Mulher transplantada com o coração de Eloá perde a luta para a Covid-19 em SP

Uma triste notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta terça-feira (4).Augusta Anjos, conhecida por ter sido a mulher que recebeu o coração da jovem Eloá Pimentel, faleceu na madrugada desta terça-feira (4), em São Paulo, vítima de complicações decorrentes da Covid-19. Augusta estava internada em UTI de um hospital particular lutando contra o vírus, com o agravante de pertencer a grupo de risco. O diagnóstico positivo para a doença foi dado há cerca de um mês.

“Foram anos difíceis, cheios de batalhas e grandes vitórias”, comentou a sobrinha Jeanne Carlas, por meio das redes sociais. “Foi muito sofrimento pra ela, pro vovô, para vovó, para os irmãos, para todos os familiares, mas principalmente para a Augusta”, desabafou. Mas não é só isso… 

Por ter nascido com doença grave no coração e ter sido transplantada com o coração de Eloá, de 15 anos, que foi morta atingida por disparo de arma de fogo efetuado pelo ex-namorado Lindemberg Alves, em 2008, Augusta era pertencente do grupo de risco para a Covid-19.

“Ela viveu da melhor forma que podia e todos nós, unidos, ao longo desses 51 anos, proporcionamos os melhores momentos e as melhores coisas para ela, por ela e com ela. Desde um simples caribé até carregar pra uma consulta ou prover bens materiais e dinheiro para garantir seu sustento e alegria. Foram muitas noites sem dormir, muitas preocupações”, contou.

A sobrinha de Augusta contou que na segunda-feira à tarde foi informada pelo hospital que sua tia estava internada. “Hoje, chegou ao fim todo seu sofrimento, sem remédios, sem cirurgias, sem agulhas, sem máquinas, apenas a grandiosa face de Deus! Que a filha guerreira do seu Benedito e dona Matilde seja recebida por anjos, com muita música, alegria e abraços”, contou.

Da redação do Acontece na Bahia  

Tag(s): , , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Governo Federal anuncia vacinação de pessoas com comorbidades já para a partir do mês de maio

Uma boa notícia tem sido divulgada nas redes sociais nesta quarta-feira (21).Foi divulgado nesta quarta pelo Ministério da Saúde, a vacinação de pessoas com comorbidades que possam comprometer a saúde em caso de contaminação pela covid 19.Segundo informações da pasta, a vacinação para este grupo de pessoas começará em maio e será feita obedecendo uma faixa de idade que começará pelos mais velhos e terminará nos mais jovens.

Serão vacinados neste grupo as pessoas que apresentem estas doenças pré-existentes : diabetes, hipertensão, problemas pulmonares, doenças cardiovasculares, doença renal crônica, imunossuprimidos, anemia falciforme, obesidade, síndrome de down e cirrose hepática. Este grupo é composto por cerca de 17,8 milhões de pessoas.

A vacinação começará com pessoas de 55 a 59 anos, e depois de 50 a 54 anos e assim por diante. De acordo com o Ministério da Saúde, haverá um pré-cadastro no Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (Sipni), ou em alguma unidade de saúde do SUS, das pessoas que se enquadrem no grupo. Segundo informações, a pessoa que não tiver cadastro poderá fazer uso de documento comprobatório que prove a adequação ao grupo de risco mencionado como exames, receitas, relatório médico ou prescrição médica, no momento da imunização. As diretrizes trazidas pelo Ministério da Saúde não afastam a responsabilidade dos estados e municípios de organizarem suas campanhas.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.