Ex-vereador é preso acusado de ser mandante junto com acusado no caso Marielle Franco

Uma importante prisão tomou as manchetes deste sábado (31). O ex-vereador do Rio de Janeiro, Cristiano Girão, foi preso no último dia 30, em São Paulo.

Junto com Ronnie Lessa, Girão está sendo investigado nas mortes André Henrique da Silva e da mulher dele, ocorridas em 2014, na comunidade de Gardênia Azul. A motivação seria uma disputa territorial entre milícias.

De acordo com as investigações, Girão é suspeito de contratar Ronnie Lessa para matar esse casal na comunidade de Gardênia Azul, no Rio de Janeiro. O ex-policial militar Ronnie Lessa, que também foi alvo da operação, já estava preso sob acusações de matar Marielle Franco e o motorista dela, Anderson Gomes, em 2018.

Ainda segundo as autoridades, um vínculo entre Girão e Lessa já teria sido confirmado. Além disso, há similaridades entre o modus operandi dos dois casos, já que ambos foram assassinatos realizados após a interceptação de veículos e de disparos feitos de dentro um veículo contra o outro. Agora, Girão também pode ser investigado no caso da vereadora Marielle.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): .

Categoria(s): Nacional.