Morre o empresário Masataka Ota, que ficou conhecido após sequestro e assassinato de seu filho de 8 anos

Uma notícia tem repercutido neste sábado (27). Isto porque Masataka Ota, empresário, ex-vereador e atual suplente de vereador na Câmara de São Paulo, perdeu a luta para um câncer que lutava já há algum tempo. O empresário de 63 anos teve seu filho, Ives Ota de 8 anos, sequestrado e assassinado em agosto de 1997. 

Masataka Ota criou o Instituto Ives Ota que se dedica ao trabalho comunitário na zona leste de São Paulo logo após o trágico incidente envolvendo o seu filho e chegou a afirmar que havia perdoado o assassino de Ives numa entrevista feita ao Estadão, em 2012. 

‘’Vai finalmente abraçar seu filhinho amado, Ives Ota’’ desabafou Márcio Franca (PSB), ex-governador, numa rede social. Outras pessoas lamentaram também a morte do empresário como por exemplo o deputado estadual José Américo (PT) que foi colega de Masataka na Câmara. 

O assassinato de Ives causou grande comoção em agosto de 1997. Ele foi morto e enterrado na casa de um dos assassinos, um motoboy, antes mesmo do recebimento do resgate. Além do motoboy que foi condenado a mais de 40 anos de prisão outros dois policiais tiveram participação e cumprem pena. 

Além disto a lei 13.473 que veio instituir o Dia Nacional do Perdão, sancionada pelo ex-presidente Michel Temer em 30 de agosto, teve como marco inicial o dia deste terrível crime. 

 

Da redação do Acontece na Bahia 

Imagem: Silva Junior/Folhapress          

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional, Social.