Senador pego com dinheiro na cueca volta ao mandato após licença e afirma: “Estou com a consciência tranquila”

Uma história tomou as manchetes nesta sexta-feira (19). Isso porque um senador detido numa situação bastante inusitada retornou ao mandato.

Em pronunciamento nesta quinta-feira (18/2),o Senador Chico Pinheiro (DEM-RR), afirmou estar com a consciência tranquila com relação às acusações contra ele e espera o fim das investigações. Todavia, pesa sobre ele o fato de ter escondido dinheiro entre as nádegas segundo informou operação da Polícia Federal realizada no ano passado. O senador disse estar tranquilo e afirmou:

“Com a consciência tranquila, após o meu afastamento, cabe a mim agora aguardar, com serenidade, que as investigações sejam concluídas e que a Justiça se manifeste ao final de todo esse processo, e, examinando com a isenção o distanciamento que lhe são característicos, manifeste-se e ponha um ponto final nesse triste episódio”, desabafou no Instagram. 

Em desfavor do parlamentar, existe uma operação em andamento contra desvios de aproximadamente R$ 20 milhões que foram transferidos por meio de emendas parlamentares à Secretaria de Saúde de Roraima em função do covid-19.  Então, ele relatou:

“Os fatos objetivos são um só, conforme documentos apresentados: nenhum centavo das emendas foi utilizado, e os valores na minha Declaração de Imposto de Renda descartam as acusações feitas a mim à época”, continuou o Senador. 

Houve uma pressão de colegas parlamentares para que o Senador não reassumisse, entretanto ele já consta como em exercício pelo portal do Senado. Mas não é só isso. 

A licença do Senador termina nesta quinta-feira (18) e implicou, no ano passado, a revogação do pedido de afastamento do parlamentar por 90 dias em determinação judicial expedida pelo ministro Barroso. O próprio magistrado não prorrogou o afastamento do Senador implicando o seu retorno ao mandato sem, contudo, permitir sua participação na comissão que trata de destinação de verba para o combate ao covid-19. 

Da Redação do Acontece na Bahia   

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional, Politica.

Deputado Bolsonarista é preso pela PF após postar mensagem com discurso de ódio direcionado aos ministros do STF

Uma estampou as manchetes e chamou a atenção dos internautas nesta manhã de quarta-feira (17). O deputado bolsonarista Daniel Silveira (PSL-RJ) foi preso em flagrante por crime inafiançável na noite de ontem (16). A ordem veio diretamente do ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, que pediu a prisão do deputado após a postagem de um vídeo do deputado.

De acordo com o site Metro 1, o conteúdo do vídeo conteria um discurso de ódio contra os membros do Supremo. O homem postou o vídeo xingando, ameaçando e pedindo o fechamento do órgão.

Assim, o deputado já se encontra com os policiais a caminho da Superintendência da Polícia Federal. Além deste caso, Daniel também é investigado por financiamentos de atos contra a democracia.

O deputado está no primeiro mandato de governo e ficou conhecido nacionalmente após quebrar uma placa que homenageava a vereadora Marielle Franco, assassinada a tiros em março de 2018.

O ministro Alexandre Moraes escreveu: “A Constituição Federal não permite a propagação de ideias contrárias a ordem constitucional e ao Estado Democrático (CF, artigos 5º, XLIV; 34, III e IV), nem tampouco a realização de manifestações nas redes sociais visando o rompimento do Estado de Direito, com a extinção das cláusulas pétreas constitucionais – Separação de Poderes (CF, artigo 60, §4º), com a consequente, instalação do arbítrio”, escreveu Moraes.”

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque.

Polícia Federal cria ação contra esquema de vendas de decisões judiciais na Bahia

Nesta segunda-feira (14), a Polícia Federal deu início as 6ª e a 7ª etapa da Operação Faroeste. A pedido do STJ (Superior Tribunal de Justiça), a ação tem como objetivo frear um suposto esquema criminoso que vende decisões judiciais na Bahia. Assim, diversos juízes e desembargadores são investigados pela operação.

36 mandados de busca e apreensão foram emitidos pela justiça e serão realizados nas cidades de Salvador, Barreiras, Catu, Uibaí, além do Distrito Federal.

Os suspeitos estão sendo investigados por crimes de corrupção ativa e passiva, lavagem de ativos, evasão de divisas, organização criminosa e tráfico de influência.

Também foi emitido o mandado de prisão preventiva de duas desembargadoras do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia. Além disso, há também o pedido de afastamento do cargo de todos os funcionários públicos investigados na operação.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.

Polícia Federal realizará concurso com o triplo de vagas da última edição: “Vai mudar a vida de muita gente”

Neste sábado (12), os brasileiros acordaram diante de milhares de oportunidade de carreira, literalmente. Isso porque a Polícia Federal recebeu permissão para abrir um concurso com triplo de vagas do edital anterior.

Uma publicação do Diário Oficial da União (DOU) da última sexta-feira, autorizou a realização de um concurso que vai mudar a vida de milhares de brasileiros. Até o momento, o concurso prevê 1.500 vagas para cargos dentro da Polícia Federal, um dos setores mais respeitados e bem pagos da carreira pública. No último concurso, foram apenas 500 vagas, ou seja, as oportunidades triplicaram. Além disso, serão ofertadas pelo menos 4 tipos de cargos e carreiras. Mas como ingressar?

A abertura das inscrições do concurso deve começar em até 6 meses a partir de agora. Contudo, todas as vagas exigem nível superior de ensino. Serão 893 para agentes,123 postos para delegado, 400 vagas para escrivão e 84 para papiloscopista.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): .

Categoria(s): Nacional.