Tiroteio dentro de restaurante termina com a morte de um Policial Civil e o seu amigo; causando pânico e correria no local

Uma notícia está sendo destaque nesta semana. Pois um tiroteio em um restaurante deixou duas pessoas mortas em Jaboticaba, no Norte do Rio Grande do Sul, na noite do domingo (16). Os disparos teriam partido de Marcos de Moraes Antunes, de 30 anos. Uma das vítimas é um comissário da Polícia Civil, Fabiano Ribeiro Menezes, de 51 anos. A outra vítima é José Antônio Rocha Monteiro, de 53 anos.

Segundo informações do jornal GZH, Marcos trocou poucas palavras com José Antônio antes de atirar na cabeça dele, que morreu na hora. Ainda não se sabe o motivo do disparo nem a relação entre os dois.

Antes de sair do restaurante, o atirador foi abordado pelo policial e os dois travaram corporal. O homem então atirou no comissário, que disparou de volta. Menezes faleceu a caminho do hospital, e o atirador está sob custódia após atendimento médico.

Imagens de câmeras de segurança, que captaram o momento dos disparos, estão sendo usadas como provas e para identificar testemunhas do crime. Até a manhã desta segunda-feira (17), seis pessoas foram sido ouvidas: o proprietário, um funcionário e quatro clientes.

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) lamentou a morte do policial. “A SSP solidariza-se com os familiares, colegas da Polícia Civil e amigos neste momento de profunda tristeza pela perda irreparável de um herói, que levou ao extremo o cumprimento do seu juramento de proteger a sociedade, mesmo que com a própria vida”, diz a nota

Protocolo 2ºAinda segundo o jornal, Moraes tem passagem pela polícia por porte ilegal de arma de fogo, ameaça, vias de fato, lesão corporal culposa em direção de veículo e abandono de material suspeito.

Com informações e textos do portal Forúm

 

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque.

Corpo do PM Wesley Soares Góes, que teve o surto no Farol da Barra, foi velado na cidade de Itabuna sob forte comoção

Após participar do caso que chocou o Brasil nos últimos dias, o Policial Militar Wesley Soares Góes foi velado e enterrado na cidade de Itabuna, a 426 km de Salvador), no sul da Bahia. O agente morreu após ser baleado por policiais do Batalhão de Operações Especiais da Bahia (Bope) durante um surto psicótico na região do Farol da Barra, na capital baiana.

De acordo com o jornal A Tarde, amigos, familiares e policiais acompanharam o corpo do agente e presenciaram o sepultamento de Wesley, que foi realizado no cemitério Campo Santo. O corpo do policial chegou na cidade de Ilhéus, no aeroporto Jorge Amado, na tarde de ontem, por volta das 16:30.

Muitas pessoas lamentaram a morte do policial nas redes sociais, dentre elas amigos, familiares e algumas lideranças políticas dentro e fora do estado. Além disso, comerciantes e policiais participaram de protesto no local da morte do agente afim de questionar a ação do Bope no ocorrido.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque.