Rui Costa alfineta Bolsonaro após silêncio do presidente no 1º dia de vacinação: “melhor momento do governo”

Uma notícia inusitada circulou nas redes nesta manhã de terça-feira. O atual governador baiano, Rui Costa, ironizou o silêncio do governo federal em relação ao início da vacinação no país e ao uso da vacina CoronaVac, feita pelo Instituto Butantan e o laboratório Sinovac. A crítica ocorreu no evento de abertura de vacinação contra o novo coronavírus na Bahia, nesta terça-feira, 19, no Hospital Irmã Dulce.

Segundo o administrador baiano, o silêncio do presidente é o melhor momento da gestão do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido).

“Eu vejo com alegria [o silêncio]. Acho que é o melhor momento deste governo, desde que assumiu, é quando ele fica calado, quando ninguém abre a boca e eu espero que continuem assim”, afirmou o governador.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.

Presidente Jair Bolsonaro faz afirmação polêmica e divide opiniões: “Quem decide se um povo vai viver na democracia ou na ditadura são as suas Forças Armadas. “

Uma notícia tomou as manchetes dos jornais brasileiros na manhã desta terça-feira (19).  O presidente Jair Bolsonaro fez uma declaração polêmica enquanto conversava com apoiadores em frente ao palácio da Alvorada.

O presidente afirmou aos seus apoiadores que quem decide se o Brasil vive uma democracia ou uma ditadura são as Forças Armadas. “Por que sucatearam as Forças Armadas ao longo de 20 anos? Porque nós, militares, somos o último obstáculo para o socialismo. Quem decide se um povo vai viver na democracia ou na ditadura são as suas Forças Armadas. Não tem ditadura onde as Forças Armadas não apoiam. No Brasil, temos liberdade ainda. Se nós não reconhecermos o valor destes homens e mulheres que estão lá, tudo pode mudar”, declarou.

O pronunciamento do presidente causou burburinho nas redes sociais e dividiu opiniões. Segundo o presidente, o país ainda tem liberdade, porém isso pode mudar caso as pessoas não deem o devido reconhecimento dos militares.

A declaração do presidente foi alvo de crítica por parte da oposição devido ao medo da volta de uma ditadura militar, como a que aconteceu no final do século passado.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.

População se mobiliza e faz panelaço contra Jair Bolsonaro em várias áreas de Salvador.

Uma notícia tomou as manchetes dos jornais baianos na manhã deste sábado. Moradores de diversos bairros de Salvador fizeram panelaço em protesto contra o atual presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido). Assim, as pessoas pediram a saída do presidente devido à sua má gestão no combate ao coronavírus.

As pessoas, que foram convocadas nas redes sociais, apresentaram-se em peso nas janelas de suas casas e gritaram palavras de ordem, como “Fora Bolsonaro”. O panelaço foi ouvido na Avenida Garibaldi, uma das principais de Salvador, além de bairros como Armação, Stiep, Ondina, Pituba, Federação, Pituba, Imbuí e Brotas. Avenida Garibaldi, Armação, Stiep, Ondina, Pituba, Federação, Pituba, Imbuí e Brotas.

Confira: https://www.instagram.com/p/CKFetq5DQg4/?utm_source=ig_embed&utm_campaign=embed_video_watch_again

O estopim da manifestação é a crise do sistema de saúde do estado do Amazonas, que sofre atualmente pela falta de insumos para o tratamento nos Hospitais da região.

O aumento rápido e alarmante dos casos no estado, juntamente com a má gestão dos administradores da saúde pública, causou o colapso da rede. Assim, o estado inteiro encontra-se atualmente sem cilindros de oxigênio, insumo essencial para o tratamento de casos graves de Covid-19.

Diversos governadores e prefeitos de cidades e estados de outras regiões do país se ofereceram para desafogar o colapso do sistema de saúde do estado. Assim, estados como o Maranhão devem receber bebês prematuros vindo de Manaus, uma vez que eles precisam de suprimento de oxigênio para sobreviver.

Além disso, diversos artistas e famosos também criaram uma corrente do bem, através da iniciativa do humorista Whindersson Nunes, para ajudar os hospitais da região.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.

Rui costa responde crítica do presidente e sugere renúncia de Bolsonaro: “se eu fosse presidente, o país não passava essa vergonha”

Uma notícia circulou nas redes nesta manhã de sábado (15) e chamou atenção. O atual governador do estado, Rui Costa (PT), respondeu às críticas do presidente Jair Bolsonaro (Sem partido), em que foi acusado de não ter feito nada em relação ao fechamento da fábrica da montadora Ford.

