Pazuello faz crítica à João Doria ao afirmar que ele fez “jogada de marketing” com vacina; Governador de São Paulo responde “Chega de mentira”

Uma notícia tomou as manchetes dos jornais na manhã desta segunda-feira (18). O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, fez duras criticas ao governador de São Paulo, João Doria (PSDB). Assim, o ministro afirmou que o governador fez da vacinação uma “jogada de marketing”.

“Poderíamos num ato simbólico ou numa jogada de marketing iniciar a primeira dose em uma pessoa, mas em respeito a todos os governadores, prefeitos e todos os brasileiros, o Ministério da Saúde não fará isso. Senhores governadores, não permitam movimentos político-eleitoreiros se aproveitando da vacinação em seus estados”, afirmou Pazuello.

A crítica foi feita após a primeira pessoa do país ter sido vacinada. O ato foi transmitido ao vivo pelo estado de São Paulo.

Doria posou ao lado de Mônica Calazanz, enfermeira que trabalha na UTI do Hospital Emílio Ribas e teve o privilégio de ter sido a primeira pessoa do país a utilizar o imunizante após a autorização da Anvisa.

Após as críticas, Doria respondeu ao ministro e diz estar “atônito” com a declaração de Pazuello. Eu estou atônito com as declarações do ministro da saúde do Brasil. Diz o ministro Eduardo Pazuello: ‘as vacinas foram compradas com dinheiro do SUS, do governo federal, e não com o dinheiro do governo de São Paulo’. Ministro, é inacreditável, como ministro do estado da saúde, sem o menor zelo com a saúde, sem ser médico, sem ter conhecimento nenhum da saúde, sem planejamento, um desastre completo na saúde, ainda mente ao dizer isso. A vacina do Butantan só está em São Paulo e no Brasil porque foi investimento do governo do Estado de São Paulo, ministro. Não há um centavo até agora, até agora, do governo federal, para a vacina, nem para o estudo, nem para a compra, nem para a pesquisa. Nada. Chega de mentira, ministro. Trabalhe pela saúde do seu povo, seja honesto”, disse o governador de São Paulo.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.

A vacina está cada vez mais próxima. Materiais para produção da vacina de covid-19 chegam em São Paulo

Na manhã desta quinta-feria (5), o estado de São Paulo recebeu 600 litros de insumos para produção da vacina CoronaVac. Tal vacina é produzida pelo laboratório chinês Sinovac com colaboração do instituto Butantan.

João Doria, atual governador de São Paulo, disse em nota “Viemos receber aqui mais um lote da vacina CoronaVac, da vacina do Butantan, a vacina que vai salvar a vida de milhões brasileiros. Hoje recebemos insumos para 1 milhão de doses da vacina. Somados aos 20 mil que já recebemos, agora temos 1 milhão e 120 mil doses da vacina”.

O estado de São Paulo deve receber mais 46 milhões de doses da vacina até o início do próximo ano.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.