PMs que se desafiaram para duelo após pedido de amizade a namorada em rede social, são presos no Ceará

Uma notícia tem circulado nas redes sociais nesta segunda-feira (26). Dois soldados da Polícia Militar foram presos na cidade de Juazeiro do Norte, no Ceará, após brigarem em uma loja de conveniência e se desafiarem para um duelo. Segundo informações, a disputa teria sido motivada por conta de um pedido de amizade que um dos agentes teria enviado para a ex-companheira do colega de farda.

Após terem sido presos em flagrante, os agentes foram encaminhados para o Presídio Militar por descumprimento do artigo 224, do Código Penal Militar (CPM), o qual traz uma pena de detenção de até três meses quando um militar “desafiar outro militar para duelo ou aceitar-lhe o desafio.”

No primeiro momento da discussão capturado por imagens de câmeras de segurança, às 16h23, os dois agentes discutem numa loja de conveniência e duas pessoas que estão próximas procuram apartar o confronto. Nesse momento um dos agentes empurra uma mesa no opositor e deixa o local em um veículo.

Cerca de oito minutos depois, às 16h31, na segunda gravação, o agente que havia saído volta ao local. O policial que havia ficado no local o recebe apontando uma arma. Nesse momento houve mais discussão, mas felizmente não houve disparos. A PM informou que os dois agentes estavam de folga em uma loja de conveniência quando discutiram e houve o desafio.

O que teria motivado o duelo foi uma solicitação de amizade nas redes sociais feita por um dos PMs para a ex-mulher do outro. O ex teria julgado a solicitação como uma cantada para a sua ex-mulher e teria sido essa a causa da discussão.

Policiais do 2º Batalhão estiveram no local e prenderam os dois soldados que não tiveram as suas identidades reveladas. Após a prisão em flagrante, os agentes foram encaminhados ao Presídio Militar, em Fortaleza.

Da redação do Acontece na Bahia

 

Tag(s): , , , , .

Categoria(s): Destaque, Regional.

publicidade

Igor Kannário terá de pagar indenização para Policiais Militares após insulto no Carnaval de Salvador do ano passado

Uma notícia está sendo destaque neste domingo (18). O cantor Igor Kannário, de 36 anos, terá de pagar uma indenização a quatro oficiais da Policia Militar, por ter chamado os agentes de “bunda mole” no Carnaval de Salvador em 2020, enquanto puxava a pipoca no Campo Grande. A decisão foi tomada última sexta-feira pelo juiz Ronaldo Alves Neves Filho.

“Nesta senda, xingar Policiais Militares de “bunda mole”, bem como incitar milhares de pessoas contra a Polícia Militar em pleno carnaval, solicitando uma vaia para aquela não acrescenta em nada na coibição de eventuais abusos praticados por parte dos membros da referida corporação, mas, por outro viés, poderia ter levado até mesmo a uma situação de violência generalizada, acaso o incitamento aludido redundasse em agressão contra a tropa em trabalho”, disse o juiz.

Apesar de não ter citado nenhum nome em específico na ocasião, referindo-se aos policiais de modo geral, a Justiça entendeu que os quatro policiais que entraram com a ação deveriam receber a quantia de R$4 mil do cantor, mesmo não estando trabalhando no local no dia do ocorrido.

“Embora verifica-se dos autos que a conduta do acionado não se dirigiu de forma individual a nenhum dos requerentes, e que estes não estiveram presentes no evento e no momento das ofensas, estas foram de tal ordem que extrapolaram o direito de crítica comum, sendo de tal forma que, pelas circunstâncias da lide, mostra-se razoável o pleito de danos morais”, continuou o juiz.

Dessa forma, receberão a indenização o coronel Arthur Mascarenhas Fernandes e seus colegas Eduardo Antônio Souza Pacheco, José Roberto Suarez Santana e Lucas Garcia Viveiros.

Igor Kannário poderá recorrer a decisão.

 

 

Da Redação do Acontece na Bahia

 

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Artistas, Destaque.

publicidade