“Tem alguns idiotas que até hoje ficam em casa” disse o presidente Jair Bolsonaro em seu discurso para o seus apoiadores

Uma notícia está sendo destaque nesta semana. Isso porque o presidente da República, Jair Bolsonaro, voltou a criticar as medidas protetivas de isolamento social, e declarou nesta segunda-feira (17) que “ tem alguns idiotas que até hoje ficam em casa”. Bolsonaro diz isso, no momento em que a Covid-19 já ceifou mais de 435 mil pessoas no Brasil.

Desta vez, o presidente discursou para seus seguidores que estavam o aguardando no Palácio da Alvorada. A organização deste encontro foi feita por ruralistas. Bolsonaro aproveitou para defender o seu governo e enfatiza que se pessoas do campo tivessem seguido as medidas de isolamento social “ficando em casa” o Brasil inteiro teria passado fome.

“O agro, realmente, não parou. Tem uns idiotas aí, o “fique em casa”. Tem alguns idiotas que até hoje ficam em casa. Se o campo tivesse ficado em casa, esse cara tinha morrido de fome, esse idiota tinha morrido de fome. Daí, ficam reclamando de tudo. Quem tem salário fixo ou uma gorda aposentadoria, pode ficar em casa a vida toda, sem problema nenhum” disse presidente

Ainda durante o discurso feito nesta segunda, Bolsonaro criticou um PL que está sendo discutido na Câmara. O projeto de lei visa a liberação da maconha para uso  apenas medicinal.

“Se chegar para mim, eu veto. Engraçado. Maconha, pode. Cloroquina não pode. A esquerda sempre pega uma oportunidade para querer liberar as drogas. Maconha e cocaína faz bem, sem problema.”

Leia também o portal do nosso editor www.romulofontoura.com.br

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional, Politica.

“Já dei o recado, daqui pra frente vou agir”, afirma Bolsonaro ao ser questionado por apoiadores durante conversa

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta sexta-feira (14). A declaração do presidente Jair Bolsonaro nesta sexta-feira, na saída do Palácio da Alvorada, gerou certa polêmica ao dizer que agora ‘vai agir’ já que os avisos foram dados. A resposta de Bolsonaro foi a questionamentos feitos por seguidores sobre as restrições impostas por alguns prefeitos no interior do Paraná.

“Pessoal, eu já dei o recado que tinha que dar. Daqui para frente eu vou agir”, disse Bolsonaro na saída do Palácio da Alvorada, mas não explicou as possíveis ações. Bolsonaro disse ainda que não fechou nada. “O meu Exército só vai para a rua para manter a liberdade de vocês. Jamais para mantê-los dentro de casa. Eu respondo pelos meus atos. Agora se os governadores e prefeitos estão na contra mão.”

Houve uma determinação do Supremo Tribunal Federal (STF), feita no ano passado, que estados e municípios tinham competência concorrente para tomar as medidas necessárias enquanto durar o período de pandemia, sem contudo, contrariar ou revogar decisões de outros entes. O presidente Bolsonaro disse que tem pronto um decreto embasado pela Constituição Federal que põe fim as estas medidas restritivas adotadas por alguns gestores. Mas não é só isso…

O chefe do executivo voltou a atacar a imprensa e disse a um apoiador que abriria um jornal com o objetivo de divulgar as realizações do governo.  “Ninguém acredita mais em jornal não”, contou. Bolsonaro falou com os apoiadores sobre estar a frente do País. “Eu estava agora perguntando: O que eu fiz de tão mal para pagar um preço tão caro?”

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Governador e prefeitos prorrogam as medidas restritivas em Salvador e região metropolitana até dia 22

Uma notícia tem repercutido nesta sexta-feira (12). Em decisão conjunta entre o prefeito de Salvador, Bruno Reis, governador Rui Costa e lideranças de cidades da região Metropolitana (RMS), ficou acertado que Salvador terá a prorrogação das medidas de segurança até às 5h do dia 22 de março. A decisão foi tomada com base na ocupação de leitos de UTI acima de 80% há mais de duas semanas. 

