Cinco carros pegam fogo no Imbuí dentro de um condomínio residencial após serem atingidos por um incêndio

Um caso chocante e curioso está sendo destaque nesta segunda-feira (01). Isso porque na manhã de hoje, cinco carros, que estavam em um condomínio residencial no bairro do Imbuí, na cidade de Salvador, foram atingidos por um incêndio, que, de acordo com as informações do Corpo de Bombeiro, começou em torno das 8h da manhã, na Rua João José Rescala.

Desses cincos carros, quatro tiveram perda total e o outro teve danos parciais. Para conter os incêndios, duas viaturas foram enviadas. As imagens dos carros circularam na internet e chamaram a atenção do povo pelo tamanhos dos estragos. Até o momento não há notícias, informações ou registro de nenhum ferido. A causa do incêndio e os nomes dos donos dos veículos também não foram divulgados ou não se tem informações.

Da Redação do Acontece na Bahia

 

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.

Vizinha da casa onde três crianças morreram carbonizadas alega ter ouvido os gritos de socorro: “pai, não me deixe morrer aqui”

Um caso que tem chocado o Brasil continua a ter desdobramentos nesta quinta-feira (18).  Após um trágico incêndio que resultou na morte de três crianças, surgiram as investigações do que teriam causado o acidente. O pai adotivo das crianças é suspeito da polícia de ter arquitetado o incêndio e ter deixado as crianças presas dentro de casa intencionalmente.  O caso ocorreu na madrugada de quarta-feira (17) em Poá, interior de São Paulo.

Gabriel Reis de Faria e Vieira, de 9 anos; Fernanda Verônica Reis de Faria e Vieira, de 14 anos, e Lorenzo Reis de Faria e Vieira, de 2 anos, faleceram no incêndio após ficarem presos em um cômodo. Eles eram filhos adotivos de um casal homoafetivo formado por Ricardo Reis de Farias e Vieira e um homem identificado como Leandro. No entanto, o casal estava separado há alguns meses e Ricardo não aceitava a separação.

De acordo com uma das vizinhas da casa, a filha mais velha, Fernanda Verônica Reis de Faria e Vieira, de 14 anos, teria gritado por socorro para o pai, que estava dentro de casa e foi o único sobrevivente da tragédia. “Pai, não deixe eu morrer aqui”, teria dito a pré-adolescente.

Segundo Ricardo, o quarto onde as crianças estavam estava trancado e as janelas eram reforçadas por barras de ferro. O homem alega que estava dopado com um remédio para dormir quando o incêndio se iniciou e não conseguiu salvar as crianças.

Assim, o homem é atualmente o principal suspeito das investigações de um possível incêndio doloso. Ele já teve sua prisão preventiva decretada após se contradizer em seus depoimentos à polícia.

Entretanto, o delegado que está à frente do caso, Eliardo Amoroso Jordão, afirma que ainda não há nada conclusivo: “Só esclarecer aqui a prisão temporária não aponta, não acusa ninguém. É uma prisão processual, um instrumento jurídico para viabilizar a continuidade das investigações. Este foi o motivo em razão de algumas contradições que nós constatamos ao longo do dia”

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.

Pai das crianças mortas em incêndio na casa onde estavam é preso nesta quinta-feira suspeito de ser o autor do crime

O triste caso dos três irmãos que faleceram após o quarto que estavam pegar fogo, ganhou nesta quinta-feira (18) uma nova versão. Um dos pais das crianças, o Ricardo Reis de Faria e Vieira, de 33 anos, foi preso preventivamente depois da polícia apontar ele como o autor do incêndio.

