Ataque de pitbull da própria família mata menino de 2 anos e deixa irmão mais velho ferido

Um caso deixou a população assustada nesta segunda-feira (19). Desta vez, um menino acabou perdendo a vida após ser atacado por um cachorro.

O caso ocorreu na cidade de Luziânia, que fica bem próxima do Distrito Federal. Era domingo a tarde quando dois irmãos, o mais velho, de 7 anos, e o mais novo, de 2 anos, acabaram surpreendidos. Eles foram atacados por um cachorro da raça pitbull, conhecida por sua grande força física e mordida pesada, que pode chegar a mais de 300 libras por polegada quadrada, o que pode variar em centenas de quilos de “força na mordida”.

De acordo com as autoridades, agentes da Polícia Civil efetuavam uma ronda quando avistaram o cachorro com a boca ensanguentada e ouviram gritos repetitivos pedindo por socorro. Ambos os irmãos foram levados imediatamente até uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Durante o ataque, o menino mais novo sofreu mordidas no pescoço e acabou não resistindo. O mais velho recebeu mordidas no braço, mas conseguiu sobreviver. Contudo, a história não termina aí.

Durante a ação para conter o cachorro, os policiais constataram uma grande agressividade no animal. Segundo eles, foi preciso disparar contra o cachorro para contê-lo, caso contrário eles também seriam atacados. Após os disparos, o animal acabou não resistindo. O pitbull foi recolhido, já que os populares estavam com muita raiva dele. Além disso, até o momento aparentemente ninguém está sendo responsabilizado pelo ataque, já que o animal pertencia a família do garoto e ainda não se sabe o que o deixou agressivo.

Um inquérito deve ser instaurado para investigar a história. Ademais, exames serão realizados para constatar se o cachorro estava saudável ou não.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): .

Categoria(s): Nacional.