Após fala crítica de Mourão sobre invasão russa, Bolsonaro diz que vice-presidente cometeu ‘peruada’

A fala do vice-presidente da República, Hamilton Mourão (PRTB), que criticou a ofensiva russa, foi alvo de crítica do presidente Jair Bolsonaro (PL). Mourão disse na manhã dessa quinta-feira (24), que repudia os ataques das tropas militares da Rússia a cidades da Ucrânia. Além disso, Mourão comparou o presidente russo, Vladimir Putin, ao ditador nazista Adolf Hitler.

De acordo com Bolsonaro, Mourão cometeu uma “peruada”. Para ele, apenas o presidente da República deveria se manifestar sobre o assunto, em razão da Constituição Federal versar que compete privativamente ao presidente manter relações com Estados estrangeiros e acreditar seus representantes diplomáticos.

“Quem fala desse assunto é o presidente, e o presidente chama-se Jair Messias Bolsonaro, e ponto-final. Então, com todo respeito a essa pessoa, ela está falando algo que não lhe deve, que não é de competência dela, é de competência nossa. Quem está falando está dando peruada naquilo que não lhe compete”, comentou Jair Bolsonaro.

Em sua fala Bolsonaro não prestou solidariedade à Ucrânia após a invasão feita pela Rússia e não criticou o presidente Putin por autorizar os ataques. Segundo o presidente, só vai falar sobre o tema após consultar os ministros das Relações Exteriores, Carlos França, e da Defesa, Walter Braga Netto.

O presidente Bolsonaro disse que espera paz. “A decisão [de se manifestar contra a Rússia] é minha, mas quero ouvir pessoas que são ministros para tratar desses assuntos. Nós somos da paz, queremos a paz. Tudo que tivermos ao nosso alcance, nós faremos pela paz. Então, quem fala dessas questões chama-se Jair Messias Bolsonaro”, afirmou.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.