Caso Kathia: Laudo afirma que moça encontrada em rio após ligar para o pai e fazer aviso teria se afogado

No dia em que sumiu, a moça ligou para o pai e começou a falar, mas a ligação caiu. Agora o laudo relatou o que aconteceu com ela

Aos 22 anos, Kathia Fernandes Oliveira foi encontrada sem vida depois de ligar para o pai e protagonizou um dos casos mais misteriosos dos últimos tempos. De acordo com o portal Globo, o laudo necroscópico da moça apontou que ela morreu por afogamento. Mas afinal, o que aconteceu?

No dia em que desapareceu, Kathia, que morava na cidade de Óleo, disse que iria dar uma volta. Ela havia marcado um encontro com um rapaz de Iaras, mas desapareceu antes mesmo de chegar na cidade. Naquela mesma noite ela ligou para o pai e afirmou que tinha sofrido um acidente, mas a ligação caiu logo depois. Esse foi o último contato da moça com a família. As autoridades procuraram o rapaz e também o ex-namorado da jovem, os dois foram ouvidos e liberados, eles não tinham informações do paradeiro da moça. Depois de pistas encontradas na rodovia, o carro dela foi encontrado dentro de um rio da região, mas Kathia ainda estava desaparecida. Então, depois de 3 dias de longas buscas, ela foi encontrada sem vida no fundo do rio. Mas não termina aí.

Segundo familiares, Kathia não sabia nadar. Conforme o laudo, não foi constatada a presença de nenhum trauma na jovem, sendo o afogamento a principal causa do passamento. Ainda segundo o portal, o laudo já estava pronto há cerca de uma semana, mas só foi divulgado nos últimos dias. Além disso, o delegado responsável pelo caso, Omar Zedan Vieira, tem como principal hipótese que o acidente tenha sido provocado pela própria moça e que não existem indícios de outras pessoas envolvidas até o presente momento. Os detalhes ainda estão em apuração.

Da Redação do Acontece na Bahia

 

Tag(s): .

Categoria(s): Nacional.

Jovem encontrada sem vida depois de ligar para o pai avisando acidente não sabia nadar

A jovem Kathia, de 22 anos, que foi encontrada morta no Rio Novo três dias depois de ligar para o pai e contar que tinha sofrido um acidente não sabia nadar.

Em entrevista ao portal G1, Taimara Souza, irmã da vítima, afirmou que a família ainda não sabe o que pode ter acontecido, mas todos ainda tinham esperanças de encontrá-la com vida.

“Agora não consigo dizer o que eu acho porque muita coisa pode ter acontecido, mas ela não sabia nadar. Há a possibilidade do carro não ter caído de vez na água, então nesse momento ela teria ligado para o meu pai”, afirma.

A principal suspeita da polícia é de que Kathia tenha sofrido um acidente e morrido afogada, contudo, é preciso esperar o laudo da necropsia para confirmar a causa da morte.

A jovem foi enterrada na última sexta-feira (14) na cidade que morava com a avó, Óleo. Segundo a irmã, ela tinha o sonho de morar na Espanha. “Ela terminou o Ensino Médio, fez curso de RH, de administração e intercâmbio para a Espanha. Ela tinha muitos planos e sempre falava que o sonho dela era morar na Espanha, que ela adorou conhecer. Também tinha o sonho de comprar uma moto, aproveitar muito a vida e ter as coisas dela”, conta.

Taimara também afirma que Kathia “nunca deu trabalho” e comprou o carro aos 21 anos para ajudar a família.

“Ver o carro que Kathia batalhou tanto para comprar, daquela forma, foi muito triste. Doeu muito. […] E a gente não tem como não ter dúvidas de tudo o que aconteceu, se foi realmente acidente, mas a gente não pode afirmar nada ainda”, relata.

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.