O administrador baiano afirmou em programa da TV Aratu que o presidente deveria pensar na renúncia. “O presidente pode ter uma certeza: o dia que eu puder me antecipar a resolver os problemas do Brasil, eu o farei. Eu nunca vou declarar que não sei o que fazer, que não posso fazer nada”, disse Rui.

“Se eu tivesse na condição de presidente, o país não estava passando essa vergonha que passa no mundo, e as empresas não estavam fugindo do Brasil como estão hoje. Então, se ele quer delegar o Governo da Bahia para cuidar do Brasil, se constitucionalmente pudesse fazer, ele renuncia e me delega. Eu garanto que, em poucos dias, o povo brasileiro seria vacinado. Mas constitucionalmente isso não é permitido, mas é permitido a renúncia dele. Talvez, com isso, ele ajude a diminuir a pobreza, diminuir o desemprego e diminuir o número de mortes que estão ocorrendo”, completou o governador.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.

Em conversa com apoiadores, Bolsonaro gera polêmica ao dizer: “Quero que vocês tenham armas”

Na manhã desta quarta-feira (13), uma notícia tomou as manchetes dos jornais. O presidente Jair Bolsonaro voltou a defender sua posição de defensor do armamento da população. Assim, o presidente afirmou em coletiva com apoiadores em Palácio da Alvorada, na última terça-feira (12), que armas são “liberdade e garantia” de segurança para as famílias.

“Eu quero que vocês tenham armas. Porque a arma é uma liberdade para vocês, é uma garantia que você vai, dentro da sua casa, dar o direito da sua família ser protegida. Sempre digo, povo armado, é povo que não será escravizado”, declarou.

O presidente também comentou sobre o aumento e popularização da compra de armas de fogo. Até outubro do ano passado, 144.707 armas de fogo foram registradas no país. “Eu quero destravar a questão das armas no Brasil. Em 2020, nós vendemos quase o dobro de armas de 2019, armas legais”, comentou.

Da redação Acontece na Bahia.

 

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.

Presidente Bolsonaro comenta sobre saída da Ford no Brasil e diz que a montadora faltou com verdade: “querem subsídios”

Na manhã desta terça-feira (12), o atual presidente Jair Bolsonaro (Sem partido) comentou sobre a saída da produtora de automóveis Ford do país. Assim, o presidente afirmou “negócio é negócio” ao expor sua opinião sobre o encerramento das atividades da montadora.

Além disso, Bolsonaro também comentou sobre a concorrência do mercado automobilístico no país e a não concessão de subsídios fiscais à empresa.  

“Na verdade, eles tiveram subsídios nossos ao longo dos últimos anos de R$ 20 bilhões. Queriam renovar subsídio para fazer carro para vender. Agora, tem a concorrência também, chinesa, entre outros. Então saiu porque num ambiente de negócios, quando você não tem lucro, você fecha”, disse em entrevista em frente ao Palácio da Alvorada. “Faltou a Ford dizer a verdade.”

Ele ainda lamentou a perda dos 5 mil empregos gerados pela fábrica da empresa, e utilizou a oportunidade para criticar a imprensa. Segundo o presidente, os jornais o culpam pela saída da montadora. “Agora a imprensa? desce a lenha em cima de mim, porque eu devia evitar a perda de 5 mil empregos. Repito, lamento, 5 mil empregos perdidos. (?) Agora, negócio é negócio. Deu lucro, o cara fica aqui. Não deu lucro, o cara não produz mais aquilo, fecha”, afirmou.

Você pode ver o vídeo completo em: https://www.youtube.com/watch?v=8X4KRRjButk&feature=emb_title

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.

Ex-ministro Sérgio Moro ataca presidente Bolsonaro em redes sociais: “Tem presidente em Brasília?”

Uma notícia circulou nas redes na manhã desta terça-feira (29) e causou burburinho. O ex-ministro da justiça e ex-apoiador do presidente Jair Bolsonaro alfinetou o atual presidente em suas redes sociais.

Nesse contexto, Moro cobrou posicionamento do presidente sobre o plano de vacinação da população. Assim, Ao questionar a falta de posicionamento do presidente, o ex-Juiz alfinetou Bolsonaro pelo atraso: “Tem presidente em Brasília?”.

