Após ser abusada pelo padrasto, garota de 10 anos engravida de gêmeos

Uma triste notícia circulou na rede nesta manhã de quinta-feira (21). A Polícia Civil investiga um caso de estupro contra uma criança de 10 anos. O principal suspeito do crime é o padrasto da criança, de 21 anos. O fato ocorreu no bairro Carapina, em Governador Valadares (MG).

Tudo se iniciou quando a mãe da menina denunciou o padrasto após a menstruação da garota atrasar. Assim, a mulher buscou ajuda e fez um teste de gravidez, que deu positivo. Dessa forma, a mulher buscou a polícia e fez a denúncia.

De acordo com a delegada do caso, Adeliana Xavier, a vítima explicou que o último abuso ocorreu no dia 7 de janeiro. “A mãe explicou que a menstruação da filha já estava atrasada há uns três meses e ela resolveu fazer um exame de gestação, foi quando ela descobriu que a menina estava grávida. Conversando com a filha, a filha teria dito que o autor seria o padrasto. A mãe foi tirar satisfação com o companheiro e ele o agrediu”, contou a delegada.

“Segundo as informações prestadas pela própria menina, ele começou a molestá-la quando ela tinha 6 anos, mas não era frequente. Durante esse período de 6 aos 10 anos de idade, ele a molestou entre quatro e cinco vezes”, disse.

A polícia busca mais informações para apurar os fatos e localizar o agressor. O homem está atualmente foragido.

“Como que uma pessoa tem a coragem de pegar uma menina que está com o corpo em formação ainda. Como que ele tem coragem de pegar uma menina, uma criança, e estuprar, sabendo que aquilo é errado? Eu, como delegada de polícia, eu tenho que me virar do avesso para tentar tirar esse sujeito de circulação”, desabafou a delegada.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.

Garoto de 12 anos é assassinado por mulher após cobrar R$ 1 por dívida de pastel

Uma notícia triste tomou as manchetes na manhã desta sexta-feira (8). O garoto Kaike Júnior Moreira da Silva, de 12 anos, morreu após ser covardemente apunhalado nas costas por uma mulher. O caso ocorreu na última quarta-feira (6) no Vale do  Jequitinhonha, em Minas Gerais.

Segundo informações do site Metrópoles, o menino trabalhava em um restaurante e vendeu um pastel para o filho da mulher suspeita de ter cometido o assassinato. No entanto, no pagamento do homem, um real não foi pago.

Assim, o Kaike se dirigiu para a casa da suspeita com o intuito de receber o valor que faltava referente ao pastel vendido. Então, a mulher, que se irritou com a cobrança, partiu pra cima do garoto e o apunhalou nas costas com uma faca.

Mesmo ferido, o menino conseguiu sair na rua e pedir ajuda, porém, não resistiu aos ferimentos.

A mulher, após cometer o crime, se trancou dentro de casa e jogou cinco facas no lixo. No entanto, a Polícia do estado conseguiu identificar vestígios de sangue em uma das facas e a mulher foi presa em flagrante.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.

Homem mata ex-companheira de 32 anos a facadas na frente das 4 filhas do casal

Na manhã desta terça-feira (29) outra notícia de feminicídio surgiu nas redes.  Com esse, totalizam-se 7 casos de feminicídio em apenas 5 dias das festividades de final de ano. A vítima desta vez foi identificada como Camila Miranda Bandeira, de 32 anos. O caso aconteceu na cidade de Três Corações, no sul de Minas Gerais. Mas o que realmente aconteceu?

De acordo com informações do site R7, a mulher foi morta na madrugada dessa segunda-feira (28). O principal suspeito do assassinato, assim como nos outros feminicídio deste mês, é o ex-companheiro da mulher.

A mulher de 32 anos foi morta a facadas pelo ex-companheiro dentro de casa, na frente das quatro filhas do casal. Todas as quatro são menores de idade.

Segundo o site R7, a mulher já havia denunciado o companheiro em março. Conforme as informações da polícia, a denúncia foi motivada porque o marido de Camila teria quebrado o celular da mulher devido ao ciúme excessivo. No entanto, na época a mulher não quis atendimento médico e a também não aceitou o pedido de medida protetiva. As informações são da Polícia Civil da cidade.

O crime teria sido motivado por ciúmes. Assim, o homem teria iniciado uma briga por causa de um celular. Posteriormente, o homem se descontrolou e esfaqueou a mulher na frente das filhas.

“O autor, desconfiando que a vítima o estava traindo, tomou seu celular. Alterado, o homem a agrediu e a matou na frente das quatro filhas do casal”, relatou a delegada responsável pelo caso. O homem foi localizado pela Polícia Militar em uma rodovia.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.