Família afirma que jovem com câncer morreu após ser espancado pela agentes da PM

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais neste sábado (20). O barbeiro Chris Wallace da Silva, 24 anos, faleceu após ter sido vítima de agressão física praticada por policiais militares de Goiás. O caso foi denunciado pela família da vítima que registrou um boletim de ocorrência. De acordo com a família, o jovem havia sido diagnosticado com mieloma múltiplo, conhecido como câncer de osso, e estava em tratamento.

A denúncia aponta que Chris e um amigo andavam em direção a uma distribuidora de bebidas, localizada no bairro Fidélis, região sudoeste de Goiânia, no momento em que foram abordados por policiais militares em uma viatura. A abordagem aconteceu por volta das 19h do último dia (10), uma quarta-feira.

Os agentes não agiram com violência na primeira abordagem, entretanto, em seguida agiram de forma agressiva, segundo a família da vítima. O jovem teria apanhado mais do que seu amigo em razão de sua condição física mais franca. Os policiais bateram a cabeça do jovem contra o muro e deram golpes no abdômen, apesar do alerta feito pelo amigo de Chris.

Após a agressão, Chris foi para casa, onde chegou muito fragilizado. Segundo a mãe de Chris, o filho foi para o banheiro da casa onde apresentou uma crise convulsiva e vomitou muito sangue. O jovem foi resgatado por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e confirmou por meio de gestos a agressão que sofreu dos policiais. O jovem morreu no dia 16/11, após passar seis dias internado em estado gravíssimo no Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo).

De acordo com o boletim médico do dia 11/11, Chris sofreu um “espancamento com trauma cranioencefálico, contusões abdominais e pulmonares”. O jovem estava intubado, respirava com a ajuda de aparelhos, e chegou a passar por uma cirurgia delicada. O advogado da família, Emanuel Rodrigues, informou que Chris foi diagnosticado com câncer nos ossos quando tinha apenas 14 anos. Após o tratamento o jovem estava se sentindo melhor, sobretudo em razão de um transplante de medula óssea que foi necessário.
Circuito externo de monitoramento registrou o momento em que Chris e o seu amigo andavam na rua e uma viatura policial fazia ronda no local. O registro bate com o horário em que os jovens foram agredidos, de acordo com relatos de testemunhas.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Mãe faz ‘chá de revelação de DNA’ para mostrar que ex-companheiro é pai de seu filho

Uma notícia tem repercutido nas redes sociais neste domingo (26). Um caso curioso aconteceu em Palestina de Goiás, sudoeste de Goiás, após a estudante de enfermagem Vanda Ferreira Costa, 38 anos, fazer um ‘chá de revelação de DNA’ para mostrar que o ex-companheiro é pai de seu filho. O vídeo gravado por ela viralizou nas redes sociais e mostra que o homem é de fato pai do bebê.

Como o pai do Antônio Mikael pediu o DNA, fizemos. Se der positivo, quando eu estourar o balão azul, vai aparecer a fotinha do papai e da mamãe no período da gestação”, contou Vanda no vídeo.

A mulher contou que fez o vídeo para mostrar que ela estava certa em sua afirmação em relação à paternidade de seu filho. O vídeo foi divulgado nessa quinta-feira (24) e já alcançou mais de 137 mil visualizações.

A gente mora em uma cidade muito pequena. O pessoal ficava comentando que não era filho dele. Ficava falando que era filho de ‘tiquinho de um e tiquinho de outro’. Isso me machucava muito. Por isso gravei, só não esperava que teria tanta repercussão”, disse a estudante.

Luis Antônio contou apenas que pediu um exame de DNA quado a criança nascesse e afirmou que Vanda disse que não iria fazer pois a criança não seria dele. V anda contou que o começo da gravidez foi muito difícil e que houve muitos boatos, o que levou ao fim do relacionamento com Luis Antônio.

Vanda disse que acionou a justiça para que Luis pague a pensão do filho.“Agora com o DNA em mãos, estou aguardando uma nova audiência para realizar os acordos”, contou.

Além da gestação complicada e cheia de comentários, Vanda foi diagnosticada com a Covid-19 no oitavo mês e ficou uma semana na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), além de ter que passar por um parto de emergência.“Foi muito difícil. Era só eu. Meus pais são idosos e não puderam me acompanhar, mas agora está tudo certo. Consegui provar que eu estive certa o tempo todo”, disse.

