Após chamar cantor Netinho de “débil mental”, compositor recebe intimação do Tribunal de Justiça da Bahia

Uma história bastante complicada voltou à tona nesta terça-feira (25). Desta vez, o Tribunal de Justiça da Bahia expediu uma intimação relativa ao caso do cantor Netinho e o compositor Manno Góes.

O TJ-BA expediu uma intimidação pedindo que o compositor Manno Góes prestasse esclarecimentos. Ele está sendo processado pelo cantor baiano Netinho por supostas condutas ilegais e ofensas feitas na imprensa e nas redes sociais. Góes é o compositor da música “Milla”, um dos maiores sucessos de Netinho, e não gostou de ver o cantor usando a canção durante um ato político pró-Bolsonaro, realizado na Avenida Paulista, em São Paulo.

Na ocasião, Góes chegou a chamar Netinho de “débil mental”. O compositor pontuou que considerava a a manifestação um gesto de apoio a um suposto golpe militar e ficou indignado ao ver sua canção naquele contexto. Além disso, o processo elenca outras supostas ofensas anteriores a essa. Mas não termina aí.

Agora, por conta de uma decisão preliminar, Góes terá que excluir as publicações que mencionem ou façam alusão a Netinho. Contudo, o caso ainda não transitou em julgado, ou seja, o processo ainda não foi concluído. Sendo assim, Góes deve se defender das acusações em breve.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , .

Categoria(s): Artistas, Nacional.

Deputada Carla Zambelli terá de pagar de R$5mil diários por manter no ar vídeo de Netinho cantando “Milla”

Uma notícia está sendo destaque nesta quinta-feira (13). Em uma ação movida por Manno Góes, compositor da música “Milla”, cantado por Netinho, a deputada Carla Zambelli (PSL-SP) terá de pagar uma multa de R$ 5 mil por dia enquanto mantiver no Youtuber um vídeo de Netinho cantando a música “Milla” em um ato pró-Bolsonaro, no último dia (1). Manno Góes moveu a ação porque já havia pedido a retirada pela deputada e ela não retirou. As informações são do Bahia Notícias.

Além da multa, a ação também exige R$200 mil de indenização, dos quais R$ 100 mil são por danos morais por usar a música do compositor “com vinculação forçada à ideologia e figura política da ré (Carla Zambelli)”. E R$ 100 mil por danos materiais pelo uso da canção, que deveria ter sido licenciado pelo autor previamente.

A deputado receberá a intimação virtualmente e assim que ela receber, a multa passará a valer. Ela tem até 15 dias para apresentar a defesa

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque.

“Não autorizo esse débil mental”, diz compositor da música “Milla” ao detonar Netinho por apresentação em ato pró-Bolsonaro

O autor da música Milla, o compositor Manno Goes, se revoltou em suas redes sociais, criticando energicamente o  cantor Netinho, após cantar a sua música durante a sua participação na passeata antidemocrática, e pró-Bolsonaro, que ocorreu em São Paulo, no Sábado, dia primeiro de Maio, onde tradicionalmente se é comemorado o Dia do Trabalhador.

Segundo o portal Metrópoles, Manno Goes, em suas postagens, teria chamado Netinho de “débil Mental” e enfatizou que não lhe deu “nenhuma autorização” para que a sua música fosse associada manifestações pró-intervenções militares.

“Que a próxima música minha que esses idiotas cantem seja Acabou” declarou em sua publicação anterior, dando uma indireta para o presidente Jair Bolsonaro.

Dia primeiro de Maio

Vários manifestantes se reuniram na manhã do último sábado, primeiro de maio, feriado Dia do trabalhador, para apoiar o Presidente Jair Bolsonaro. Assim também como, pedir o impeachment dos ministro do STF, o voto impresso, e o fim da medidas protetivas do isolamento social, com o argumento de “a liberdade para trabalhar dos brasileiros”.

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Artistas, Destaque, Nacional.

Cantor Netinho deixa redes sociais em protesto contra o STF e em apoio ao presidente: “só voltarei quando alguma atitude concreta for tomada contra o STF”

Uma notícia chamou a atenção dos internautas nesta manhã de quarta-feira (14). O cantor Netinho afirmou que estaria deixando suas redes sociais em apoio ao presidente e em protesto contra o Supremo Tribunal Federal (STF).

O cantor deixou um comunicado no seu perfil do Instagram na última terça-feira (12), afirmando que só voltaria às redes sociais caso “alguma atitude concreta” for tomada contra o Supremo Tribunal Federal (STF).

“A partir de hoje 12 de abril de 2021 eu estarei fora das Redes sociais Facebook, instagram e Twitter para o bem da minha sanidade mental. Voltarei quando souber que foi tomada alguma atitude concreta contra o 57f [STF] como por exemplo o impeachment de seus ministros ou o fechamento do mesmo. Sou apoiador de Jair Bolsonaro e seguirei sendo enquanto ele defender tudo aquilo que acredito ser necessário para o povo brasileiro e para o Brasil, ele sabe disso”, afirmou Netinho.

“Como já postei aqui inúmeras vezes, sugiro a todos de bem que se desliguem completamente da velha mídia/imprensa para o bem da sua saúde e pelo bem do Brasil. Tudo de lindo que fiz e que sou não pode se prestar mais ao envolvimento com o que apenas ilude as mentes fracas e nada resolve, voltarei quando as coisas clarearem”, dispara o cantor contra a mídia.

“Ah, não sou contra vacinas, apenas não quero me vacinar com essas novas vacinas para o Covid e sou contra a obrigatoriedade dessa vacina. Toma quem quiser tomar como sempre disse Jair. E sou contra qualquer passaporte de vacinação que exija que o cidadão se vacine obrigatoriamente para poder viajar, trabalhar, ir a eventos, viver, etc”, concluiu.

Da redação Acontece na Bahia.

 

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.