Bolsonaro descarta criação de impostos sobre grandes fortunas diz que “É um crime agora ser rico no Brasil”

Uma notícia tem repercutido nas redes sociais nesta terça-feira (3). O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), disse nessa segunda-feira (2) que a instituição do imposto sobre grandes fortunas e tabelamento de preços ou aumento de carga tributária no Brasil, estão fora de cogitação.

“Alguns querem que eu taxe grandes fortunas no Brasil. É um crime agora ser rico no Brasil. Alguns querem que se aumente a carga tributária, que se tabele preços. Nós somos aquilo que nós produzimos”, disse Bolsonaro.A fala do presidente em sentido contrário à criação de impostos contradiz a proposta trazida pelo Planalto que prevê taxação de 20% sobre lucros e dividendos, o que incidiria sobre os ganhos de empresários e acionistas.

Bolsonaro disse ainda que solicitou ao presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Gustavo Montezano, para investigar valores enviados ao exterior pelo banco para execução de projetos em outros países.”Eu pensava que fosse caixa preta, mas não, foi enviado legalmente ao exterior”, disse em discurso de cerimônia do lançamento do programa Água nas escolas.

O presidente Bolsonaro prometeu durante campanha que investigaria suposta utilização do BNDS em esquemas de corrupção.”Eu pensava que era caixa preta, mas não, (o dinheiro) foi legalmente para o exterior, com medidas provisórias alteradas no cantinho e aguardando o momento em que a votação fosse simbólica e, não, nominal. O montante é assustador”, disse. Na sequência, Bolsonaro criticou a Venezuela que, segundo ele, não honra os acordos com o BNDES pela realização de obras em seu território.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional, Politica.