Ao não seguir médico e mentir para a família, mulher morre sem sequer acreditar que estava doente

Uma família teve que enfrentar uma perda que poderia ter sido evitada. Apesar dos recorrentes esforços das filhas, a mãe não quis acreditar nos riscos, ignorou o médico e mentiu para as filhas.

A professora Adriana Avanci, de Ribeirão Preto, fez um relato que tomou as redes sociais. As informações e falas foram ditas por Adriana em conversa com o portal Globo. Adriana afirmou que a mãe dela, a dona Maria das Graças, de 71 anos, morreu sem acreditar que estava doente.  Segundo Adriana, Maria praticamente só consumia conteúdo relacionado a fake news e a Bolsonaro.

De acordo com a professora Adriana, a mãe custava a acreditar nos riscos da doença e sempre relutava para usar máscaras, por exemplo. Contudo, como ela enfrentava um quadro depressivo, as filhas não podiam deixá-la totalmente isolada e insistiam para que ela cumprisse as medidas preventivas. Então, após uma fisioterapeuta amiga de Adriana testar positivo para a doença, a família também foi submetida ao teste e tiveram diagnóstico positivo. Ao ir ao médico depois de Adriana insistir muito, Maria voltou afirmando que o doutor havia dito que ela estava “ótima” e que havia perdido tempo indo na consulta. Em seguida, Adriana disse que a mãe retomou o discurso:

“Ela falou assim pra mim: ‘Te enfiaram Covid. Não é Covid. Te deram esse atestado porque os hospitais e os médicos ganham muito dinheiro para falar que você tem Covid. Então eles vão pôr que você tem Covid mesmo. É o seguinte, você e seu marido são muito fracos. Não me liga mais. Se você estivesse com câncer, eu ia ter dó de você. Mas você tá com gripezinha se fazendo de mole. Então não me liga mais’.”

“Nossa, eu fiquei tão brava… Eu liguei de novo depois de uns dias. Na ligação, eu vi que ela estava diferente. Ela estava pálida e suando. ‘Mãe, a senhora não foi ao hospital, mãe?’. ‘Eu estou ótima’. Falei: ‘Mãe de Deus, eu estou vendo a senhora desmanchando aí na cama de calor’. ‘Você vai começar com esse assunto, eu vou desligar o telefone.”

Algum tempo depois disso, a mãe teria mandado um áudio para uma prima da filha dela afirmando que estava morrendo, que estava com muita dor nas costas e que os filhos não ligavam para ela. Sabendo do estado da mãe, Adriana foi às pressas para a casa dela para levá-la ao hospital. Mesmo após a internação, Maria continuou relutante a acreditar na doença. Segundo a filha Adriana, ela acreditava que os enfermeiros “iriam matá-la” e assim ganhariam dinheiro afirmando que era covid. Depois de algum tempo internada, Maria foi perdendo as forças e acabou precisando ser intubada e ir para a UTI. Depois de cerca de uma semana, ela não resistiu.


A Mentira

Ao chegarem na casa da mãe após a partida dela, os filhos descobriram que ela havia mentido. Isso porque, eles encontraram a receita dada pelo médico, com várias instruções e medicamentos, ou seja, o médico não havia dito que ela estava “ótima”. A filha Adriana afirmou:

“Depois de um tempo, meu irmão foi lá na casa dela. Chegou lá mexendo nas coisas dela. O que ele acha? A receita. Ela falou que o médico tinha falado que ela estava ótima, maravilhosa. Mas ele deu tudo para ela tomar. Tudo. Ele falou para ela o que ela tinha que fazer. E ela optou por não fazer. Aí é aquela revolta… Ela não acreditava nos filhos. Eu falava isso para ela. Falei: ‘A senhora acha que eu quero o seu mal e que essas pessoas do Youtube, que eu nem sei quem são, te amam.” Por fim, Adriana espera que a história possa salvar a vida de outras pessoas. Ela disse:

“Ao mesmo tempo que eu me culpo porque eu acho que ela pegou de mim, eu acho também que, se ela tivesse se [cuidado]… Se tudo pudesse ser diferente, sabe? E se ela tivesse acreditado? E se ela tivesse confiado em nós? E se eu não tivesse pego ela na casa dela? E se eu deixasse ela sozinha? É tudo um ‘se’ agora[…]Se eu não pude salvar a minha mãe, eu espero que eu consiga salvar uma [outra pessoa com essa história]. Que entenda a importância de pequenos detalhes.
O povo acredita na palavra de tal político, de tal pastor… Eles acreditam em tudo, menos na ciência. Eu acho que as pessoas tinham que olhar para esse tanto de mortes. É uma gripe? É uma gripe. Mas ela não é uma gripe comum. Ela é uma gripe que mata.”

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , .

Categoria(s): Nacional.

Depois de dar à luz 8 vezes, brasileira vai ao médico investigar sintoma e descobre que está grávida de gêmeos

Com 8 filhos em casa, essa mãe foi ao médico às pressas para entender um sintoma que surgiu subitamente. Então, chegando lá ela descobriu que estava gestando mais duas crianças.

