Padre de 82 anos é inserido em programa de proteção a defensores de Direitos Humanos após ataques de bolsonaristas em Fortaleza

Uma notícia tem circulado nas redes sociais neste domingo (18). Após ser hostilizado por apoiadores do presidente Bolsonaro durante a realização de missa na Paróquia Nossa Senhora da Paz, e receber ameaças por meio das redes sociais, o padre Lino Allegri, de 82 anos, deve ingressar no Programa Estadual de Proteção aos Defensores e Defensoras de Direitos Humanos (PPDDH).

A Paróquia onde a missa estava sendo realizada fica localizada no bairro Aldeota, em Fortaleza, e as ofensas contra o padre ocorreram no último dia (11) de julho. A medida tomada pelo estado, tem como objetivo garantir proteção às pessoas que defendem os direitos humanos e estão em situação de risco a continuidade do trabalho ou ameaça iminente e precisam de proteção do estado.

De acordo com o padre Lino, as ameaças contra ele são corriqueiras e têm acontecido principalmente por mensagens colocadas nos perfis das redes sociais da igreja e também por meio do WattsApp.”Espero que isso possa ajudar nessa proteção diante das ameaças que nós [da Paróquia Nossa Senhora da Paz] estamos recebendo. Elas são concretas”, contou o padre nesse sábado (17).

Está acompanhando o caso de perto a defensora-geral da DPCE, Elizabeth Chagas, e disse que o secretário de Segurança, Sandro Canon,está tomando as medidas necessárias para garantir a proteção do religioso.”Continuamos fazendo esse diálogo para que não haja nenhuma morte e nenhuma ofensa aos direitos humanos e à liberdade religiosa”, disse.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), todas as ações necessárias para a proteção do padre estão sendo tomadas e a Polícia Civil do Estado do Ceará está investigando o caso.”Já a Polícia Militar do Ceará (PMCE) reforçou, desde o último domingo (11), o policiamento na região onde está situada a paróquia, especialmente nos horários de missa”, contou. 

O padre disse que é acusado de misturar religião e política, além de fazer comentários com relação a atuação do governo federal no combate a pandemia de Covid 19.“São acusações infundadas. Não estou fazendo política dentro da minha pregação. O que estou fazendo é tentar contextualizar a Palavra de Deus do Evangelho com a vida que nós estamos vivendo”, disse o padre.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , .

Categoria(s): Destaque, Regional.

Padre é preso após atacar sete bispos com ácido durante sínodo

Uma notícia está sendo destaque nesta sexta-feira (25). Um padre foi preso por policiais, ontem (23), na Grécia, após atacar sete bispos metropolitanos do Santo Sínodo com ácido. Tudo isso porque esses bispos estavam em reunião para considerar a deposição desse padre, pois, em 2018, ele foi preso por estar em posse de cocaína. Assim, ele estava enfrentando uma demissão em audiência disciplinar.

Segundo os policiais, o padre, de 37 anos, comprou os ácidos pela internet. Os bispos tiveram queimaduras no rosto, nas mãos e nas roupas, sendo levados imediatamente para o hospital.

O padre tentou fugir, mas foi pego por um segurança do mosteiro juntamente a outras duas pessoas, que também foram atingidos por ácidos.

“Estava a decorrer uma audiência do Santo Sínodo, devia ser julgado e despedido, e nessa altura, por motivos próprios, decidiu cometer este ato e colocar em perigo a vida das pessoas. Condenamos isto, não temos o direito de fazer essas coisas. Não importa o que digamos agora, a única coisa necessária são as orações de todos os gregos”, disse um dos bispos.

De acordo com o advogado do padre, ele teria agido dessa forma por conta de um “péssimo estado psicológico”, e que o padre tomava remédios para depressão.

 

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.

Padre se apaixona por mulher e pede para deixar a batina: “Quero tentar viver este amor sem o sublimar, sem o retirar”

Uma notícia inusitada chamou a atenção dos internautas nesta manhã de quarta-feira (14). Um padre anunciou em sua missa ministrada no último domingo (11) que vai abrir mão da batina em prol do amor. O caso aconteceu com o padre Riccardo Ceccobelli, 41 anos, que atua na diocese de Todi, na província de Perugia, região central da Itália

“Não posso deixar de continuar a ser consistente, transparente e correto como sempre fui até agora. Mas meu coração está apaixonado. Quero tentar viver este amor sem o sublimar, sem o retirar”, afirmou o padre.

O religioso se abriu à imprensa na última terça-feira (13) e deu entrevista a jornais italianos.

Dessa forma, o padre foi suspenso de sua ocupação e deu início aos processos para voltar a ser um cidadão comum, de acordo com a entrevista.

O bispo da dioscese comentou sobre o caso e agradeceu os serviços de dom Riccardo: “Agradeço a dom Riccardo por todo serviço prestado até agora. E, em primeiro lugar, envio-lhe meus mais sinceros votos para que esta decisão, tomada em plena liberdade, como ele mesmo me disse, garanta-lhe paz e serenidade”, afirmou

De acordo com o  jornal Corriere della Sera, o caso do padre já era conhecido na região e “todo mundo sabia” na cidade que o Riccardo estava se relacionando com uma mulher.

Da redação Acontece na Bahia.

 

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.

Padre de 37 anos morre em decorrência da Covid-19 e gera grande comoção na cidade entre os fiés

Uma triste notícia está sendo destaque neste sábado. O padre Sérgio Meschini Filho, pároco da Paróquia Sagrado Coração de Jesus, de Maringá, norte do Paraná, de 37 anos, morreu na última terça-feira em decorrência das complicações da Covid-19. O padre estava internado desde o dia 26 de fevereiro, na Santa Casa de Maringá.

“Padre Sérgio deixa um legado de amorosidade e dedicação à Igreja. Comunico meus sinceros sentimentos aos familiares, em especial à mãe do padre Serginho”, lamenta o Arcebispo de Maringá, Dom Severino Clasen.

Outros membros da Igreja também lamentaram a morte do pároco.
“Que Deus recompense imensamente a vida e ministério doados em favor do Reino de Deus. Que a vida e missão do padre Sérgio entre nós seja semente de novas e santas vocações. Obrigado padre Sérgio. Descanse em paz, nos braços do Cristo Bom Pastor”, disse o pare Neri Dione.

“Ele foi um padre extraordinário, com seu breve ministério, deixou a marca do Cristo acolhedor. Mais que um amigo, um irmão do coração”, falou o Padre Altair Ciarallo.

O padre, que era mestre em direito canônico, deseja fazer um doutorado.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.