Deputada Carla Zambelli terá de pagar de R$5mil diários por manter no ar vídeo de Netinho cantando “Milla”

Uma notícia está sendo destaque nesta quinta-feira (13). Em uma ação movida por Manno Góes, compositor da música “Milla”, cantado por Netinho, a deputada Carla Zambelli (PSL-SP) terá de pagar uma multa de R$ 5 mil por dia enquanto mantiver no Youtuber um vídeo de Netinho cantando a música “Milla” em um ato pró-Bolsonaro, no último dia (1). Manno Góes moveu a ação porque já havia pedido a retirada pela deputada e ela não retirou. As informações são do Bahia Notícias.

Além da multa, a ação também exige R$200 mil de indenização, dos quais R$ 100 mil são por danos morais por usar a música do compositor “com vinculação forçada à ideologia e figura política da ré (Carla Zambelli)”. E R$ 100 mil por danos materiais pelo uso da canção, que deveria ter sido licenciado pelo autor previamente.

A deputado receberá a intimação virtualmente e assim que ela receber, a multa passará a valer. Ela tem até 15 dias para apresentar a defesa

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque.

“Não autorizo esse débil mental”, diz compositor da música “Milla” ao detonar Netinho por apresentação em ato pró-Bolsonaro

O autor da música Milla, o compositor Manno Goes, se revoltou em suas redes sociais, criticando energicamente o  cantor Netinho, após cantar a sua música durante a sua participação na passeata antidemocrática, e pró-Bolsonaro, que ocorreu em São Paulo, no Sábado, dia primeiro de Maio, onde tradicionalmente se é comemorado o Dia do Trabalhador.

Segundo o portal Metrópoles, Manno Goes, em suas postagens, teria chamado Netinho de “débil Mental” e enfatizou que não lhe deu “nenhuma autorização” para que a sua música fosse associada manifestações pró-intervenções militares.

“Que a próxima música minha que esses idiotas cantem seja Acabou” declarou em sua publicação anterior, dando uma indireta para o presidente Jair Bolsonaro.

Dia primeiro de Maio

Vários manifestantes se reuniram na manhã do último sábado, primeiro de maio, feriado Dia do trabalhador, para apoiar o Presidente Jair Bolsonaro. Assim também como, pedir o impeachment dos ministro do STF, o voto impresso, e o fim da medidas protetivas do isolamento social, com o argumento de “a liberdade para trabalhar dos brasileiros”.

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Artistas, Destaque, Nacional.