Flordelis poderá pagar R$ 800 mil de indenização por danos morais a família do pastor Anderson

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta quarta-feira (5). A deputada federal Flordelis (PSD-RJ), acusada de ser a mandante da morte do pastor Anderson, poderá pagar uma indenização por danos morais no valor de R$ 800 mil para o pai, a irmã e a tia do pastor Anderson do Carmo.

Os familiares do religioso entraram com uma ação na Justiça do Rio pedindo reparação. Os advogados da família emitiram uma nota afirmando que o valor seria dividido entre os três familiares: R$ 500 mil para o pai, Jorge de Souza; R$ 200 mil para a irmã, Claudia Souza; e R$ 100 mil para a tia, Nádia Henrique.

Também foi pedido pelos parentes que fosse feito o bloqueio dos bens de Flordelis e de 30% do seu salário como deputada. A juíza Daniela Rodrigues Alves, da 1ª Vara Cível da Regional da Região Oceânica, indeferiu este pedido. Mas não é só isso…

A decisão da juíza foi baseada no fato de que existem provas que ainda precisam ser analisadas e portanto não se pode fazer o bloqueio de bens nessa situação. Foi fixado um prazo de quinze dias para que Flordelis apresente defesa para este caso.
Flordelis é acusada de ter arquitetado o assassinato do pastor Anderson do Carmo que aconteceu em junho de 2019.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Carrefour faz depósito de R$ 1 milhão para viúva de homem negro que foi morto em uma unidade da rede, mesmo mulher negando acordo

Uma notícia repercutiu nas redes sociais nesta quinta-feira (29). Foi anunciado nesta quarta-feira (28), pelo grupo Carrefour Brasil, o depósito proposital de R$ 1 milhão para Milena Alves, viúva de João Alberto Silveira Freitas, que foi espancado por seguranças nas dependências do supermercado, em novembro de 2020, em Porto Alegre.

De acordo com as informações, a quantia foi depositada em conta bancária criada com o objetivo de consignação extrajudicial e já está acessível à Milena Alves, que ainda não tinha fechado o acordo de indenização.

O valor é a soma do patamar máximo por danos morais fixado pelo Supremo Tribunal de Justiça para casos como este e de um valor referente aos danos materiais, independentemente da comprovação que seria necessária em caso de litígio, e que geraria novos custos à viúva”, destacou a empresa.

O Carrefour confirmou também ter feito o depósito de R$ 100 mil extras na conta pessoal de Milena para ‘’ gastos mais urgentes’’ dela. Mas não é só isso…

O depósito deliberado do Carrefour aconteceu depois da viúva rejeitar o mesmo valor de R$ 1 milhão sugerido em acordo pela empresa. A defesa de Milena Alves pede na justiça uma indenização entre R$ 10 milhões e 15 milhões por danos morais e materiais.

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Pedreiro pede indenização após ficar preso injustamente por quase 10 anos no Ceará

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais neste domingo (25).O pedreiro Cícero José de Melo que ficou preso por quase 10 anos na Penitenciária Industrial Regional do Cariri (Pirc), interior do Ceará, entrou com uma ação indenizatória contra o estado por erro cometido por órgão público. Cícero alega que o estado tem o dever de reparar o erro cometido e a perda que ele teve enquanto pessoa e profissional.

No dia da soltura de Cícero que aconteceu em 8 de abril, ele afirmou na reportagem que era “como se tivesse sido sequestrado por um crime que eu não cometi nem contra o Estado, nem contra a sociedade”. Cícero foi informado depois de sua soltura sobre a possibilidade de ingressar com uma ação pedindo indenização. Na ocasião o CNJ (Conselho Nacional de Justiça) solicitou informações ao Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) em razão da divulgação que o episódio teve.

O advogado Roberto Duarte, que cuida do caso do pedreiro, informou que em breve eles entrarão com a ação pedindo reparação. “Agora que estou com registro de nascimento dele, foi uma luta para resgatar a certidão. Buscamos tirar RG, CPF, carteira de trabalho, todos esses demais. Tão logo vamos ingressar com ação indenizatória. Podia ser seis, dez, podia ser até um ano ele preso injustamente, sem processo regular, sem ser levado à presença do juiz, sem ter mandado válido, que já era injustiça”, informou o advogado.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Tribunal condena loja a pagar R$ 20 mil a ex-funcionária que ficava trancada em gaiola no setor

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais neste domingo (25). Uma loja de material de construção de Jundiaí, em São Paulo, foi condenada pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST), a indenizar em R$ 20 mil por danos morais, uma ex-funcionária da loja que exercia suas funções trancada em uma gaiola. A funcionária informou na ação que trabalhava sem ter acesso a bebedouro, banheiro e ventilador.

A Terceira Turma do Tribunal julgou com base na análise de um recurso feito pela mulher que questionava o aumento da multa fixada anteriormente em R$ 12 mil. A decisão do colegiado considerou a ‘’promoção forçada’’ da colaboradora a função de conferente, fase em que a mulher passou a trabalhar em isolamento e trancada em gaiola.

No processo movido pela mulher é relatado que ela ficava trancada e no momento das necessidades fisiológicas precisava contactar outro colega nas proximidades por meio de mensagem de rádio para avisar a gerente que fosse abrir a porta. A ex-funcionária que ficava trancada na gaiola passou a ser alvo de piadas e ganhou o apelido de‘’leãozinho’’.

Diante da repercussão do caso a loja se manifestou e negou que a ex-funcionária ficava trancada e disse ainda que o setor de conferência requer ‘’certo controle’’ para não haver mistura entre produtos estocados e os recém-chegados.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.