Vanda ainda contou que após a repercussão do vídeo espera que possa servir de inspiração para outras mulheres.“A gente fica tão ofendida, machuca tanto. Espero que sirva de apoio para outras mães”, comentou.

Da redação do Acontece na Bahia

 

Tag(s): , , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Doença da ‘urina preta’: Mulher vai parar na UTI após comer prato com peixes e comida japonesa

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta terça-feira (13). Após comer peixe em um restaurante de comida japonesa, uma jovem de 27 anos precisou ser internada na UTI por desenvolver a doença de Haff, popularmente conhecida como doença da ‘‘urina preta’’. A jovem foi até o restaurante que fica localizado no município de Goianésia, em Goiás, no dia 23 de junho e jantou sashimi de tilápia e salmão.

De acordo com informações da família, pouco tempo depois Kelly Silva começou a passar mal e desenvolveu sintomas gastrointestinais. No dia seguinte a jovem piorou e apresentou fortes dores pelo corpo além de endurecimento dos músculos. Kelly segue internada em um hospital de Goiânia e de acordo com a família o seu estado de saúde é considerado grave, porém estável. A jovem tem passado por sessões de hemodiálise e ainda não há previsão de alta médica. Mas não é só isso…

A doença de Haff ainda tem origem desconhecida, mas os pesquisadores afirmam que os pacientes que desenvolveram a doença haviam consumido algum tipo de animal que vive na água, na maioria das vezes água doce. Os pesquisadores acreditam que a doença é causada por algum tipo de toxina ainda não identificada que contamina o alimento e causa a doença. A pessoa intoxicada costuma desenvolver os sintomas entre 2 e 24 horas após o consumo do alimento e pode ter incômodos, dores fortes pelo corpo e coloração escura da urina e uma evolução para insuficiência renal.

Da redação do Acontece na Bahia

Imagem: Reprodução/TV Anhanguera

Tag(s): , , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Um dia após deixar UTI para Covid, publicitário de 36 anos morre depois de piora repentina

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais neste sábado (10). O publicitário Arthur Galvão Silva, 36 anos, repetia algumas vezes a expressão ‘‘o pior já passou’’ para parentes e amigos ao deixar a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital de Goiânia. Ansioso para ver esposa e filhos, Arthur estava certo da sua recuperação. Entretanto, o publicitário teve uma piora repentina e faleceu nessa quinta-feira (8), no dia seguinte ao que deixou a UTI.

“Estou desolado. Essa é uma doença muito traiçoeira”, disse o também publicitário Lênio Prudente Filho, ex-patrão e amigo de Arthur, uma das pessoas com quem ele esteve durante a fase curta de recuperação. “Acompanhei toda a trajetória dele de perto. Era uma pessoa muito querida”, contou.

O publicitário testou positivo para a Covid-19 no dia 21 de junho e precisou ser internado no dia 29 do mesmo mês. Arthur precisou ser internado em UTI e ficou em tratamento por 5 dias. Com uma evolução positiva no quadro clínico, o paciente foi extubado nessa quarta-feira (7) e foi para a enfermaria. Com a evolução Arthur passou a tranquilizar familiares e amigos.

“Ele estava super otimista e agradecido. Já fazia brincadeiras. Já falávamos em nos encontrar para comemorar sua recuperação”, lembra Lênio. Ao contrário da expectativa, Arthur teve uma piora significativa, voltou para a UTI e faleceu em decorrência de complicações da Covid 19.

“Foi uma coisa que pegou a todos nós de surpresa. Já estávamos contando com sua recuperação. Foi um fato lamentável, triste demais”, conta Tiago Pinheiro, diretor e sócio da AMP Propaganda, agência na qual Arthur trabalhava.

O publicitário era muito conhecido e considerado uma pessoa alegre, comunicativa e de bem com a vida. “Ele aparentava ser todo sério, mas era alto astral. Perdi um grande amigo!”, disse Lênio. Segundo a família, Arthur seria hipertenso, teria colesterol e diabetes controladas. O publicitário que deixa mulher e dois filhos foi sepultado nessa sexta-feira (9).

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.