Depois de 7 meses criando “gato” mulher descobre que tratava-se de uma jaguatirica

Um caso inusitado chamou a atenção nesta sexta-feira (29). Isso porque as autoridades lidaram com um chamado pouco comum relacionado a um “bicho de estimação”. Mas afinal, o que aconteceu?

Uma mulher que mora na cidade de Baião, no interior do estado do Pará, resgatou um pequeno felino e começou a cuidar dele como seu gatinho doméstico. Contudo, depois de 7 meses ela percebeu que o tal gatinho estava crescendo demais. As patas, cabeça e dentes grandes denotavam que era impossível se tratar de um gato comum.  Então, as autoridades foram até o local e constatou que tratava-se de um gato-do-mato, também conhecida como jaguatirica. Mas não é só isso.

Além disso, a Polícia Ambiental realizou o resgate do animal e constatou que não apresentava nenhuma lesão aparente superficial e encontra-se em boas condições físicas. Agora as autoridades encaminharam a jaguatirica para um batalhão da polícia ambiental, de onde ainda deve ir para outro órgão responsável. Assim, será avaliado o que deve ser feito para melhor adaptação do animal

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , .

Categoria(s): Nacional.