Confundido com o tio: Antes de morrer, jovem instrutor tentou se esconder embaixo da cama mas foi encontrado e atingido

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta sexta-feira (7). Davi Silva Sabino, 22 anos e instrutor de surf, foi executado junto com o avô, Francisco Alexandre Filho, no dia 23 de abril em Varjota, Fortaleza. O jovem foi alvo de vários disparos de arma de fogo em meio a sua tentativa frustrada de se esconder embaixo da cama. Mas não é só isso…

De acordo com o promotor André Clark Nunes Cavalcante, titular da 165ª Promotoria de Justiça de Fortaleza, as cinco pessoas que já são consideradas réus pela Justiça, confundiram o instrutor de surf com o filho de Francisco e tio de Davi, que segundo o promotor pertenceria à organização criminosa conhecida como GDE. O promotor ainda informou que os réus seriam pertencentes à organização Comando Vermelho (CV).

Apresentamos a denúncia ao Poder Judiciário na última terça-feira (4) e a denúncia foi recebida ontem (nesta quinta-feira, 6). Os cinco acusados já são réus na ação penal”, explicou o promotor. O tio do instrutor de surf é acusado de um homicídio cometido semanas antes e deverá ser ouvido como testemunha no caso quando for localizado pela polícia.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , , , .

Categoria(s): Regional.