Vítima de acidente de supermercado estava em seu 1º emprego formal: ‘Queria tanto trabalhar’

O acidente ocorrido na última sexta-feira (02), no supermercado Mix Mateus da Curva 90, em São Luís, comoveu o país. Além de oito feridos, o desabamento de cinco prateleiras culminou na morte da Elane de Oliveira Rodrigues, de 21 anos. Funcionária do estabelecimento há poucos meses, ela atuava como repositora de estoque, e acabou sendo esmagada pela estrutura metálica e fardos de alimentos.

Natural do Pará, Elane morava na capital maranhense há dois anos, e desde então lutava para conseguir seu primeiro emprego formal.

“Queria tanto trabalhar. Lutou. Colocava currículo, saía todos os dias, até que conseguiu trabalhar, e na hora acontecer todo este desastre”, disse uma vizinha de Elane em entrevista à TV Difusora.

Elane de Oliveira Rodrigues foi sepultada neste domingo (04), em um cemitério na Região Metropolitana de São Luís. O momento foi marcado por muita tristeza e comoção de familiares e amigos da jovem.

Pai da vítima, Adão Silva Rodrigues, revelou que a filha tinha vários sonhos. Entre eles, estava o desejo de iniciar a faculdade de Administração para montar o seu próprio negócio. Recentemente, o pai contou que realizou um outro sonho da filha, proporcionando que ela conseguisse tirar a sua Carteira de Habilitação.

O caso está sob investigação do Ministério Público do Trabalho do Maranhão que busca constatar se houve alguma negligência no ocorrido.

Neste domingo (04), o Fantástico exibiu uma reportagem trazendo uma denúncia de um funcionário, que apontou uma irregularidade na mudança de posicionamento da prateleira que causou o acidente. A estrutura metálica não foi desmontada para a troca de local. Em um vídeo divulgado pela revista eletrônica, a estrutura aparece torta. As imagens já estão sob posse dos investigadores, e um inquérito foi aberto para apurar as denúncias

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Nacional.

Vítima de acidente de supermercado estava em seu 1º emprego formal: ‘Queria tanto trabalhar’

O acidente ocorrido na última sexta-feira (02), no supermercado Mix Mateus da Curva 90, em São Luís, comoveu o país. Além de oito feridos, o desabamento de cinco prateleiras culminou na morte da Elane de Oliveira Rodrigues, de 21 anos. Funcionária do estabelecimento há poucos meses, ela atuava como repositora de estoque, e acabou sendo esmagada pela estrutura metálica e fardos de alimentos.

Natural do Pará, Elane morava na capital maranhense há dois anos, e desde então lutava para conseguir seu primeiro emprego formal.

“Queria tanto trabalhar. Lutou. Colocava currículo, saía todos os dias, até que conseguiu trabalhar, e na hora acontecer todo este desastre”, disse uma vizinha de Elane em entrevista à TV Difusora.

Elane de Oliveira Rodrigues foi sepultada neste domingo (04), em um cemitério na Região Metropolitana de São Luís. O momento foi marcado por muita tristeza e comoção de familiares e amigos da jovem.

Pai da vítima, Adão Silva Rodrigues, revelou que a filha tinha vários sonhos. Entre eles, estava o desejo de iniciar a faculdade de Administração para montar o seu próprio negócio. Recentemente, o pai contou que realizou um outro sonho da filha, proporcionando que ela conseguisse tirar a sua Carteira de Habilitação.

O caso está sob investigação do Ministério Público do Trabalho do Maranhão que busca constatar se houve alguma negligência no ocorrido.

Neste domingo (04), o Fantástico exibiu uma reportagem trazendo uma denúncia de um funcionário, que apontou uma irregularidade na mudança de posicionamento da prateleira que causou o acidente. A estrutura metálica não foi desmontada para a troca de local. Em um vídeo divulgado pela revista eletrônica, a estrutura aparece torta. As imagens já estão sob posse dos investigadores, e um inquérito foi aberto para apurar as denúncias

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Nacional.

Peão dá tiro na cabeça de colega de trabalho e é linchado até a morte

Um peão de fazenda atirou da cabeça de outro funcionário e depois morreu ao ser linchado, na madrugada deste domingo (4), em uma propriedade no município de Anastácio.

Segundo informações repassadas para a reportagem do Jornal O Pantaneiro, durante um desentendimento entre dois peões da fazenda, um deles foi baleado na cabeça.

O autor do disparo é contido, amarrado e espancado até a morte pelos outros funcionários que entraram na briga.

O homem baleado foi ferido no rosto, socorrido em estado grave e encaminhado para atendimento médico em Campo Grande. Informações de funcionários do hospital afirmam que ele não corre mais risco de vida.

A 1ª Delegacia de Polícia de Aquidauana está investigando o caso.

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Nacional.

Musico sofre infarto fulminante durante live e morre

O músico José Carlos Leal Madureira morreu após sofrer infarto fulminante durante uma live realizada na noite sábado (3). O artista participava de um show da bandabanda CLM, em São Francisco (MG), quando passou mal no meio de uma música e caiu no chão. Ele foi prontamente socorrido.

As informações são do G1 Grande Minas.“Na banda tinha dois ex-socorristas do Samu, e a filha de um dos integrantes também estava lá e é enfermeira.

