Estudante de engenharia 19 anos que estava desaparecida é encontrada sem vida; namorado teria confessado

Uma triste notícia tem sido divulgada nas redes sociais nesta quinta-feira (16). Um crime bárbaro assustou os moradores da cidade de Planalto.

O corpo da jovem estudante de engenharia, Sashira Camilly, de 19 anos, foi encontrado na manhã desta quinta-feira no município de Planalto, que fica a 50 km da cidade de Vitória da Conquista. As informações ainda estão sendo apuradas sobre este crime de feminicídio que aponta para o envolvimento de três acusados.

A jovem estudante estava desaparecida e o namorado da vítima teria confessado o crime e contado com a ajuda de dois amigos. Todos os acusados do crime já foram identificados e presos pela Polícia Civil. A motivação para este crime cruel ainda é desconhecida.

Sashira Camilly era estudante de engenharia civil da Fainor (Faculdade Independente do Nordeste), instituto de ensino superior privado, e segundo comentários da imprensa local os envolvidos neste crime seriam colegas de faculdade da vítima.

A identidade dos suspeitos ainda não foi revelada e a motivação também é desconhecida. É esperado informações mais concretas por parte das autoridades, uma vez que as notícias atuais são preliminares e dão uma visão parcial do que de fato aconteceu. O corpo da jovem foi removido por uma equipe do Departamento de Polícia Técnica e encaminhado para o IML de Vitória da Conquista.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , .

Categoria(s): Destaque, Regional.

Família pede ajuda para encontrar jovem desaparecida: “Era só de casa para escola e de casa para igreja”

Uma notícia vem repercutindo nas redes sociais nesta terça-feira (9). A adolescente Layla Luma, de 16 anos, está desaparecida desde o último sábado (6) em Jardim Laia, Itaguaí, região metropolitana do Rio de Janeiro. 

Segundo informações passadas ao Portal R7, a tia de Layla, dona Jurema Campos, disse que a adolescente saiu de madrugada somente com a roupa que vestia e bolsa pequena deixando para trás a família que dormia. Ainda informou que Layla não costumava ficar fora de casa. “Era só de casa para escola e de casa para igreja. Ela só saia com os pais e a irmã.”, afirmou Jurema. Mas não é só isso. 

A adolescente teria saído com o celular, mas ele está desligado e foram desativadas todas as redes sociais da adolescente. Nas redes sociais foi realizado um mutirão para que pudesse receber informações que ajudassem a descobrir onde a adolescente está. Contudo as pessoas enviam muitas informações falsas e desencontradas e nada de concreto tem sido apurado até o momento, destacou. 

O desaparecimento da adolescente foi registrado na 50ª DP (Itaguaí) que conduz a investigação e procura informações que levem a solução deste caso. 

Da redação do Acontece na Bahia   

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.