Carrefour faz depósito de R$ 1 milhão para viúva de homem negro que foi morto em uma unidade da rede, mesmo mulher negando acordo

Uma notícia repercutiu nas redes sociais nesta quinta-feira (29). Foi anunciado nesta quarta-feira (28), pelo grupo Carrefour Brasil, o depósito proposital de R$ 1 milhão para Milena Alves, viúva de João Alberto Silveira Freitas, que foi espancado por seguranças nas dependências do supermercado, em novembro de 2020, em Porto Alegre.

De acordo com as informações, a quantia foi depositada em conta bancária criada com o objetivo de consignação extrajudicial e já está acessível à Milena Alves, que ainda não tinha fechado o acordo de indenização.

O valor é a soma do patamar máximo por danos morais fixado pelo Supremo Tribunal de Justiça para casos como este e de um valor referente aos danos materiais, independentemente da comprovação que seria necessária em caso de litígio, e que geraria novos custos à viúva”, destacou a empresa.

O Carrefour confirmou também ter feito o depósito de R$ 100 mil extras na conta pessoal de Milena para ‘’ gastos mais urgentes’’ dela. Mas não é só isso…

O depósito deliberado do Carrefour aconteceu depois da viúva rejeitar o mesmo valor de R$ 1 milhão sugerido em acordo pela empresa. A defesa de Milena Alves pede na justiça uma indenização entre R$ 10 milhões e 15 milhões por danos morais e materiais.

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.