Mulher que ateou fogo no próprio filho diz que não queria o filho e escondeu a barriga durante gravidez

Ainda repercutindo nesta quinta-feira (13). A mulher de 24 anos, que teria queimado o próprio filho dentro de uma caixa de papelão, disse a polícia que não queria ter o filho e tinha vergonha e medo que a mãe descobrisse que ela estava grávida.

A mulher teria usado sintas para esconder a barriga e disfarçar nos últimos meses de gestação. Até o namorado, que seria o pai da criança, foi enganado. Na delegacia ele se mostrou surpreso ao saber que o bebê chegou a nascer. Para ele, a namorada havida dito que a gravidez era indesejada e que, por isso, tinha abortado no sexto mês de gestação.

Evangélica, universitária e com medo da reação dos pais, a jovem tentou abortar, mas não conseguiu. Até o fim da gestação, ela viveu escondendo a barriga e alegando que havia engordado. O bebê, na verdade, nasceu saudável na Santa Casa de Anápolis e ela o escondeu em casa até o dia em que o queimou num lote baldio.

A jovem foi presa em flagrante nesta quarta-feira (12) por ocultação de cadáver, depois que os agentes do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) descobriram imagens de câmera de segurança que mostram ela chegando de carro ao local, no Bairro Cerejeiras.

No interrogatório, a mulher informou que não sabia se o bebê estava ou não vivo antes de colocar fogo, pois não teve coragem de abrir a caixa para se despedir.

Ele tinha apenas alguns dias de vida. O delegado Fábio Vilela diz que depende do prontuário do hospital para certificar as datas corretas do nascimento e a alta do bebê, mas ele teria nascido na primeira semana deste mês e recebido alta por volta do dia 6 de maio.

As informações constam numa pulseira de hospital que estava amarrada à perna direita da criança e que não foi atingida pelo fogo. “A mãe conta que do mesmo jeito que pegou a criança no hospital, no dia da alta, ela a deixou. Não retirou nem a pulseira de identificação”, diz o delegado

Em casa, o recém-nascido só recebeu alimento no primeiro dia. A mulher tentou amamentá-lo, mas desistiu e o colocou em um quarto dos fundos, onde o bebê permaneceu por cerca de dois dias, sem receber nada de alimentação.

As imagens registradas pelas câmeras informam como data do crime a segunda-feira (10/5). Desesperada com a criança no quarto dos fundos, a mulher relatou à polícia que a colocou numa caixa, levou para o carro e saiu andando pela cidade, pensando no que iria fazer.

Ela mora em um bairro do Centro de Anápolis. Pela distância da casa dela até o local do crime, segundo a polícia, subentende-se que ela andou bastante até encontrar o lote e decidir o que fazer.

No dia e hora do crime, alguns carros chegam a passar em frente ao local, enquanto a mulher retira a caixa com a criança do automóvel, mas ninguém parou para observar. A descoberta só foi possível graças a um cachorro de rua.

Leia também o portal do nosso editor www.romulofontoura.com.br

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Criança de 12 anos morre após cair do vigésimo segundo andar de um prédio

Uma triste notícia está sendo destaque neste domingo (09). Uma criança, de apenas 12 anos, morreu após cair do vigésimo segundo andar de um prédio, localizado em Goiânia, na manhã de hoje. Ele estava na sacada quando caiu.

O pedido de socorro foi registrado às 7h22 no sistema do corpo de bombeiros. O local segue isolado por cinco viaturas do corpo de bombeiros e as equipes da Polícia Civil de Goiás (PCGO), Polícia Técnico-Científica e do Corpo de Bombeiros estão no local ( Próximo ao Parque Cascavel, no bairro Jardim Atlântico, região sudoeste de Goiânia).

A assessoria de comunicação da corporação informou que não houve atuação efetiva dos bombeiros pois a situação está na responsabilidade do trabalho investigativo. As circunstancias da queda ainda não desconhecidas.

Neste momento, uma equipe da Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios (DIH) se encontra de plantão no local, segundo informações do portal Metrópoles.

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque.

“Você sabe com quem está falando?”: Jovem acusa cantor sertanejo de agressão em posto de combustíveis

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta quarta-feira (21). O jovem Gael Silvério de Souza, 23 anos e técnico em informática, acusa o cantor sertanejo Mateus Castro, da dupla Théo e Mateus, de agressão em um posto de combustíveis de Goiânia. O jovem relata que recebeu golpes no rosto que provocaram corte próximo do olho. A Polícia Civil investiga o caso.

