“Já passou da hora da OMS ver o Brasil com a gravidade que ele representa”, diz secretário Fábio Vilas Boas em entrevista sobre a pandemia

Uma notícia está sendo destaque nesta terça-feira (06). Fábio Vilas Boas, secretário estadual de Saúde, chamou a atenção ao afirmar em entrevista que a Organização Mundial de Saúde (OMS) já passou da hora de enxergar com seriedade a pandemia no Brasil, que ameaça o planeta.

 

“Nosso país está muito atrasado na vacinação. Nós somos uma ameaça para a humanidade, somos um caldo de cultura de vírus. Quanto mais vírus circula, infecta as pessoas, maior a chance de um processo de replicação das células. E assim, surgir uma nova variante que venha a ser mais agressiva — ele sempre muda para pior — ou escapar da vacina e jogar todo esforço, que foi feito agora no mundo inteiro, fora. Precisamos, de todas as formas, acelerar o processo de vacinação e interromper a transmissão”.

 

No fim, o secretário ainda alertou para a alta persistente de casos em jovens. “O número de jovens infectados é cada vez maior. Hoje, mais da metade das pessoas internadas tem menos de 50 anos. E a faixa de 30 a 39 anos teve um crescimento de 400% na taxa de contágio. Além disso, esse vírus têm afetado os jovens e de uma forma mais agressiva — em torno de 10 dias de doença a pessoa da baixa no hospital e já vai direto para suporte respiratório”, finalizou o secretário.

 

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.

BBB21: Sarah Andrade faz pronunciamento pedindo desculpas por falas polêmicas acerca da pandemia durante o programa

Uma notícia está sendo destaque nesta segunda-feira (05). Após causar polêmica enquanto estava na casa do BBB por falar com deboche da pandemia e confessar idas em festas, Sarah Andrade fez uma série de vídeos ontem em suas redes sociais pedindo desculpas.

“Oi, gente tudo bem? Preciso falar com vocês de um assunto que é muito sério, que repercutiu muito quando eu estava dentro do programa, que foram minhas falas sobre a pandemia. Quero pedir desculpas do fundo do coração, me perdoem. A todos vocês, quero pedir desculpas. A todos os brasileiros, todas as famílias vitimas da covid. Todo mundo que eu ofendi, não tenho justificativa para qualquer ofensa, só realmente me desculpar. Não imaginava a gravidade do que eu falei, principalmente no momento tão frágil e triste do nosso país”

Dentro da casa Sarah chegou a dizer que provavelmente as coisas já estariam melhores aqui fora quando todos saíssem, sem imaginar o caos que a saúde pública estava enfrentando. No programa, ela chegou a confessar que estava em uma festa quando recebeu a ligação do programa a convidando para o BBB21. Ainda segundo ela, a festa foi de ano novo e estava “uma frescura do car****” por conta das medidas de segurança determinadas.

“Eu sabia sim que o Brasil estava na pandemia quando entrei no Big Brother. E mais uma vez, não quero justificar nada, eu só imaginava que as coisas estivessem melhorando, principalmente quando eu saísse do programa. E, infelizmente, não foi o que aconteceu. Estou disposta a aprender com meus erros e estou feliz com essa segunda chance que vocês estão me dando, do fundo do meu coração. Estou tentando me apegar a isso.”

Por fim, ela falou sobre o posicionamento que a sua assessoria teve enquanto ela estava lá dentro, no momento das polêmicas.

“Agradeço à minha equipe que veio aqui, falou, se posicionou, aproveitou essa audiência que a gente tem aqui para conscientizar outras pessoas também. Mais uma vez, do fundo do meu coração, me perdoem. Não desistam de mim, prometo aprender com meus erros, tá? E um beijo no coração de cada um de vocês”, finalizou.

Sarah foi a oitava eliminada do BBB21.

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque.

BBB21: Em conversa, Sarah debocha das medidas de segurança contra Covid-19; “Frescura”

Uma notícia está sendo destaque nesta terça-feira (23). A BBB21 Sarah Andrade vem ganhando uma repercussão negativa nos últimos dias por conta de seus posicionamentos e falas debochadas a cerca da pandemia. Dessa vez, ela mostrou não gostar de respeitar as medidas de segurança contra a Covid-19, as classificando como “frescura”.

“Eu fui para Réveillon esse ano, uma frescura da porra. Toda hora chegava polícia, falando para ficar nas mesas, esse negócio de distanciamento, tinha que fazer teste antes”, disse Sarah em conversa com os colegas Caio e Arthur.

Um pouco antes, Arthur tinha se mostrado preocupado com a situação do país e temia não poder ver os seus familiares. Sarah tentou acalma-lo tentando dizer que a situação estaria menos grave quando saísse. “Dá para ir já, não tá mais tão ruim o negócio não”.

Porém, essa não é a primeira vez que Sarah teve falas contra as medidas de proteção à Covid. Em outra conversa com Arthur, ela revelou que quando recebeu a ligação da produção do programa a convidando para fazer a entrevista de seleção dos participantes do reality, ela estava em uma festa e precisou correr para o banheiro para atender o telefonema.

Essa sequência de falas tem feito a sister perder a preferência do publico, que era uma das favoritas. Sarah já perdeu aproximadamente 1 milhão de seguidores, dos quase 8 milhões que conseguiu desde a entrada no programa.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

“Se lockdown acabar com vírus, eu topo. Mas não vai”, afirma Bolsonaro em discurso; “. Não sabemos onde isso vai acabar. Se vai acabar um dia”, completou

O presidente Jair Bolsonaro voltou a gerar polêmica e dividir opiniões nesta terça-feira (23). O atual presidente da República voltou a fazer criticas contra as medidas de restrição e fez um elogio ao trabalho do ex-Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello.

Em pronunciamento feito na segunda-feira (22), o presidente afirmou que toparia fazer um lockdown por 30 dias, caso a medida funcionasse, mas afirmou que não funciona.

“Se ficar em lockdown 30 dias e acabar com o vírus, eu topo, mas sabemos que não vai acabar”, reforçou Bolsonaro. “Se me convencerem disso, eu faço. Mas até hoje não me convenceram. Não estou dando recado para ninguém, é uma constatação, uma realidade”, afirmou em durante cerimônia no Palácio do Planalto.

“Eu devo mudar o meu discurso? Eu devo me tornar mais maleável? Devo ceder? Fazer igual a grande maioria tá fazendo? Se me convencerem do contrário, faço, mas não me convenceram ainda. Devemos lutar é contra o vírus e não contra o presidente”, completou.

De acordo com Bolsonaro, “parece que só no Brasil está morrendo gente. Lamento o número de mortes. Qualquer morte. Não sabemos onde isso vai acabar. Se vai acabar um dia”.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.