Bebê recém nascido sobrevive a acidente entre carros e carreta que vitimou cinco pessoas

Uma notícia está sendo destaque nesta terça-feira (17). Um grave acidente na MG-307 entre dois carros e uma carreta vitimou cinco pessoas, mas um bebê recém nascido saiu ileso do acidente, sem nenhum ferimento.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a carreta bitrem saiu de uma estrada vicinal e entrou na rodovia, quando os dois carros bateram. Um dos carros pertencia a Prefeitura de Botumirim e levava cinco pessoas. Foi nesse carro que estava o bebê e a sua mãe. O outro veículo levava duas pessoas, sendo o motorista uma das vítimas fatais. O passageiro desse carro é um homem de 30 anos que foi resgatado com escoriações e suspeita de fraturas.

“Nós chegamos ao local e constatamos os quatro óbitos no carro e não vimos o bebê. Em seguida, conseguimos retirar com vida o passageiro do outro veículo. Já estávamos felizes por isso quando veio à surpresa. Os colegas escutaram o choro da criança e ao voltarmos para averiguar, encontramos o bebê no assoalho do veículo debaixo dos corpos. Ele estava bem escondido e conseguimos achá-lo através do choro. A gente realmente não esperava e foi uma alegria e emoção para todo mundo, resgatar essa criança ilesa. Os dois carros ficaram destruídos e não encontramos nenhum ferimento no recém-nascido”, explicou o sargento Layon Freitas Pereira.

Para o sargento, o motivo do bebê sair ileso pode ter sido o bebê conforto. “Ele estava fora do bebê conforto quando o encontramos, mas provavelmente foi o equipamento que ajudou a proteger bastante. O recém-nascido foi levado para o hospital de Grão Mogol onde passou por uma avaliação e depois foi transferido pelo Samu”.

Segundo o SAMU, o bebê apresentava hipoglicemia, mas foi medicado. O estado de saúde é estável e “o recém-nascido está sendo avaliado pelos médicos, mas até o momento não foi necessário nenhum procedimento”.

O carro da prefeitura estava voltando de um hospital em Monte Claros, depois de buscar alguns pacientes. O recém nascido estava indo para casa pois tinha nascido há três dias. Infelizmente, a sua mãe, a Fernanda Caroline Alves Ferreira, de 23 anos, não resistiu, assim como o motorista da prefeitura Eliomar Célio Pereira dos Santos, de 47 anos, e um morador da cidade que tinha ido fazer uma cirurgia, o Sebastião Pereira dos Santos, de 50 anos, e a filha dele Samara de Jesus dos Santos, de 18 anos, que foi para o acompanhar.

A vítima do segundo carro, o motorista, foi identificado como José Alves de Souza, de 59 anos. Ele era da cidade de Grão Mogol e retornava de uma viagem para Jaíba.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.

Polícia Civil indicia homem suspeito de ter matado a própria esposa colocando uma substancia toxica na cerveja

Uma notícia chocante tem repercutido ainda nesta segunda-feira (10). Isso, porque um homem foi indiciado sob suspeita de matar a esposa envenenada.

A Polícia Civil indiciou, nesta segunda-feira (10), um homem de 42 anos, por envenenar a esposa pondo o anticongelante dietilenoglicol na cerveja que a vítima estava tomando. O caso aconteceu em abril na cidade de Mateus Leme, região metropolitana de Belo Horizonte.

As investigações apontaram que o suspeito comprou a substancia toxica no dia 15 de fevereiro pela internet, por cerca de R$ 35, mas guardou o momento oportuno para colocar o produto na bebida da esposa. A mulher consumiu a cerveja envenenada no dia 11 de abril, quase dois meses depois.

A perícia feita no corpo da vítima comprovou a presença do dietilenoglicol. Os investigadores também ouviram testemunhas que confirmaram que o relacionamento do casal era conturbado. Este foi um dos fatos que teria motivado o homem a envenenar a esposa.

O suspeito foi indiciado por homicídio qualificado por motivo fútil, uso de veneno, com recurso que dificultou ou impossibilitou a defesa da vítima e feminicídio. Ele está preso desde o dia 19 de abril.

Gisele Lidiana, de 37 anos, foi internada em um hospital de Mateus Leme dois dias após consumir a cerveja oferecida pelo marido. Horas depois, o estado de saúde da mulher se agravou e ela foi levada para um hospital de Contagem. Gisele morreu na última sexta-feira (7), após 24 dias internada.

Leia também o portal do nosso editor www.romulofontoura.com.br

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Grande incêndio em depósito de material descartável atinge pelo menos 30 residências no interior de Minas Gerais

Uma notícia chamou a atenção dos internautas nesta tarde de sexta-feira (7). Um incêndio em um galpão de matérias recicláveis tomou grandes proporções e atingiu cerca de 30 casas na região do bairro Oitis, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

O caso ocorreu por volta das 13h45 de hoje (7) e o Corpo de Bombeiros já informou que o incêndio foi controlado.

Ainda não existem informações se houveram vítimas fatais no incêndio.

O incêndio começou em um depósito de materiais recicláveis, porém, ainda não existem informações sobre o que causou as chamas.

Veja imagens do incêndio:

Incêndio de grandes proporções atinge casas no bairro Morada Nova, em Contagem, na Grande BH. — Foto: Dudu Barbatti

Incêndio de grandes proporções atinge casas no bairro Morada Nova, em Contagem, na Grande BH. — Foto: Dudu Barbatti

 

Incêndio de grandes proporções atinge casas no bairro Morada Nova, em Contagem, na Grande BH. — Foto: Dudu Barbatti

Da redação Acontece na Bahia.

 

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.

Casal de pescadores captura surubim de 1 metro e meio no Rio Mucuri em MG

Uma notícia tem circulado nas redes sociais neste domingo (2). A história contada por um casal de pescadores nessa segunda-feira (26), parece vinda da imaginação e contos de pescador como se diz por aí. O casal fisgou um surubim de 1,35m no rio Mucuri, no bairro Nossa Senhora de Fátima em Nanuque, MG.

Dona Nalva e sr. Marcos se preparavam para voltar pra casa depois de concluída a jornada diária de trabalho quando perceberam o surubim numa parte rasa do rio. A pescadora disse que se assustou com o tamanho do peixe.“A gente tinha acabado de tirar as redes, e estávamos limpando os peixes, quando nós vimos as gaivotas gritando, aí nós vimos o peixe e corremos pra pegar, não tinha nem meio metro de água no local, estava dando pra ver ele rolando nas pedras, aí nós cercamos e conseguimos pegar o peixe”, contou.

O pescador sr. Marcos, que conta com uma experiência de mais de vinte anos na profissão, admite a possibilidade de ter outros peixes até maiores que aquele pego por ele nas águas do mesmo rio.“Acredito que sim, porque não é a primeira vez que apareceu isso aí, esse é o segundo. Eu acredito que tem maior que esse. Nós fomos prejudicados pelas barragens, mas ainda tem vida no rio, Deus tem prosperado, taí o motivo.”

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.