Auxílio emergencial: Bolsonaro pode assinar extensão do benefício por mais três meses até a próxima sexta-feira

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta quarta-feira (23). A medida provisória que visa estender o auxílio emergencial por um período de três meses, poderá ser assinada pelo presidente Jair Bolsonaro até a próxima sexta-feira (25), de acordo com o canal CNN. Segundo as informações, o projeto será discutido em reunião nesta quarta-feira (23), no Palácio do Planalto e contará com a presença do presidente da República, ministro da Cidadania João Roma e o ministro da Economia Paulo Guedes.

A extensão do benefício manterá o valor médio de R$ 250 e deverá ser pago aos beneficiários de agosto até outubro, segundo informações preliminares. O governo federal pretende, em novembro, fazer uma reformulação do programa Bolsa Família com um ajuste no valor do benefício pago atualmente e com a inclusão de outras famílias carentes. Atualmente o valor médio do benefício do Bolsa Família é de R$ 190 disponibilizados para as famílias carentes. Mas não é só isso…

A intensão do Ministério da Economia, a priori, seria de igualar o valor do Bolsa Família ao valor médio do auxílio emergencial que hoje é de R$ 250 e fazer a inclusão de mais quatro milhões de famílias ao programa. Entretanto, o presidente Bolsonaro tem defendido um reajuste para R$ 300 e os ministérios da Economia e Cidadania têm analisado a fixação de um valor alternativo que ficaria em torno de R$ 270.

Na pauta da reunião oficial que acontecerá nesta quarta-feira (23), também deverá ser discutido entre o presidente e o ministro da Economia uma proposta que irá elevar a faixa de isenção do IRPF (Imposto de Renda Pessoa Física), por meio da reforma tributária.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.