Após postagem polêmica, dono de hamburgueria em Salvador ironiza críticas e enfurece internautas nas redes sociais: “Morrer? Todo mundo vai”

Uma notícia tem dado o que falar nas redes sociais nesta tarde de sábado (23). Um empresário, dono da hamburgueria Burguiles, localizado na Pituba, em Salvador, se envolveu em uma grande polêmica.

O empresário publicou, nas redes sociais da empresa um desabafo afirmando que as pessoas não aguentavam mais pandemia e incentivava as pessoas a saírem de casa, menosprezando e ironizando a doença que assola o país.

Em sua publicação, o empresário convoca os clientes a visitarem o local, mas, a forma que o homem tratou a pandemia irritou diversos internautas, gerando uma chuva de críticas. “Morrer? Todo mundo vai, um dia; se cuidem e comam bem”, disse o empresário ao convocar os clientes.

“Vamo combiná que essa porra de “sextou” já deu né. No início era até legal, mas agora que geral usa de qq jeito e pra qq coisa, não dá mais. E outra: já tem um tempo que não dá uma “Sextada” de verdade. Vamo sair de casa meu povo, vamo pra rua fazer exercício, vamo comer burger por aí. Chega de comida fria ou zuada que chega pelas plataformas bilionárias – que viram sócio do seu negócio- com os piores entregadores da historia. Valorizem o seu entorno, a comida local, valorizem a rua, o poder de ir e vir. Morrer? Todo mundo vai, um dia; se cuidem e comam bem. Já deu sextou, já deu covid, já deu … não aguentamos mais essa realidade, mas sim, vamos continuar respeitando os protocolos dos dias de hoje, usando máscaras distanciando mesas, etc”, diz a legenda completa.

Assim, após a grande repercussão negativa que a postagem trouxe, o proprietário respondeu algumas criticas de forma grosseira e bloqueou muitas pessoas que criticavam a atitude nos comentários da publicação.

Posteriormente, o empresário se pronunciou sobre o ocorrido: “Algumas pessoas pegaram para questionar. Eu acho importante, só não acho legal a forma que algumas pessoas fizeram. A coisa não vai funcionar dessa forma. Vou esclarecer. Já deu. Todo mundo fala isso na internet. Para mim já deu Covid, uso de máscara e ficar em casa. Simplesmente não aguento mais. Eu não aguento mais o Covid e a vida tem que voltar a normalidade. Algumas pessoas falaram de respeito. A familiares que faleceram de Covid. Eu nem citei essas pessoas. Falei que um dia todo mundo vai morrer. Para morrer basta estar vivo. Respeito? Massa. Para todo mundo. Agora tem o seguinte que é muito calhorda e sem noção. Falta com respeito na minha rede social e xinga. Se quiser conversar eu troco ideia, mas vocês tem que ter respeito. “Não gostou? Deixa de seguir e não vem mais aqui. Ninguém está implorando nada aqui. Na sua vida saiba que o mundo dá voltas”

Hoje (23) o empresário continuou a ironizar os internautas que o criticavam: “Vocês que não têm p*** nenhuma pra fazer, fique aí mesmo, o dia todo escrevendo no meu perfil”, declarou em vídeo. Posteriormente, acrescentou. “E você que está falando mal de mim, venha que vai ter promoção de noite de hambúrguer seu otário”.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.

Após ter organizado festas e aglomerações, Carlinhos Maia afirma ter sido convidado para ser vacinado pelo estado de Alagoas; Secretaria nega

Uma notícia causou burburinho nas redes sociais na manhã desta terça-feira (18). O digital influencer Carlinhos Maia afirmou em suas redes sociais que foi convidado pelo estado de Alagoas para ser vacinado contra a Covid-19. Porém, segundo o humorista, ele não aceitou o convite uma vez que não seria “justo” com as pessoas que respeitaram a quarentena.

“Me convidaram aqui no meu estado para ser um dos primeiros a tomar a vacina. Não acho justo com quem ficou em casa todo esse tempo, não aceitei. Mas filmarei mesmo assim para incentivar ainda mais a vacinação dentro do público que me segue”, contou Carlinhos Maia.

No entanto, a secretaria do estado negou as afirmações de Maia. Eles negam que tenha ocorrido qualquer convite especial para a imunização. “Não procedem informações de convites feitos a qualquer cidadão fora deste grupo”, diz a nota compartilhada no Twitter oficial.

Diversos internautas se pronunciaram durante a polêmica. “E aí tu tentou enganar geral falando que foi convidado”, afirmou um. “Olha, parabéns por continuar passando mico”, disse outro.

Carlinhos se envolveu em diversas polêmicas após organizar e promover o “Natal na Vila”, em que fez uma grande festa de natal para diversos famosos e influenciadores.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.

Boni critica Silvio Santos: “não fez nada importante para a TV brasileira”

O ex-diretor geral da Rede Globo, José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, mais conhecido como Boni, afirmou em entrevista com o site UOL que Silvio Santos não fez nada de importante para a TV no Brasil.

“Que ele trouxesse uma contribuição para a TV brasileira, mas que na verdade ele não deu nenhuma. Nunca teve coragem de fazer um grande jornalismo. Fez porque era obrigado. Ele fez de tudo um pouco. Não fez nada que fosse importante para a história da TV brasileira, a não ser ele mesmo”, afirmou o ex-diretor.

Boni também criticou os casos que Silvio Santos agiu de forma considerada homofóbica, racista ou machista: “Ele se acha acima do bem e do mal. É evidente que com a consciência que as pessoas têm hoje não cabem mais [comentários preconceituosos]. Não se pode mais brincar com essas coisas. Acho que ele pensa que veem como brincadeira. Mas não tem mais piada racista, homofóbica… Isso acabou”.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.

Presidente da Fundação Palmares gera polêmica ao dizer que homem morto no Carrefour é “Marginal”

Nessa sexta-feira (27) a fala do líder de uma instituição que luta pelo direito dos negros gerou polêmica. Ao falar sobre um dos casos mais polêmicos dos últimos dias, ele foi contra a maré e criticou a vítima. Mas afinal, o que aconteceu?

O presidente da Fundação Cultural Palmares, Sérgio Camargo, criticou João Alberto, o homem negro morto no estacionamento de um supermercado. Então, ele acabou bastante criticado, principalmente por sua posição de chefia numa entidade que trabalha para preservar a cultura dos negros e promover esses valores em várias esferas. Nas palavras dele, João Alberto, que foi espancado e morto por dois seguranças, é como um “marginal”. Camargo disse:

“Marginais não representam os pretos honrados do Brasil, seja Marighella, Madame Satã ou o negro do Carrefour.” Mas não é só isso.

Além disso, Sérgio Camargo também criticou o recente filme que conta a história de Marighella. Segundo ele o guerrilheiro era branco e o filme não foi alvo de nenhuma censura. Mas também afirmou que nunca pagaria para assistir o longa: “Cada um gasta seu dinheiro como quiser. O meu nunca terão!.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , .

Categoria(s): Nacional.