Aos 36 anos, a paulistana Mariana Arasaki e o marido Carlos Arasaki, que são casados há 10 anos, estão esperando o nono e o décimo filhos. De acordo com o portal GShow, Mariana precisou abandonar a faculdade de direito para cuidar da primeira filha, Philomena, que hoje tem 9 anos. Contudo, ela sempre teve a maternidade como seu maior sonho. Ainda segundo o portal, Mariana afirmou:

Ter filhos sempre foi um sonho meu e do meu marido, Carlos. Não sabíamos quantos filhos teríamos, mas sempre brinquei com ele que, no mínimo, seriam quatro para começar!” Mas afinal, como acabou tendo tantos outros filhos?

A fertilidade de Mariana se provou várias vezes. Depois de Philomena, ela teve Martin, 8, Maria Clara, 7, Maria Sophia, 6, Bernardo, 4, Margarida Maria, 3, Maria Madalena, 2, e Stella Maria, de 10 meses. Então, um dia ela teve um sangramento e correu para o médico. Ainda e em conversa com  portal, ela afirmou o que descobriu ao ser atendida:

“O sangramento me deixou muito apreensiva. No mesmo dia – já esperando pelo pior – fui ao consultório da minha médica, e ela anunciou que estava tudo bem e não havia só um bebê, mas, sim, dois! Meu coração pulou de alegria, foi realmente emocionante demais ver os dois bebês na ultrassonografia.”

Além disso, Mariana ao ser questionada sobre a alimentação e os gostos dos filhos, mariana afirmou que eles costumam gostar das mesmas coisas e dão pouco trabalho quanto a isso. Entretanto, claro que existem algumas pontualidades e preferências particulares. Agora, a mamãe faz sucesso na rede com sua história e está conquistando seguidores todos os dias.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , .

Categoria(s): Nacional.

Polícia prende mãe e filho com cheques falsos de R$ 19 milhões no momento em que tentavam realizar depósito

A polícia prendeu em flagrante nessa quinta-feira (14), uma empresária, de 38 anos, acusada de tentar depositar um cheque administrativo falso no valor de R$ 9,7 milhões. A Polícia Civil informou que a tentativa de golpe aconteceu em uma agência bancária de Taguatinga, no Distrito Federal.

Além da empresária, a polícia prendeu o filho dela, de 18 anos e um homem de 37 anos. A polícia foi chamada após a atitude suspeita da mulher. Foi apreendido com o grupo outro cheque no valor de R$ 9,3 milhões, resultando em uma tentativa de depósito no valor de R$ 19 milhões, além de apreensão de 15 cartões de crédito e débito.

Os três acusados foram presos e encaminhados para a delegacia, e não souberam informar a origem dos cheques. O delegado-chefe da Coordenação de Repressão a Fraudes (Corf), Wisllei Salomão, informou que os acusados irão responder por tentativa de estelionato e associação criminosa. A Polícia Civil informou ainda que a empresária presa em flagrante já possui passagens pela polícia em razão dos mesmos crimes.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Mãe de menino arremessado de van escolar abre o coração: “Quando você se propõe em trabalhar com criança, você sabe o risco que corre”

Ao deixar o filho ser transportado por uma van escolar, a mãe imaginava que ele estava seguro. Contudo, ele acabou arremessado do veículo. Agora ela falou sobre o caso

O menino Rhyan Lucca, de 5 anos, acabou arremessado de uma van após um movimento brusco do veículo que o projetou para fora. As informações são do portal Record. Imagens mostram a porta da van aberta e o menino caindo para fora do carro. Logo em seguida, veículo passa com as rodas traseiras por cima do menino, causando fraturas, danos na bexiga e no abdômen.

O caso ocorreu no Distrito Federal e Rhyan Já está há mais de uma semana internado e passou por cirurgias. Agora, ainda segundo o portal, a mãe dele Phyama Ohanna, abriu o coração:

“Foi uma fatalidade? Foi, mas também foi negligência, porque tudo isso poderia ser evitado por um simples gesto de paciência e calma. Mas uma coisa eu digo: meu filho não tem culpa do que aconteceu com ele, porque poderia ter acontecido com qualquer criança daquela van.” Em seguida, ela reclamou da falta de cuidado que resultou no episódio:

“Achei que seria um dia como outro qualquer, mas, infelizmente, não foi[…]Meu filho não é santo, e sei o que criança é capaz de fazer, mas, quando você se propõe em trabalhar com criança, você sabe o risco que corre, e por esse motivo é que a função de monitor é de estar na porta quando a van está em movimento, e a função também da trava de segurança para evitar de qualquer criança abrir e pular.” Por fim, a mãe afirmou que o menino já deixou a UTI e explicou o atual quadro de saúde dele:

“Meu filho está se recuperando bem, mas com algumas limitações. Não está podendo caminhar nem sentar por causa da bacia. Ele está sentindo bastante dor ainda.”

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Nacional.