O Samu levou o José Carlos para o hospital, mas já não tinha o que fazer. Estamos todos muito tristes, ele era um grande homem, muito humilde, uma pessoa maravilhosa”, lamentou Eduardo ao G1.

O show foi idealizado por Eduardo em José Carlos em julho deste ano. Eles pretendiam relembrar os sucessos da banda CLM que fez sucesso na cidade na década de 90.

“O José Carlos ficou muito animado, conseguimos reunir todo o pessoal e a banda começou a ensaiar. Inicialmente a live seria em agosto, mas acabou sendo adiada. Estavam todos muito felizes”, disse Eduardo.

Eduardo disse ainda que ele só descobriu que José Calos sofria de problemas cardíacos após o infarto e que tinha colocado um marca-passo.

“Disseram que há trinta dias ele foi a Brasília fazer exames, conferir tudo. Pelo que ouvi, não parece ter sido problema com o marca-passo. Foi uma fatalidade”, disse Eduardo ao G1.José Carlos deixa a esposa e dois filhos.

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Nacional.

Após criança morrer por falta de ar, Médica é indiciada por homicídio doloso

Elisa dos Anjos Rodrigues, 3 anos,  teve a vida interrompida em 26 de outubro de 2018, após ter sido internada no Hospital Maria Auxiliadora, no Gama.

A menina estava sofrendo com complicações respiratórias durante a noite e não foi atendida por médicos do plantão, mesmo com o incessante apelo dos familiares.. A pediatra que estava de plantão foi indiciada por homicídio doloso.

Na última quinta-feira (1), o caso teve desfecho com a conclusão das investigações conduzidas pela 14ª Delegacia de Polícia (Gama).

“Laudos elaborados pelo Instituto de Medicina Legal da Polícia Civil do Distrito Federal (IML/PCDF) constataram que a falta de atendimento presencial da pediatra e a demora na atuação dos médicos foram determinantes para resultado morte.”, diz um trecho da nota.

O depoimento de uma enfermeira que presenciou a situação foi fundamental para a elucidação do caso. A Polícia Civil do Distrito Federal reuniu provas que apontam para o cometimento de homicídio doloso.

Agora, cabe ao Ministério Público do DF (MPDFT) apresentar ou não a denúncia à Justiça.

Tag(s): , , , , .

Categoria(s): Nacional.

Vídeo mostra momento da morte de mulher que ‘fugiu’ do hospital e foi achada no IML

Os motivos da morte de Valéria Muniz de Carvalho, de 52 anos foram revelados

. O caso da mulher ganhou notoriedade nacional pelo fato do corpo ter sido encontrado no IML, após a paciente ter fugido do Hospital Salgado Filho, no Rio de Janeiro, onde estava internada.

Imagens de câmeras de segurança mostram o momento em que a mulher deixa uma van, conhecida por prestar transporte alternativo de passageiros. Ao pisar na calçada, ela se desequilibra e cai sobre o chão.

Segundo o IML, o acidente provocou graves sangramentos internos, os quais culminaram com o óbito.

O delegado titular da 23ª DP (Méier), Deoclecio de Assis, afirma ainda que houve demora na prestação de socorro para a vítima, o que agravou ainda mais o estado de saúde.

Foram ao menos quatro tombos sucessivos tomados por Valéria Muniz de Carvalho desde o desembarque na van.

Ainda de acordo com o delegado que cuida do caso, o desembarque da van aconteceu às 6h19, mas o Samu só chegou 14h30, quando a vítima já estava sem vida. Populares que estavam no local chegaram a oferecer água, e perguntaram se Valéria Muniz de Carvalho gostaria de telefonar para os seus familiares, mas a vítima recusou.

 

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Nacional.

Vítima do desabamento de prateleiras em mercado tirou sua última foto minutos antes do acidente

A tragédia ocorrida em um supermercado de São Luís, capital do Maranhão, culminou com a morte de Elane de Oliveira Rodrigues, de 20 anos. A funcionária do local estava próxima ao término do expediente de trabalho.

O caso foi registrado no Supermercado Mix Mateus Atacarejo, e consistiu no desabamento de gôndolas carregas de mercadoria.

A partir das câmeras de segurança do local é possível identificar que o acidente foi provocado por uma empilhadeira. Ao derrubar uma das prateleiras, acabou provocando um efeito dominó, levando outras três ao chão.

Quem estava nas proximidades acabou ficando soterrado, resultando em outras oito pessoas feridas, além da morte de Elane.

O óbito foi confirmado na madrugada deste sábado (3). A jovem chegou a ser socorrida, mas acabou não resistindo aos ferimentos.

Em entrevista ao portal Metrópoles, os familiares da vítima recordam o entusiasmo que Elane apresentava, em virtude da consolidação da vaga no emprego. “Ela estava tão feliz com a vaga de emprego, pois tinha pouco tempo que ela tinha na empresa”, conta Ruan Alysson, primo da vítima.

A jovem trabalhava como repositora de mercadorias no supermercado havia três meses. Ainda segundo o primo da vítima, a foto na qual aparece vestindo o uniforme da empresa foi tirada no dia da tragédia.

Elane morava com o pai em São Luís. Sua mãe e mais dois irmãos, com 17 e 25 anos, moram em Viseu, cidade do interior do Maranhão onde ela nasceu.

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Nacional.