Empresário acusado de matar a mulher e a filha tem um dos maiores julgamentos da história e recebe condenação

O caso que ficou famoso em meados de 2015 finalmente teve um desfecho. Após 5 anos de espera e tramitações na justiça, finalmente a justiça condenou o empresário gaúcho Marcelo Barberena Moraes . Num caso extremamente complexo, o julgamento de Marcelo se tornou o mais longo da história do Ceará. Foram 30 horas de julgamento, 24 testemunhas ouvidas até que a decisão judicial fosse anunciada.

Barbarena foi condenado à 82 anos de cadeia pelo assassinato de sua esposa, Adriana Moura Pessoa de Carvalho Moraes, de 39 anos, e da sua filha de oito meses, Jade Pessoa de Carvalho Moraes. De acordo com a Justiça do Ceará, a motivação do crime foi uma discussão do casal que ocorreu horas antes do crime. Ademais, os juízes afirmaram também que o fato de Marcelo estar passando por dificuldades financeiras na época que o crime foi cometido também teve influência na realização dos homicídios.

O crime ocorreu em 23 de agosto de 2015, durante a madrugada, numa casa de praia em Paracuru. O assassino utilizou de uma arma de fogo para matar as duas. Jade, a filha do casal estava adormecida. Além do casal, encontravam-se na casa a família de Adriana e a família do irmão de Marcelo.

O caso foi a júri popular, que declarou Marcelo culpado pelo crime. A juíza Bruna Rodrigues aplicou a pena de 82 anos pelo feminicídio. A sentença ainda pode ser contestada na justiça. Apesar disso, a juíza solicitou prisão preventiva em regime fechado, que já está sendo cumprida

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.