Após romper contrato com produtora, Luísa Sonza é processada por não fazer shows durante a pandemia

Uma notícia tem sido destaque nesta terça-feira (27). Pois, a cantora Luísa Sonza, está sendo processada por não cumprir com suas agendas de show durante a pandemia. Sonza, cancelou o seu contrato com a produtora Chantilly Promoções, que gerenciava a sua carreira desde 2019. Ela terá que pagar cerca de R$ 470 mil, para a produtora.

Segundo o portal Bahia Notícias, a empresa recebeu um comunicado da artista rompendo com o acordo, no dia 1 de outubro de 2020. A Chantilly Promoções, informou que foi pega de surpresa, pois durante todo o período da pandemia, a empresa arcou com todas as despesas da cantora, e além disso, faziam compromissos com eventos, se adequando aos critérios das medidas  sanitárias, sem deixar nenhum custo financeiro para Sonza.

Ainda de acordo com o portal, a empresa que receber todos os custos pelos shows já marcados para os dias de 25 de janeiro, em São Paulo, 15 de fevereiro, em Barretos, 6 de março, em Novo Hamburgo, 13 de março, em São Paulo, 5 de junho, em Uberaba, 9 de junho, em Brasília, 11 de junho, em Vinhedo e 26 de junho em Porto Alegre. Além disso, A empresa, que já entrou com o pedido na justiça, quer receber uma indenização de R$ 70 mil, por pendentes de comissões.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Artistas, Destaque, Nacional.