Até o momento o cantor sertanejo não se manifestou sobre o ocorrido e nem apresentou defesa. Além disso, foram excluídas as redes sociais de Mateus e da dupla sertaneja.O jovem informou que foi até o local da agressão para conseguir imagens de câmeras de segurança mas teve o seu pedido negado.

Na noite da confusão, Gael estava numa loja de conveniência de um posto de combustível, localizado na Avenida Jamel Cecílio, bebendo com um amigo. O sertanejo teria chegado até o local em uma caminhonete.”Eles sentaram encostados no carro do meu amigo e começaram a trocar ideia com as pessoas que estavam do nosso lado. Ele escorou a bebida, a pizza no carro do meu amigo e começou a derramar, meu amigo chamou a atenção de longe, e ele ignorou”, contou Gael.

Segundo informações de Gael, o seu amigo pediu mais uma vez que Mateus tirasse a pizza do carro e o sertanejo ficou irritado. De acordo com o jovem, Mateus ofendeu o grupo de amigos com xingamentos. Gael disse que pediu para Mateus não ofender o seu amigo.”Você sabe quem eu sou? Não sabe com quem está falando”, disse o cantor, segundo Gael.

O jovem informou ao sertanejo que não se importava com quem ele era e novamente pediu que a caixa de pizza fosse tirada de cima do veículo. Nervoso, o sertanejo agrediu Gael com um soco no rosto, segundo informações da própria vítima. O jovem caiu por cima da barra de ferro do estacionamento e bateu com a cabeça. Ainda tonto por ter batido a cabeça na barra de ferro, Gael tenta se levantar e recebe outro soco que o faz cair novamente.

“Como estava de óculos, ele rasgou meu rosto. Comecei a sangrar muito. Meus amigos começaram a gritar com ele. Aí os amigos dele o pegaram e foram embora. Ele disse ainda que voltaria armado e iria atirar na gente”, disse Gael.

Gael registrou ocorrência no dia 13 de abril, um dia depois dele ter sido agredido. Fez exame de corpo de delito e aguarda a sequência das investigações. De acordo com o delegado Breynner Vasconcelos, o laudo das agressões dirá o tipo de crime sofrido. Informou ainda que solicitará as imagens das câmeras de segurança e que Gael dará depoimento ainda nesta semana.

 

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Idoso de 87 anos que sonhava em ser médico conclui metade do curso de medicina e viraliza na internet: “Sonho de criança”

Uma notícia tomou as redes sociais na manhã de quinta-feira (14). O empresário Valdomiro de Sousa está a caminho de realizar um sonho de criança: Ser médico. O homem de 87 anos concluiu neste semestre a metade do curso e afirma que não realizou o sonho antes pois não teve condições financeiras quando novo.

“Tive uma vida muito sofrida, já fui pobre demais, trabalhei de pedreiro, de servente, já fiz caixão, trabalhei de tudo que puder imaginar. Melhorei minhas condições para poder bancar o curso, consegui me organizar estudando e trabalhando”, conta.

Valdomiro conta que é formado em contabilidade e direito, porém, não se encontrou em nenhuma das duas profissões. Assim, após se encontrar estável economicamente, ele decidiu perseguir um sonho de infância.

Valdomiro prestou três vestibulares, aos 84 anos, antes de ser aprovado em uma faculdade de medicina particular de Goiânia. A mensalidade média da faculdade é de R$7,5 mil.

“Foi muito difícil, mas é um sonho de muitos anos, um sonho de criança, então, corri atrás. Até hoje não me canso de admirar a profissão de médico”, comentou.

As fotos do ensaio de “meio médico” do idoso viralizaram nas redes sociais. O ensaio é uma prática comum entre os estudantes de medicina que concluem metade do curso, que dura 6 anos. Assim, as fotos inspiram e motivam diversas pessoas a perseguir seus sonhos independentemente de suas condições.

Valdomiro de Sousa em ensaio 'meio médico', em Goiânia — Foto: Gregore Miranda/Divulgação

“Ele é uma inspiração para a turma toda dele e faz vários planos para o futuro. Quando se formar, aos 90, ele ainda quer fazer uma especialização. Os jovens costumam colocar dificuldade em tudo, ficam arranjando desculpas, e ele nos dá esse exemplo, vai lá e faz tudo”, conta o fotografo Gregore Miranda que fotografou Valdomiro.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.