As três crianças, Fernanda Verônica Reis Vieira, de 14 anos, Gabriel Reis Vieira, de 7 anos, e Lorenzo Reis Vieira, de um ano, foram adotadas pelo casal homoafetivo Ricardo e Leandro José de Faria e Vieira. O casal está separado e as crianças ficavam a cada semana com um dos pais. Ontem, elas estavam na casa de Ricardo. Durante a madrugada, o quarto em que os irmãos estavam pegou fogo. Segundo o delegado Eliardo Amoroso Jordão, Ricardo ao perceber que a casa estava incendiando tentou arrombar a porta, mas não conseguiu. Logo em seguida, o pai foi à delegacia pedir ajuda. Pouco tempo depois o corpo de bombeiro chegou, mas não foi possível salvar os irmãos.

Porém, hoje (18), Ricardo foi preso suspeito de ser o autor do crime. Para a polícia, o homem apresentou versões diferentes em seus depoimentos. Primeiro, Ricardo alegou que acordou após sentir o cheiro da fumaça e ao perceber tentou arrombar a porta do quarto das crianças, mas não conseguiu porque estava sob efeito dos medicamentos que tomava para dormir. Como não tinha notado a presença das crianças no quarto, decidiu sair do local.

Em outra versão, ele teria sugerido que as vítimas teriam sido sequestradas pelo seu pai, avô das crianças, Leandro, e seu parceiro, Lincoln. Uma vizinha do homem também alegou ter ouvido gritos de socorro.

O corpo dos dois meninos, Gabriel e Lorenzo, foram encontrados no quarto e o da adolescente Fernanda foi encontrado no banheiro.

Por conta disso, a Polícia Civil, está investigando a possibilidade de Ricardo ter provocado o incêndio para ter garantido o seguro de vida da família, estimado em R$ 200 mil. Antes dessa possibilidade ser estudada pelos policiais, acreditava-se também que o fim do relacionamento de Ricardo e Leandro fosse uma das razões para o crime, pois segundo Leandro, Ricardo insistia constantemente para a volta do relacionamento, chegando a alegar que a vida dele não teria sentido sem a família unida.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.

Homem suspeito de matar três filhos em incêndio tem sua prisão decretada; Polícia acredita que o crime tenha sido motivado pelo fim do relacionamento com o companheiro

Uma notícia chamou a atenção dos internautas nesta manhã de quinta-feira (18). Suspeito de atear fogo na própria casa e matar os três filhos, a justiça decretou a prisão temporária de Ricardo Reis de Faria e Vieira, de 33 anos, no estado de São Paulo.

O caso que chocou o país ocorreu na última quarta-feira (17) por volta das 5h na cidade de Poá, São Paulo. Tudo ocorreu na rua Bernardo Pinheiro Franco, e, de acordo com o Corpo de Bombeiros, o incêndio atingiu principalmente os cômodos da casa onde se encontravam a adolescente Fernanda, de 14 anos, e as crianças, Gabriel, de 9, e Lorenzo, que iria completar 2 anos. As crianças eram filhos adotivos do casal feito por Ricardo e Leandro.

O casal estava separado há cerca de três meses. De acordo com Leandro, Ricardo tentava incansavelmente reatar o relacionamento nos últimos meses. O homem teria afirmado que sua vida não fazia sentido sem a família unida.

Testemunhas afirmam que ouviram pedidos de socorro com a voz feminina, provavelmente advinda da filha do casal, Fernanda. A adolescente foi encontrada morta próximo a uma janela com grades, o que indica que ela tentou sair da casa, mas, infelizmente, não conseguiu. A polícia acredita que a porta do quarto estava trancada.

Ricardo, que foi o único sobrevivente do incêndio, chegou a dar três versões sobre o acontecimento. Ele afirmou aos policiais que as crianças teriam sido raptadas e não estavam na residência. Além disso, ele sugeriu que o incêndio poderia ter sido causado pelo o atual namorado do ex dele ou até mesmo pela adolescente.

Assim, a atitude suspeita do homem levou a polícia a toma-lo como principal suspeito e ter sua prisão preventiva decretada.

A polícia ainda investiga as causas do incêndio, e se confirmado, Ricardo por ser preso por homicídio.

Três irmãos morrem em Vila Real após quarto da casa em que viviam pegar fogo. Pai tentou salvá-los

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.