Diante da nova determinação, aquelas atividades que são consideradas não essenciais continuam suspensas e somado ao toque de recolher das 20h às 5h estendido até o dia 1° de abril objetivam diminuir a circulação das pessoas e disseminação do coronavírus com possível colapso na saúde. 

O prefeito de Salvador informou que hoje na cidade 55 pacientes estavam na espera por internação em leito de UTI na rede privada e 76 pacientes aguardavam  leito de UTI  na rede pública: “Diante do que nós estamos vendo na Bahia e no Brasil, não resta outra medida a ser tomada que não prorrogar por mais sete dias para, através do isolamento social, tendo em vista que somente a abertura de leitos não vai resolver o problema, só com o isolamento social e redução da taxa de contágio, é que a gente vai conseguir passar por esse momento crítico, o pior momento que Salvador está vivendo desde a chegada do coronavírus ao Brasil”, afirmou Bruno Reis. 

Ficou agendado ainda uma reunião entre os gestores a ser realizada na próxima terça-feira (16), com o objetivo de discutir protocolos de retomada das atividades comerciais e dos serviços a fim de se evitar aglomerações e riscos decorrentes da contaminação por covid 19.  

 

Da redação do Acontece na Bahia  

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Mais 22 Municípios: Governo Estadual e Prefeituras decretam novas medidas restritivas Bahia

Uma notícia tem chamado a atenção neste domingo (7). Em acordo feito por prefeituras do Sudoeste e Governo do Estado da Bahia, ficou decidido sobre a ampliação de medidas restritivas como forma de controlar a contaminação pela covid 19. Consta no Diário Oficial do Estado (DOU), publicado no dia (5), um decreto no qual somente serviços essenciais funcionarão até 5h da próxima quarta-feira (10). 

De acordo com o governo, os novos municípios que terão que adotar as medidas são os seguintes: Caculé, Caetité, Candiba, Carinhanha, Feira da Mata, Guanambi, Ibiassucê, Igaporã, IuiuJacaraci, Lagoa Real, Licínio de Almeida, Malhada, Matina, Mortugaba, Palmas de Monte Alto, Pindaí, Riacho de Santana, Rio do Antônio, Sebastião Laranjeiras, Tanque Novo e Urandi. 

O governador afirmou que as medidas foram adotadas em função do elevado número de infectados na região e disse ainda que há um projeto em andamento que permitirá a abertura de 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no novo Hospital de Caetité para infectados com a covid 19. 

Entenda as medidas: 

  • Estarão liberadas as atividades relacionadas à saúde e comercialização de gêneros alimentícios e feiras livres, além do transporte e do serviço de entrega de medicamentos e demais insumos necessários para manutenção das atividades de saúde. 
  • São considerados serviços públicos essenciais, cuja prestação não admite interrupção, as atividades relacionadas à segurança pública, saúde, proteção e defesa civil, fiscalização, arrecadação, limpeza pública, manutenção urbana, transporte público, energia, saneamento básico e comunicações. 
  • Fica proibida a venda de bebida alcoólica em quaisquer estabelecimentos, inclusive por sistema de entrega em domicílio (delivery), das 18h de 5 de março até as 5h de 8 de março. 
  • Os atos religiosos litúrgicos poderão ocorrer, respeitados os protocolos sanitários estabelecidos, especialmente o distanciamento social adequado e o uso de máscaras, bem como com capacidade máxima de lotação de 30%. 
  • Ficam suspensos, no período de 5 de março até as 5h do dia 10 de março, os atendimentos presenciais do Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC) nos 22 municípios. Também ficam suspensas nesses municípios, de 5 de março até as 5h de 10 de março, as atividades presenciais nos órgãos e entidades da Administração Pública Estadual não enquadrados como serviços públicos essenciais, devendo ser adotado o regime de trabalho remoto. 

Da redação do Acontece na Bahia  

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Regional, Social.