“Raposa no Galinheiro”: Delegado acaba sendo preso em flagrante e é acusado de vender roupas falsificadas

Uma notícia está sendo destaque nesta sexta-feira (12). O delegado Marcelo Machado Portugal, da Polícia Civil do Rio de Janeiro, foi preso em flagrante na manhã de hoje após ser descobertos os crimes de recepção e uso ou venda de produtos falsificados. Os produtos falsificados eram roupas.

Segundo as investigações da DRCPIM (Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Propriedade Imaterial), o delegado, que atualmente está lotado na 38ª DP (Brás de Pina), é proprietário de uma confecção que produz sem autorização roupas de diversas marcas. Na casa de Marcelo e no seu estabelecimento foram apreendidas uma grande quantidade de peças, que serão enviadas para a perícia, pois pode se tratar de pirataria.

A operação foi nomeada de “Raposa no Galinheiro”, uma alusão ao ditado popular no qual o suspeito do crime é o mesmo que cuida daquilo que está sendo investigado. A Corregedoria Interna da polícia também está acompanhando a ação.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.