Pesquisa Datafolha:57% dos brasileiros acham justa a condenação de Lula, enquanto 51% afirmam que Edson Fachin não acertou ao anular decisões da Lava Jato

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta segunda-feira (22). Em recente pesquisa divulgada nesta segunda-feira pela Datafolha, 57% dos brasileiros acham justa a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no processo envolvendo o Triplex do Guarujá, enquanto outros 51% afirmam que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, não tomou a decisão correta ao anular a referida condenação e outras que recaem sobre Lula na operação Lava Jato. 

A pesquisa ouviu 2.023 brasileiros que tinham telefone celular em todos os estados e regiões do Brasil durante os dias 15 e 16 de março. Os dados coletados são analisados observando uma margem de erro de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. 

O ex-presidente Lula foi condenado em 2017 a 9 anos e seis meses de prisão por envolvimento no caso do Triplex pelo então juiz Sergio Moro. Em 2018 a pena foi revista pela segunda instância com elevação para 12 anos e 1 mês. O Superior Tribunal de Justiça (STJ), em 2019, reduziu a pena do ex-presidente Lula para 8 anos e 10 meses de prisão. No mesmo ano, Lula foi condenado no processo envolvendo o sítio de Atibaia. O petista não reconhece as penas e afirma não ter cometido crime algum. 

Analise as informações apuradas sobre a condenação:  

  • 57% das pessoas acham justa a condenação de Lula no caso do Triplex. 
  • 38% das pessoas acham injusta a condenação de Lula no caso do Triplex. 
  • 5% das pessoas não sabem responder. 

 STF anula as condenações de Lula 

Uma decisão monocrática proferida pelo ministro do STF, Edson Fachin, anulou as condenações do ex-presidente Lula nos casos do Triplex do Guarujá e do sítio de Atibaia. O magistrado considerou que a Justiça Federal do Paraná não era competente para analisar as investigações conta o ex-presidente. Dois processos que apuram doações ao Instituto Lula foram impactados diretamente pela decisão do ministro Fachin. 

 Ministro Edson Fachin anula ações contra Lula :Veja os números da pesquisa: 

  • 42% das pessoas afirmam que Fachin acertou ao anular as condenações de Lula. 
  • 51% das pessoas afirmam que Fachin não acertou ao anular as condenações de Lula 
  • 6% das pessoas não sabem responder. 

A pesquisa demostrou que a população tem conhecimento da anulação das condenações de Lula. Veja os percentuais: 

  • 37% tem conhecimento e está bem informado sobre a anulação das condenações. 
  • 44% tem conhecimento e está mais ou menos informado sobre a anulação das condenações. 
  • 7% tem conhecimento e está mal informado sobre a anulação das condenações. 
  • 13% não tomou conhecimento sobre a anulação das condenações. 

De acordo com a pesquisa 51% são contra o ex-presidente Lula concorrer em 2022; 47% são a favor 

A decisão do STF torna Lula elegível para participar das eleições em 2022.Quanto a possibilidade de uma possível volta do petista em candidatura as eleições presidenciais, os brasileiros se dividem no limite da margem de erro.Veja:   

  • 51% afirmam que Lula não deveria concorrer às eleições em 2022. 
  • 47% afirmam que Lula deveria concorrer às eleições em 2022. 
  • 2% não souberam afirmar.  

 

Da redação do Acontece na Bahia 

Foto: Andre Penner/AP

 

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

De acordo com pesquisa, rejeição de Bolsonaro dispara e 58% dos brasileiros desaprovam a maneira do presidente governar

Uma notícia chamou a atenção dos internautas nesta manhã de terça-feira (2) e dividiu opiniões. De acordo com os dados de uma pesquisa, 58% dos brasileiros como ruim e desaprovaram o governo do Presidente Jair Bolsonaro e a maneira do presidente governar. Em contrapartida, 38% aprovam o governo atual enquanto 5% não souberam responder.

A pesquisa foi realizada pelo Instituto Ipec, sucessor do extinto Ibope Inteligência, e ocorreu entre 19 e 23 de fevereiro e divulgada no último domingo (28). No total, foram ouvidos 2.002 brasileiros de todos os estados do país.

Outra pergunta da pesquisa perguntava se considerava o presidente Jair Bolsonaro como confiável. Assim, 61% dos entrevistados não consideraram Bolsonaro um presidente confiável enquanto 36% afirmam confiar e 3% não sabem.

Além disso, a pesquisa questionou também sobre o auxílio emergencial. Assim, 72% dos brasileiros consideraram que o benefício deva continuar “até a situação econômica voltar ao normal “.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.