“Vários países, inclusive da América Latina, já estão vacinando seus nacionais contra a COVID-19. Onde está a vacina para os brasileiros? Tem previsão? Tem Presidente em Brasília? Quantas vítimas temos que ter para o Governo abandonar o seu negacionismo?”, afirmou Moro em sua conta no Twitter.

Sergio Moro não foi a única autoridade a questionar o posicionamento passivo do presidente. O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, comentou também nessa segunda-feira (28) que a entidade deve discutir a possibilidade de um pedido de impeachment de Bolsonaro devido à demora do presidente em tomar ações sobre a programação vacinal.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.

Sem máscaras, Bolsonaro organiza um jantar com dono da Havan e Ratinho

Na manhã dessa quarta-feira (23) uma notícia circulou das redes e gerou burburinho. O atual presidente Jair Bolsonaro promoveu um jantar de confraternização no Forte Marechal Luz, em São Francisco do Sul, em Santa Catarina. O jantar ocorreu na noite dessa segunda-feira (21).

Bolsonaro chegou ao litoral de Santa Catarina no sábado (19), após sobrevoar áreas atingidas pelas fortes chuvas esse mês.

Participaram do jantar, além do presidente Bolsonaro, o ministro das Comunicações, Fábio Faria, O senador Jorginho Mello (PL-SC), o empresário Luciano Hang, dono da rede Havan, o apresentador Ratinho e outros convidados.

O caso gerou polêmica visto que o jantar foi feito sem nenhuma medida de segurança. Ninguém do recinto utilizou máscaras ou respeitou medidas de distanciamento. Em contrapartida, Santa Catarina é um dos estados mais afetados pela pandemia atualmente, com mais de 90% de suas Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) ocupadas.

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.

Depois da prisão de Crivella, deputada Joice Hasselman diz que o próximo será um Bolsonaro e dispara: “Flávio Rachadinha”

Uma situação inusitada aconteceu nesta terça-feira (22). Após a prisão de um prefeito, uma deputada fez uma declaração polêmica. Mas afinal, o que aconteceu?

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, acabou preso e foi parar em todas as manchetes. Então, a deputada federal Joice Hasselmann aproveitou a deixa para alfinetar o filho do presidente Jair Bolsonaro, o senador Flávio Bolsonaro. Hasselman disse que Flávio seria o próximo a ser preso:

“O corrupto apoiado pelos bolsonaristas foi em cana. Mtos apagaram os posts com Crivella, mas os prints são eternos. Aqui Carla Zambelli, Jordy, Márcio Labre, Flavio Rachadinha Bolsonaro e mamãe, Major Fabiana. Só tenho uma coisa a dizer: KKKKKKK. O próximo é o Flávio, talkei.” Mas não é só isso.

Como de costume, a declaração dividiu opiniões nas redes, com debates polarizados entre apoiadores e críticos do presidente e de sua família. Além disso, Crivella acabou afastado e preso na manhã de hoje. Uma operação das autoridades investiga uma suposta relação de Crivella com um possível grande esquema de pagamentos ilegais e propinas relacionados a contratos na prefeitura do Rio.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , .

Categoria(s): Nacional.

Eduardo costa, ex-apoiador de Bolsonaro, critica o presidente e elogia a esquerda

O cantor de sertanejo, Eduardo Costa, de 41 anos, disse em entrevista que está arrependido por apoiar Jair Bolsonaro nas eleições presidenciais de 2018.

Eduardo contou em entrevista à rádio Jovem Pan: “Hoje eu não apoio ninguém, só quero ver meu país melhor. Naquela época eu saí da casinha porque estava revoltado com a situação do país”

O cantor também comentou a campanha feita nas redes sociais em 2018: “Coloquei para fod** nas minhas redes, comecei, inclusive, a falar de política de uma forma agressiva. Percebi que conseguimos eleger um político usando nossa influência como artista, mas não conseguimos tirá-lo de lá”

Após dois anos de governo, Costa parece ter refletido mais sobre sua posição politica e concluiu que prefere estar atualmente um pouco mais na esquerda. É muito triste ver que eu tentei transformar a minha opinião em realidade, a discordância política é maravilhosa. Através desta minha reflexão, comecei a gostar de algumas coisas da esquerda. Por exemplo, o pessoal da esquerda é mais corajoso, tem mais peito, é um pessoal que chega e faz. O povo da direita também tem suas qualidades”, comentou.

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.