Acusado de mandar matar pediatra em consultório tem prisão decretada e segue foragido

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta quarta-feira (6). A morte do pediatra e clínico-geral Júlio César, de 44 anos, causou grande comoção e foi destaque no noticiário nacional. A polícia já identificou o suspeito de mandar executar o médico e decretou a sua prisão, mas o homem segue foragido.

Segundo informações da polícia, as buscas estão concentradas em pontos estratégicos onde o acusado poderia ter se escondido. Entre as possíveis causas motivadoras para este crime bárbaro, a polícia investiga um suposto caso de assédio contra uma paciente do médico. O suspeito de ser o mandante do crime e atualmente procurado pela polícia é o marido desta mulher.

Até o momento 4 pessoas foram presas, um casal que teria sido olheiro e os dois homens acusados de terem matado o médico Júlio César. A polícia informou que virá a público fazer um pronunciamento ao término do inquérito policial.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.