“Animadora de militante esquerdista”, diz Mario Frias sobre Ivete Sangalo depois dela provocar Bolsonaro

A declaração feita pelo secretário especial de Cultura do Governo Federal, Mario Frias, tem dado o que falar. O secretário repudiou a atitude da cantora Ivete Sangalo, que se juntou a uma parte de seus fãs e críticos do governo Bolsonaro, em um protesto feito durante um show da artista.

Mario Frias, ex-ator de Malhação e atual secretário do governo, usou o Twitter na última sexta-feira (31/12) para criticar a cantora baiana e os governos de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Dilma Rousseff (PT). 

A rainha Ivete passou todos os anos de roubo generalizado petista, como meio de impor uma ideologia abominável, no mais absoluto silêncio. Hoje, presta-se ao ridículo papel de ser animadora de militante esquerdista, pois é escrava dos caprichos da elite artística arrogante”, escreveu Mario Frias, que saiu em defesa de Bolsonaro.

Em um show da artista que aconteceu em Natal, Rio Grande do Norte, na última quarta-feira (29/12), o público gritou “ei, Bolsonaro, vai tomar no c*!”. A cantora então provocou. “não ouvi… ‘tá’ baixinho”. Após esse momento Ivete falou: “[Ele] vai acabar escutando, de tão alto que foi”.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , , , .

Categoria(s): Artistas, Destaque.

Irritado, Secretário do Governo Federal chama de “vagabundos” e se revolta depois de ter a família impedida de se hospedar em um hotel no Rio de Janeiro

Ao saber da situação, o secretário não poupou palavras. Por envolver a própria família, ele se irritou ainda mais e teceu duras críticas

Mario Frias, ex-ator e atual Secretário Especial de Cultura do Governo Federal usou as redes sociais para fazer críticas a um hotel que impediu a entrada da família dele neste final de semana. O hotel não teria deixado a esposa e a filha dele se hospedare por não apresentarem o certificado de vacinação contra a Covid-19. Revoltado, Frias afirmou:

“Um merda inútil ter a coragem de impedir minha família de ter um teto para dormir às 21h da noite[…]Vocês não irão tomar minha liberdade e da minha família sem que eu lute por ela. Vagabundos[…]O mais revoltante é que, enquanto eles tratam o povo como escravo, estão por aí farreando e bebendo, como canalhas hipócritas que são” Mas não termina aí.

Na sequência, o secretário ainda publicou um suposto vídeo do prefeito do Rio de Janeiro num local de aglomeração e sem máscara e escreveu:

“O prefeitinho na esbórnia, bebendo até cair, enquanto trata o carioca como escravo.” Confira:

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): .

Categoria(s): Nacional.

Secretário Mario Frias e Ministro do Turismo brigam em reunião com Bolsonaro: “Opiniões divergentes”

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta quarta-feira (29). Os protagonistas da vez foram o secretário da Cultura do governo federal, Mario Frias e o ministro do Turismo, Gilson Machado. Os dois se desentenderem durante uma reunião com o presidente Jair Bolsonaro no último dia 15 de setembro.

Informações apuradas pela coluna da jornalista Mônica Bergamo, mostram que o desentendimento entre eles aconteceu em razão de opiniões divergentes em relação ao andamento dos trabalhos. De acordo com relatos, Mario Frias reivindicava maior autonomia para a secretaria e o ministro Gilson Machado não aprovou.

O secretário da Cultura, Mario Frias, já foi responsável por outros desentendimentos com ministros da pasta. Mario teve divergência com o antecessor de Gilson Machado, Marcelo Álvaro Antônio, que saiu do governo em dezembro de 2020. Mario Frias é o secretário da Cultura que mais tempo permaneceu no cargo, no governo Bolsonaro. Está no comando da pasta desde junho de 2020, após a saída do cargo da atriz Regina Duarte.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional, Politica.

“Vocês são doentios”, diz Mario Frias ao pedir votos contra Lei Paulo Gustavo

Uma notícia está sendo destaque neste domingo (23). O secretário especial de Cultura, Mário Frias, usou seu Twitter para pedir que internautas votem contra a Lei Paulo Gustavo, que morreu vítima da Covid-19. O projeto de lei visa garantir ajuda financeira ao setor da cultura.

Frias ainda alega que o partido criou “um palanque em cima de uma tragédia”: “Quando acho que eles não têm mais como se rebaixar, vejo criarem um palanque em cima de uma tragédia. Vocês são doentios!”.
O PL tem como objetivo expandir a Lei Aldir Blanc, aprovada no ano passado para socorrer artistas durante a pandemia da Covid-19. A nova legislação, se aprovada, destinará maior parte da verba ao setor audiovisual brasileiro.
Textos e informações do portal G1

Tag(s): , , .

Categoria(s): Artistas, Destaque.