Em restaurante mulher é identificada como “Moça do peitão” em comanda e causa revolta na internet: “um verdadeiro absurdo”

Uma notícia inusitada circulou nas redes nesta manhã de sexta-feira (22). Uma moradora do Rio de Janeiro, identificada como Patrícia Melo, de 42 anos, passou por um imenso constrangimento após ser cliente de um restaurante da cidade. Assim, a comanda de consumo da mulher veio com um comentário escrito “moça do peitão”, ao se referir a mulher. O caso aconteceu no dia 10 de janeiro e causou revolta nas redes sociais.

De acordo com Patrícia, ela visitava o conceituado estabelecimento localizado em Petrópolis, na Região Serrana do Rio, juntamente com seu marido. Tudo ocorreu bem até a moça receber a conta do restaurante. Ao receber a comanda, a mulher observou um comentário se referindo a mulher como “moça do peitão”, o que causou revolta na mulher. Assim, indignada, ela buscou explicações dos garçons do restaurante.

Ao questionar o gerente, ele afirmou que era costume de o restaurante identificar seus clientes pelas suas características físicas.

A mulher, consternada, classificou a situação como ” um verdadeiro absurdo”. Assim, a mulher compartilhou o ocorrido nas redes sociais e ameaçou processar o restaurante por danos morais. Além disso, a mulher utilizou a publicação para incentivar as mulheres a denunciarem casos similares.

“Eu não tenho que me calar. Você não tem que se calar. O desrespeito bate a nossa porta! Não brinque. Nem ache engraçado. Podia ser com você!”, afirmou Patrícia.

Da redação Acontece na Bahia.

 

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.

Ivete Sangalo desabafa: “O Brasil é racista, homofóbico, de feminicídio”, após receber prêmio no programa Domingão do Faustão

A cantora baiana Ivete Sangalo, 48 anos, desabafou após ganhar homenagem no troféu Mário Lago, na noite deste domingo (27), no programa do Faustão. Assim, após receber o prémio por sua contribuição artística e conexão com o público, Ivete cantou alguns dos seus sucessos e desabafou em entrevista. A cantora criticou o que ela chamou de “perfil doente” da sociedade brasileira.

“Acho que há de haver um reconhecimento das nossas falhas como sociedade. Nosso país é o país que mais mata homossexuais no mundo, o Brasil é um país racista? Não, o Brasil é um país racista, homofóbico, de feminicídio e de ataque às minorias, que não minorias”, Afirmou.

“Eu agradeço muito o fato de ser uma pessoa reconhecida, famosa. Mas eu sou uma mãe e o meu filho pode correr na rua sem camisa, entende Fausto? E isso pra mim seria terrível, não deixar o meu filho sair na rua porque ele seria abordado, alvejado por uma bala. Ou um filho meu ser homossexual e não poder ser feliz simplesmente por isso”, seguiu.

A cantora, que costuma não se posicionar politicamente, explicou como tem educado seus filhos sobre os problemas do país: “Me perguntam muitas vezes o que eu vou ensinar para minhas filhas sobre esse mundo machista. Não ensino às minhas filhas, ensino ao meu filho que ele tem que entender o seu próprio poder, mas que também precisa respeitar o poder de existência do outro, de quem quer que seja”, completou.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.