“Presidente nunca me obrigou a fazer nada” afirma ex-minsitro da Saúde, Pazuello durante o seu depoimento na CPI da Covid

Uma notícia está sendo destaque nesta semana. Isso porque durante a sessão da Comissão Parlamentar de Inquérito, que está ocorrendo nesta quarta-feira (19), o ex-ministro da Saúde, o general Eduardo Pazuello, afirmou durante o seu depoimento como testemunha que nunca sofreu qualquer tipo de pressão por parte do presidente da república, Jair Bolsonaro (Sem partido).

“Não havia discussão de disconvergência nenhuma [sic]. Com relação a nada. Em momento algum, o presidente me orientou ou me encaminhou ou me deu ordem para fazer nada diferente do que eu tava fazendo [sic]. As minhas posições nunca foram contrapostas pelo presidente” disse general Pazuello, em falas longas, eloquentes e difusas.

Ainda durante seu exclareciemento sobre a sua gestão na pandemia, general Pazuello voltou a dizer que Bolsonaro “nunca me deu ordem direta para nada” em relação a uso de medicamentos, como hidroxicloroquina e Invermectina, rémedios que são comprovado pela Organização Mundial Saúde, totalmente ineficazes ao combate da doença Covid-19.

De acordo com sua fala, Pazuello em uma de suas tentativas de blindar o presidente disse que todas decisões foram elencada, e apenas, sobre o seu comando. “Assunto de Saúde é o ministro Pazuello, isso foi o que Bolsonaro disse. Nunca, nenhuma vez, eu fui chamado para ser orientado pelo presidente de forma diferente por aconselhamentos externos”, garantiu Pazuello

E acrescentou que  “Não quero dizer com isso que qualquer pessoa, principalmente o presidente da República, não ouça, não levante dados ou não procure avaliar o que está acontecendo em volta dele. Seria um absurdo o presidente não ouvir opiniões, versões, para que ele crie a própria posição dele”, concluiu.

Leia também o portal do nosso editor www.romulofontoura.com.br

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional, Politica.

Pazuello irá à CPI vestido com o fardamento do exército

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta quarta-feira (19). O ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello, dispensou a ajuda de governistas que tinham a intensão de treiná-lo para se sair bem em suas respostas diante da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI). Pazuello deixou claro a aliados sua intensão de querer se apresentar na CPI usando a túnica verde oliva, o fardamento do exército.

De acordo com informações, o ex-ministro recebeu diversos conselhos no sentido de não usar o fardamento do exército porque o ato poderia soar como uma provocação aos olhos dos senadores. No entanto Pazuello tem se posicionado no sentido de não apresentar comportamento acuado durante os questionamentos feitos na CPI. Mas não é só isso…

O ex-ministro respondeu a um aliado e disse que existe uma regra de como um militar deve se vestir em eventos oficiais e segundo ele o fardamento faria lembrar aos senadores que ele é um general do exército e não um ministro qualquer.“É uma forma de o Pazuello lembrar a todos que é general do Exército e que o Renan é o Renan”, comentou um aliado de Pazuello.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Defesa de Pazuello entra com pedido de habeas Corpus no STF para que ele não precise ter compromisso em falar a verdade na CPI da Covid

Uma notícia está sendo destaque nesta semana.Pois os advogados do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello entrou com um habeas corpus no Supremo Tribunal Federal, para que o General não seja obrigado a dizer a verdade durante a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid. Além disso, o documento pede para que ele não seja alvo de uma possível ordem de prisão.As informações são do portal R7.

Segundo o portal R7, o general Pazuello, será o próximo a depor na CPI da Covid, na próxima quarta-feira (19).

“Roga ao juízo também pela concessão da ordem de Habeas Corpus em favor do paciente no sentido de garantir assistência de advogado durante a aludida sessão, podendo o mesmo se retirar do recinto em caso de ofensa dirigida contra si por membro da CPI, não prestar o compromisso de dizer a verdade por estar na condição de testemunha, não sofrer constrangimento ilegal, bem como não ser conduzido à prisão por intepretação de qualquer dos membros que integram a CPI”, disse a defesa de Pazuello.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional, Politica.

Ex-ministro Pazuello entra em shopping sem máscara e leva advertência; Nas redes sociais ele foi bastante criticado

Uma notícia está sendo destaque nesta terça-feira (27). O ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, descumpriu as medidas de segurança contra a Covid-19 e entrou em um shopping de Manaus sem máscara no último domingo. Eduardo foi fotografado pela fotografa Jaqueline Bastos, que divulgou nas redes sociais, onde o ex-ministro foi bastante criticado.

O Shopping, por meio de uma nota, informou que Pazuello já entrou no local sem máscara, mas que foi orientado a comprar uma imediatamente. “Assim foi feito e o ex-ministro com ela se manteve enquanto permaneceu no shopping”, informou a empresa. “Os protocolos de segurança do Manauara Shopping são, porém, rigorosos e o ingresso do ex-ministro não deveria ter ocorrido.”

Em entrevista ao site G1, a fotógrafa Jaqueline Bastos contou que Pazuello deu risada após ser questionado sobre o uso da máscara. “Eu perguntei mesmo se ele estava sem máscara no shopping, ele respondeu: ‘pois é, tô sem máscara, né? aonde compra isso?’, aí foi andando e rindo”, disse Jaqueline.

 

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque.