Impedido de trabalhar para sustentar a mãe e os irmãos, menino Gabriel receberá ajuda de R$50.000

Sabemos que a infância é uma fase primordial para um desenvolvimento pleno. Nesse período, é ideal que todas as energias sejam dedicadas à aprendizagem e à diversão. Porém, infelizmente nem todas as crianças tem essa sorte e algumas acabam adentrando o trabalho infantil. Esse é o caso do pequeno Gabriel, de 11 anos, que sustentava a mãe e os seus outros três irmãos menores. Contudo, o Conselho Tutelar teve conhecimento da situação deste menino e o impediu de continuar trabalhando, visando o seu bem. Todavia, diante disso Gabriel se desesperou e fez um desabafo que comoveu o Brasil.

Vivendo na cidade de Mossoró, no Rio Grande do Norte, com a mãe e seus três irmãos, Gabriel precisou trabalhar para colocar o pão na mesa. Depois de assistir às aulas, Gabriel vendia água pelas ruas da cidade. Isso porque o caçula da família tem apenas 2 anos e não tem com quem ficar além da própria mãe, impossibilitando-a de trabalhar. Então, recentemente uma denúncia fez uma equipe do Conselho Tutelar ir até a casa da família e impedir que ele continuasse trabalhando. Entretanto, mesmo com o objetivo nobre de preservar a infância de Gabriel, essa medida colocou o garoto em desespero. Sem chão, o menino se gravou enquanto chorava e desabafou:

“Vieram aqui em casa…Do Conselho Tutelar. Denunciaram eu…Como que vou comprar as coisas aqui para dentro de casa? Minha mãe tá ali chorando. Como é que vou sustentar a minha casa? Eu não vou mais vender minha água. Denunciaram eu!” Depois disso, ele se exalta, mostra o armário e a geladeira da casa, que estavam vazios:

“Ó galera, o que eu vou fazer com essas águas aqui ó? Quem é que vai botar comida dentro dessa casa aqui ó? Não tem nada aqui. Ia vender hoje para comprar carne. Olha se tem alguma coisa de comer aqui dentro ó? Não tem o que comer aqui dentro. Eles bloquearam de eu vender minhas águas. Toda semana esse menino aqui, que é meu irmão, ele precisa de uma massa, de um leite, precisa de fralda, de um bubu. Minha mãe não trabalha porque cuida dele. E eu tô estudando, tô fazendo tudo! Quem é que vai me dar dinheiro?”

Mudança de vida

Poucos dias depois desse vídeo, a vida de Gabriel iniciou uma verdadeira guinada. Milhares de pessoas compartilharam o sofrido relato do menino nas redes e algumas tomaram uma atitude. Elas criaram uma vaquinha na plataforma Voaa com a meta de R$50.000 para realizar o sonho do menino. Gabriel deseja mudar de casa para uma região com menores índices de criminalidade, onde possa montar uma venda em casa e ajudar a mãe.  Até o momento, já foi alcançado 90% desse valor e ainda faltam 5 dias de arrecadação. A equipe do Acontece na Bahia também fez uma contribuição. Essa história pode chegar ainda mais longe com a sua ajuda, compartilhe. Com a força do coletivo, as vidas de famílias como a de Gabriel podem ser transformadas.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): .

Categoria(s): Nacional.