Nascimento de bebê em metrô de Kiev durante bombardeio russo trouxe esperança ao local castigado pela guerra

A invasão russa a capital ucraniana Kiev, fez com que a população procurasse estações de metrô como forma de fugir dos mísseis disparados pelos russos. A população foi orientada pelo governo da Ucrânia a se abrigar nestes locais para se proteger em caso de um bombardeio inimigo.

O Nexta, veículo de comunicação do Leste Europeu, divulgou uma informação que trouxe alguma esperança ao local castigado pela guerra. Um bebê saudável nasceu em uma das estações na tarde dessa sexta-feira (25/2).

Os bombardeios e ataques terrestres a Kiev se intensificaram nessa sexta-feira (25) sob o comando de Vladimir Putin. O presidente russo pediu que militares do país derrubem o presidente Volodymyr Zelensky, em sua primeira declaração pública após cercar a capital ucraniana.

Militares do país iniciaram uma operação para expulsar invasores de Kiev, capital do país, informou o Ministério do Interior ucraniano. Em meio aos ataques, o governo confirmou a distribuição de 18 mil fuzis para civis e milhares de habitantes da cidade buscam refúgio nas estações dos metrôs.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional, Social.

Em meio ao caos, bebê nasce em ponto de apoio aos moradores de Petrópolis: “Lindo. Emocionante”

A tragédia que afetou a cidade de Petrópolis, na região serrana do Rio de Janeiro, foi sem precedentes. Em meio ao caos, uma bebê nasceu, neste domingo (20), em um ponto de apoio as vítimas da tragédia colocado pela Prefeitura de Petrópolis (RJ). Os temporais que atingiram a cidade de Petrópolis trouxeram alagamentos e desmoronamentos de terra, além de deixar 176 vítimas fatais e muitos desaparecidos. O nascimento da bebê trouxe esperança ao local afetado pelos temporais na última semana. Ana Alice é o nome da pequena, que nasceu às 8h42 na Escola Paroquial Bom Jesus.

Giovana Cerqueira, de 19 anos e grávida de nove meses, foi até o ponto de apoio montado pela prefeitura por volta das 7h30 para avisar a sua mãe, que é avó da bebê e está abrigada no local, sobre as fortes contrações que sentia. A equipe médica do posto de saúde, que atuava no ponto de apoio, foi acionada e realizou exames na jovem.

Ela estava tendo contrações fortes. Acionamos a Defesa Civil, que chamou a ambulância, mas não deu tempo. A bebê nasceu aqui mesmo. Foi a coisa mais emocionante que vi na vida”, disse a diretora da escola, Renata Zacharsk.

A diretora Renata disse que o nascimento da bebê deixou todas as pessoas emocionadas. “Ela [Giovana] não estava abrigada na escola, só a mãe dela. Foi um momento muito emocionante para todos aqui”, disse Renata.

Todo o processo até o nascimento da bebê foi realizado pelos profissionais do posto de saúde que estavam no ponto de apoio, informou a enfermeira Tatiana Jardim Costa. “Eu e a mãe dela a colocamos no chão, e eu falei: ‘Faz força’. Logo já vi a cabeça da bebê, e ela nasceu. Foi lindo”, contou Tatiana. Giovana e Ana Alice foram levadas pelo Samu de ambulância para o Hospital Alcides Carneiro (HAC), em Corrêas. Mãe e filha passam bem.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.