidade onde o crime aconteceu.

Com base nas investigações da polícia, a motivação do crime seria uma dívida da vítima contraída com proprietários de máquinas de caça-níqueis. Ainda existe um terceiro suspeito do crime, que havia sido preso 2 de março, mas esse não era policial.

A prisão dos policiais são decorrentes da Operação Circuito Fechado, iniciada pela Coordenadoria Regional do Interior de Itabuna, que investiga a morte do funcionário, mas deflagrada dia 5 de março em Vitória da Conquista. Os policiais passaram por corpo de delito e foram encaminhados para o Batalhão de Choque de Lauro de Freitas.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.

7 Policiais militares são presos suspeitos de integrar organização criminosa na Bahia

Uma notícia tem sido destaque neste sábado (27). Uma força-tarefa da Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) de combate a grupos de extermínio e extorsões, prendeu na sexta-feira (26) sete policiais militares que segundo as informações integram uma organização criminosa suspeita de praticar homicídios na região. Em posse dos policiais estava dinheiro, armas, munições e carregadores que foram apreendidos. 

As prisões são um desdobramento da operação ‘’Fortuna’’ que atuou nos municípios de Itabuna, Ilhéus, Ubatã, Uruçuca, Ipiaú e Vitória da Conquista e contou com a força-tarefa composta por Equipes das Corregedorias Gerais e das polícias Militar e Civil, com apoio do Gaeco/MP-BA e de agências da PRF. Além dos policiais, um empresário também foi preso na operação. Mas não é só isso… 

As equipes encontraram ainda em posse dos envolvidos dez pistolas calibres 40, 45 e 380, revólver calibre 38, munições e carregadores, um colete balístico, r$ 2,5 mil em dinheiro e r$ 1,5 milhão em cheques, uma balança e porções de drogas. 

Da redação do Acontece na Bahia 

 Foto:Ascom/Alberto Maraux 

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Regional, Social.

Homem mata a esposa enquanto policiais estavam na frente da sua casa e desdenha do crime: “Podem entrar, ela está morta”

Uma notícia revoltante está sendo destaque nesta terça-feira (23). Um homem matou a esposa, Clenilda Alzira da Silva, de 43 anos, a facadas, no momento em que a polícia chegou a sua residência. Assim que cometeu o crime, ele desdenhou dos policiais dizendo: “Podem entrar, ela está morta”. Esse caso aconteceu ontem à tarde, em Belo Horizonte.

Todo o caso começou quando um colega de trabalho da mulher, que todos os dias oferece carona a ela às 7h da manhã, passou em sua casa e estranhou a sua ausência. Esse colega contou que esperou por Clenilda, ligou várias vezes para o celular que somente dava desligado. Mesmo estranhando, prosseguiu para o serviço para não se atrasar.

No trabalho, ele continuou a enviar mensagens para ela, que foram respondidas apenas à tarde. Ao ligar para o colega, Clenilda demonstrava uma voz estranha, afirmando ir para a casa da mãe que ficava em Pernambuco. A desculpa não convenceu o colega, que acionou a polícia. Esta, por sua vez, rapidamente foi a residência da vítima.

Os policiais, ao chegarem na casa de Clenilda, foram recebidos pelo marido da mulher, que bastante exaltado questionou o motivo dos agentes na casa e sobre a existência de um mandado. Mesmo tentando acalma-lo, o homem entrou na casa. Nesse mesmo momento os policiais ouviram gritos da mulher.

Enquanto preparavam-se para entrar na casa, os agente foram surpreendidos com o desdém do homem que afirmou: “Podem entrar, ela já está morta”. Imediatamente, o homem foi preso. Clenilda foi encontrada no chão de um quarto esfaqueada. Mesmo sendo levado ao hospital, ela não resistiu e faleceu.

Em entrevista ao G1, o delegado do caso respondeu:
“Todas as roupas da vítima estavam danificadas, aparentemente cortadas com tesouras. Havia um quarto, provavelmente o quarto em que ela estava sendo mantida em cativeiro e a chave que tranca esse cômodo estava do lado de fora, o que nos dá a indicação que ela era mantida reclusa ali”

O homem confessou o crime e foi conduzido a Delegacia de Plantão da cidade.

Da Redação do Acontece na Bahia

 

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.