Jovem tira a vida do namorado usando uma agulha de narguilé; pastel de feira teria sido o motivo da discussão

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta quinta-feira (29). Nicole Maria Ferreira Costa, 20 anos, foi denunciada pelo Ministério Público de Goiás (MP-GO), por ter tirado a vida do próprio namorado, Adailton Gomes Abreu, 24 anos, com o uso de uma agulha de narguilé. O crime aconteceu em Aparecida de Goiânia, e o motivo teria sido uma discussão por pastel de feira. A jovem responderá por homicídio duplamente qualificado, por motivo fútil e impossibilidade de defesa. A jovem denunciada pelo MP confessou o crime e responde o processo em liberdade.

O crime aconteceu na casa de Nicole no Residencial Village Garavelo, no dia 18 de setembro e de acordo com o Promotor de Justiça, Milton Marcolino, o casal de namorados saiu em companhia de duas irmãs dele para comer numa feira. Segundo as investigações, houve uma briga do casal sobre o que iriam comer e a discussão se prolongou até a casa de Nicole. De acordo com a denúncia, no local o jovem foi ferido no coração com uma agulha de narguilé.

O Ministério Público verificou, mesmo depois de concluído o inquérito, que era necessário tomar os depoimentos das irmãs de Adailton, que foram ouvidas na última quinta-feira (22). Entretanto o depoimento das irmãs não alterou a linha de investigação em razão de ficar constatado que elas estavam do lado de fora da casa no momento do crime. Mas não é só isso…

Segundo o delegado Eduardo Rodovalho, responsável pelas investigações, havia inicialmente a suspeita de que o jovem teria supostamente passado mal e tido um infarto. Posteriormente foi verificado a perfuração com a agulha de narguilé. “A lesão foi única, certeira e fatal. Ele agonizou por pouco tempo e depois já veio a óbito”, afirmou o delegado.

Nicole havia dito à polícia durante as investigações que Adailton teria ido pra cima dela com um narguilé quebrado, e que ela o atingiu para se defender. Informou ainda que no momento se desesperou porque não esperava a morte de Adailton. “Eles já tinham se agredido mutuamente, por imaturidade no namoro. E com o desgaste extremo, no momento da briga, ela acabou o matando. Não identificamos lesões nela no dia do crime que justificassem a legítima defesa”, informou o delegado.

O delegado responsável pelas investigações, informou que a jovem se apresentou voluntariamente após o crime e estava colaborando com as investigações, motivo pelo qual não foi pedida a sua prisão, na época do crime. O delegado ainda destacou que o casal mantinha uma relação tumultuada. “O casal vivia uma relação tumultuada. Eram muito impetuosos. Tinha histórico de briga constante”, concluiu.

Da redação do Acontece na Bahia

Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Tag(s): , , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Governador João Doria autoriza investigação policial contra homem que fez ameaças contra Lula

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta terça-feira (16). O governador de São Paulo João Doria, (PSDB), informou por telefone a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, sobre investigação policial que está em andamento contra o homem que publicou um vídeo em que atira com arma de fogo no exato momento em que também faz ameaças ao ex-presidente Lula (PT). 

“Doria entende que não será à base de ameaças, agressões ou tiros que o Brasil encontrará o caminho da paz, equilíbrio e respeito pela democracia e pelo contraditório. A condenação da violência política é uma regra imutável da democracia”, ressaltou, em nota, publicada pela assessoria de imprensa do governador. 

O PT solicitou abertura de inquérito por cartas que foram encaminhadas à Procuradoria Geral de Justiça do estado e também ao governo de São Paulo. A presidente do PT acompanhada pelos deputados federais Paulo Teixeira e Rui Falcão, ambos de São Paulo, assinaram a representação. De acordo com o partido, existe uma “possível prática de ameaça, incitação ao crime e calúnia”. 

O vídeo foi publicado supostamente no sábado (13), por José Sabatini, empresário de Artur Nogueira, no interior paulista, e durante a gravação ele xinga e ameaça Lula após praticar tiro ao alvo. 

“Se você não devolver os R$ 84 bilhões que você roubou do Fundo de Pensão dos Trabalhador (sic), você vai ter probrema (sic), hein, cara […]”, ele fala, apontando a mão em direção ao revólver. 

O empresário prossegue: “Outro recado: não tenta transformar o meu país numa Venezuela. Eu vou derramar meu sangue, mas eu vou lutar pelo meu país. Não tenta, viu? Tá entendendo o meu recado?  sendo claro com você?” 

Os advogados de Lula alegam que a conduta do empresário configura crime e pedem a prisão preventiva de Sabatini, apreensão da arma de fogo, medida cautelar, entre outros crimes e para tanto entraram com representação   na Procuradoria do estado. 

Da redação do Acontece na Bahia 

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.