Guilherme Boulos é intimado pela PF após fazer “aviso” ao presidente Bolsonaro

Nesta quinta-feira (20), um caso continua chamando a atenção do povo. Rm seu Twitter, Guilherme Boulos (PSOL), ex-candidato à prefeitura de São Paulo e presidência da República, anunciou que havia sido intimado pela Polícia Federal para prestar depoimento. Escreveu ele:

“Fui intimado pela PF na Lei de Segurança Nacional por um tuíte sobre Bolsonaro. A perseguição deste governo não tem limites. Não vão nos intimidar!”

O motivo da intimação foi uma postagem no Twitter feita por Boulos atacando o presidente Jair Bolsonaro, e de acordo com a colunista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, ele terá que se apresentar na superintendência da PF em São Paulo no dia 29, às 16 horas.

A postagem em questão foi realizada em abril de 2020. Na ocasião, o presidente fez uma declaração afirmando: “Eu sou a Constituição” durante um ato em frente ao Quartel General do Exército, em Brasília. A declaração remeteu à frase atribuída a Luís XIV, rei da França por 72 anos no século XVII: “O estado sou eu”.

Boulos, então, escreveu: “Um lembrete para Bolsonaro: a dinastia de Luís XIV terminou na guilhotina…”. Bolsonaro não gostou da comparação, e o deputado José Medeiros (Pode-MT), ligado ao presidente, representou contra Boulos no Ministério da Justiça. “É uma perseguição política vergonhosa”, diz Boulos em seu Twitter. Ele deve comparecer à PF acompanhado por seu advogado, Alexandre Pacheco Martins.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional, Politica.