Em entrevista, Paulo Guedes diz que ” vacinação em massa tem que ser acelerada ao máximo”, principalmente nas camadas mais vulneráveis

Uma notícia está sendo destaque nesta terça-feira (23). Em uma entrevista realizada ontem para debater os resultados da arrecadação de imposto de fevereiro, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que é preciso acelerar a vacinação em massa contra a Covid-19 e ainda afirmou que essa é uma obrigação que o governo irá cumprir.

“A vacinação em massa tem que ser acelerada ao máximo para garantir a chance de sobrevivência e garantir o retorno seguro ao trabalho, principalmente para as camadas mais vulneráveis”.

Guedes repetiu a necessidade e importância de vacinar aqueles que estão nas chamadas camadas mais vulneráveis para que seja possível retomar com a economia, e concluiu dizendo que essas pessoas são o foco do auxílio emergencial que voltará a ser pago no mês de abril.

Porém, essa não foi a primeira vez que Guedes defende a vacinação em massa. No início deste mês, ele chegou a dizer que a economia não funciona sem saúde.

“Precisamos de saúde, emprego e renda. Primeiro a saúde, sem saúde não há economia. Da mesma forma, a vacinação em massa é que vai nos vai permitir manter a economia em funcionamento. Então, precisamos de saúde, emprego e renda. Essa é a nossa pauta, e nós vamos enfrentar esse desafio terrível que nós estamos enfrentando com a mesma coragem, com a mesma determinação e com a mesma cooperação de sempre.”

Da Redação do Acontece na Bahia

 

 

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.