Padre de 37 anos morre em decorrência da Covid-19 e gera grande comoção na cidade entre os fiés

Uma triste notícia está sendo destaque neste sábado. O padre Sérgio Meschini Filho, pároco da Paróquia Sagrado Coração de Jesus, de Maringá, norte do Paraná, de 37 anos, morreu na última terça-feira em decorrência das complicações da Covid-19. O padre estava internado desde o dia 26 de fevereiro, na Santa Casa de Maringá.

“Padre Sérgio deixa um legado de amorosidade e dedicação à Igreja. Comunico meus sinceros sentimentos aos familiares, em especial à mãe do padre Serginho”, lamenta o Arcebispo de Maringá, Dom Severino Clasen.

Outros membros da Igreja também lamentaram a morte do pároco.
“Que Deus recompense imensamente a vida e ministério doados em favor do Reino de Deus. Que a vida e missão do padre Sérgio entre nós seja semente de novas e santas vocações. Obrigado padre Sérgio. Descanse em paz, nos braços do Cristo Bom Pastor”, disse o pare Neri Dione.

“Ele foi um padre extraordinário, com seu breve ministério, deixou a marca do Cristo acolhedor. Mais que um amigo, um irmão do coração”, falou o Padre Altair Ciarallo.

O padre, que era mestre em direito canônico, deseja fazer um doutorado.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Mãe de padre Fabio de Melo precisou ser hospitalizada após testar positivo para a Covid-19

Uma notícia está sendo destaque nesta segunda-feira (15). O padre Fábio de Melo publicou hoje em seu Instagram que a sua mãe, a Ana Maria de Melo, testou positivo para a Covid-19 e precisou ser hospitalizada. O resultado saiu onze dias depois da idosa tomar a primeira dose da vacina.

Pelo relato do padre, é possível entender que dias antes dela receber a primeira imunização, precisou ser hospitalizada e dois dias depois, a sobrinha que a acompanhava, testou positivo. Especialistas explicam que a idosa estar contaminada mesmo depois da primeira dose aconteceu por conta da janela imunológica da vacina, ou seja, pelo tempo que o corpo leva para desenvolver anticorpos.

Leia o relato do padre Fabio, onde ele explica como tudo aconteceu:

“Há 11 dias eu postei esta foto. Foi um dia de alegria. Mas nem imaginávamos que já era tarde. Quatro dias antes de ser vacinada, minha mãe precisou ser hospitalizada. Minha sobrinha a acompanhou. Ficaram um pouco mais de 24 horas no hospital. Dois dias depois do dia da vacina, a Cris começou ter sintomas. Fez o teste e deu positivo. Testamos minha mãe, mas deu negativo. Retiramos ela da casa, isolamos, tomamos todas as providências. Mas anteontem, minha mãe começou a ter um pigarro. Por precaução fizemos o teste e recebemos a pior notícia. Ela está com Covid. Hoje, logo cedo, precisou ser hospitalizada”.

“Só Deus sabe a angústia que tomou conta de mim. Uma questão de 5 dias antes, horas, e a vacina teria gerado alguma imunidade. Há em mim uma sensação de fracasso. O número 5 nunca foi tão decisivo em minha vida. Meus amigos queridos, peço que rezem por nós. Hoje, ao falar com ela através de uma chamada de vídeo, ela tentou me consolar. ‘Fabinho, Deus só vai me levar quando Ele achar que chegou a minha hora. Fica tranquilo, você mora aqui, dentro de mim. E nunca será diferente’. Sim, mãe, nunca será diferente, nunca”.

Na internet, famosos e amigos do religioso desejaram uma boa recuperação a idosa.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Homem apresenta CNH com foto de Padre Cícero e Frei Damião em uma blitz; O documento ainda apresentava ano de nascimento de 1898

Um caso curioso está sendo destaque nesta sexta-feira (12). Durante uma blitz na cidade de Paulo Jacinto, no sertão alagoense, um homem de 62 anos apresentou documento de habilitação com as fotos de padre Cícero e frei Damião, cada uma em um lado do documento, além de uma nota fiscal da moto que pilotava, que nunca foi emplacada.

Para completar a situação, a habilitação ainda possuía a categoria “religiosa”, validade “indeterminada” e data de nascimento 1844. Do outro lado, tinha a foto de frei Damião, com ano de nascimento 1898, também com validade “indeterminada”. Mas segundo a polícia, o documento seria somente uma lembrancinha de viagem.

O comandante da operação, o coronel Liziario Junior, relatou que o idoso insistiu em dizer que o documento era válido e que adquiriu em uma viagem a Juazeiro do Norte, sendo informado que ela valeria por todo território nacional.

“Ele disse que ‘um cidadão lá em uma banca que me vendeu disse que tinha validade em todo território nacional’. Um fato muito inusitado, chega a ser hilário. Nós conversamos com ele e ele ficou irritado, achando que nós é que estávamos com brincadeira”, explicou o coronel.

Por fim, o coronel contou que tentou juntamente aos policiais explicar ao homem que ele havia sido enganada, mas ele estava irredutível, acreditando fielmente de que o documento era verdadeiro.

“A gente, vendo a situação de vulnerabilidade que ele se encontrava, ainda mais com uma criança, levamos os mesmos para sua residência em um povoado”, concluiu o comandante

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.

Com dinheiro de dízimo, Padre entrega casa para família carente que vivia em área de risco

Uma linda notícia é destaque nesta segunda-feira (08). O padre Deivid Franklin, 29, de Baraúna, Rio Grande do Norte surpreendeu a todos ao entregar uma casa para uma família carente construída com o dinheiro do dízimo, composta pelo casal Verônico e Altaniza, três filhos e uma avó, que antes do grande presente, viviam em um barraco em uma área de grandes probabilidades de desabamento.

“É uma lona segurada por paus. Você vê a foto no Facebook, mas quando se depara pessoalmente tem um choque mais forte. É uma situação muito triste”, contou o pároco.

O padre, junto com a congregação, haviam se comprometido em destinar uma parte do dízimo arrecadado na paróquia para adiantar e completar a obra da casa. Porém, mesmo com as obras finalizadas, o padre continua pedindo a ajuda dos fiés para quitar algumas dívidas da construção que ficaram:

“A igreja ajudou com material e tudo mais, mas ainda precisamos fazer o pagamento dos pedreiros que trabalharam. Então aqueles que não ajudaram ainda e poderem dar sua contribuição, a gente agradece”

Na nova casa, agora em um local seguro e com melhores condições, Verônico agradeceu: “Muito obrigado à comunidade católica, aí. Se fosse por outras pessoas, eu não ia adquirir (a casa) nunca”.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque.