Filha da pastora Flordelis confessa que pagou pela morte do Padrasto e que jogou os celulares no mar para se livrar das provas

Uma notícia circulou nas redes e chamou a atenção dos internautas. Nesta sexta-feira (22), Simone dos Santos Rodrigues, filha biológica da deputada federal e pastora Flordelis dos Santos (PSD), confessou, através de um depoimento, que jogou os celulares da mãe, do irmão Flávio dos Santos e do pastor Anderson do Carmo no mar.

A polícia investiga Simone pelo possível envolvimento na morte do padrasto, o pastor Anderson, que morreu em 2019, quando foi alvejado por diversos tiros na frente de casa.

Além disso, a mulher contou onde os aparelhos foram arremessados. Segundo ela, os aparelhos foram jogados na Praia de Piratininga, na Região Oceânica de Niterói.

Ainda segundo o depoimento, ela admitiu que pagou uma quantia de 5 mil reais a sua irmã, Marzy Teixeira, para que matasse Anderson. Ela afirma que não soube o que fizeram posteriormente com o dinheiro.

As motivações do crime, segundo Simone, seria os constantes assédios sexuais praticados pelo homem.

A mulher contou também que pegou o telefone do irmão, Flávio, pouco antes da prisão, durante o enterro do pastor. Os aparelhos foram arremessados no mar na tentativa de eliminar pistas que guiar os investigadores até a família.

“Eu disse: Marzy me ajuda, estou passando por maus momentos. Eu não tinha um plano, estava desesperada. Depois que fiquei doente, ele ia no meu quarto. Sei que ela ia dar o dinheiro pro Lucas, mas depois que dei o dinheiro não sei o que houve”, confessou.

No entanto, contrariando algumas suspeitas, a moça negou que havia se envolvido amorosamente com o homem antes que ele se casasse com sua mãe. Além disso, ela também afirmou que Flordelis era apaixonada pelo marido.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.

Adolescente de 16 anos morre após se encontrar com homem de 29 anos em motel

Uma triste notícia circulou nas redes nesta manhã de sexta-feira (22). A adolescente Lívia Izabel Zanetoni, de 16 anos, morreu após se encontrar com um homem de 29 anos em um motel, em Pinhais (PR). De acordo com a polícia, a jovem sofreu uma hemorragia e chegou a ser socorrida pelo rapaz em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas não resistiu aos ferimentos.

De acordo com a mãe da adolescente, o homem que acompanhava a garota no momento do ocorrido, identificado como Lucas Nascimento de Carvalho, tinha pretensão de namorar com a menina. Assim, os dois se conheceram nas redes sociais e a menina pediu autorização da mãe para ir com o rapaz ao shopping.

“Ela perguntou se podia ir ao shopping com ele. O combinado dos dois era ir ao shopping comer batata, ver um filme e ele já a trazia para casa”, revelou a mãe

Porém, o casal seguiu para um motel, onde a garota teve uma hemorragia e faleceu. Segundo o advogado de Lucas, Igor José Ogar, o rapaz é inocente e não agrediu a moça. Além disso, ele afirma já ter provas preliminares que inocentam o rapaz. “Ele disse que não cometeu crime nenhum. Inclusive, já tivemos informações preliminares de que exames feitos na adolescente dão conta de que a mesma não sofreu nenhum tipo de agressão”, informou o advogado.

“O Lucas é uma pessoa que tem antecedentes, mas nenhum com práticas nesse sentido. Ele se manifesta em ajudar a investigação e está colaborando com todas as diligências”, disse a defesa

O rapaz tentou fugir do hospital logo após depois de prestar socorro a menina, porém, foi impedido pela família.

O rapaz foi solto pela falta de provas na quinta-feira (21). A polícia ainda investiga melhor o caso para apurar as condições da morte da garota.

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.

Mulher Trans brasileira é encontrada morta em praia de Portugal: “tínhamos a esperança de encontrar ela com vida”

Angelita Seixas Alves Correia, transexual de 31 anos, foi encontrada morta em praia de Portugal na segunda-feira (11). Assim, a mulher trans, nascida em Goiânia, estava desaparecida desde o dia 1º de janeiro.

Angelita morava em Portugal desde 2016 e, em 2018, casou-se lá. Ela trabalhava como personal trainer e instrutora de dança.

Segundo informações do jornal G1, a irmã de Angelita, Suzana Alves Alcântara, de 42 anos, relatou que falou com ela antes do desaparecimento. Assim, Suzana afirmou que a mulher estava nervosa e afirmava que estava sofrendo ameaças.

“Minha sobrinha chegou a ligar para ela depois [da live] e contou que a Angelita estava muito nervosa, olhando para os lados e pedindo para ligar para o marido dela”, contou Suzana ao G1. Após esse dia, Angelita não foi mais vista. “A gente estava em contato diário com a polícia lá e tínhamos a esperança de encontrar ela com vida”.

Um surfista encontrou o corpo da personal em uma praia e acionou a polícia que ainda investiga o contexto da morte. A família está conversando com o consulado brasileiro para conseguir viajar para o país, uma vez que as fronteiras estão fechadas.

“As fronteiras estão fechadas. E se eu conseguir viajar, não sei se consigo voltar. Também não sei se vou conseguir trazer o corpo dela nessa situação e se o marido também vai autorizar”, afirmou Suzana ao G1.

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.

Morto e amarrado: Corpo de Suíço de 79 anos é encontrado no Nordeste

Na manhã desta quinta-feira (3), o corpo de Paul Albert Fah, suíço de 79 anos, foi encontrado no seu apartamento. O homem de origem europeia morava em fortaleza há 7 anos em seu apartamento no bairro de Papicu.

Segundo o perito da Perícia Forense do Ceará (Pefoce), Leão Júnior, o corpo do idoso foi encontrado com membros inferiores amarrados. Além disso, os primeiros levantamentos da perícia indicam que Paulo foi asfixiado. Entretanto, sinais de violência não foram encontrados. De acordo com Leão, é necessário a necropsia do corpo para confirmar a causa da morte.

Testemunhas dizem ter visto o suíço a última vez na quarta-feira (2), quando ele entrou no apartamento com uma mulher. Em seguida, a mulher foi vista saindo do apartamento sozinha. Porteiros suspeitaram que algo de errado aconteceu. “A faxineira chegou e ele não atendeu. O porteiro da noite chamou e ele não atendeu. Aí a gente desconfiou. A gente então chamou a síndica. E quando abriram a porta ele estava lá todo amarrado e com a cara no chão”, disse o porteiro.

De acordo com vizinhos, a mulher frequentava a casa do idoso. Relataram também que já ouviram brigas entre os dois. A Secretaria de segurança publica do estado do Ceará iniciou as investigações para apurar o contexto da morte do idoso.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.