Alckmin é oficalmente indicado para ser vice na chapa com Lula: “Somar esforços aí pra reconstrução do nosso país”

Foto: ALOISIO MAURICIO/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

Nesta sexta-feira (8), o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin foi confirmado pelo PSB como indicação para vice-presidente na chapa de Lula (PT) para a corrida presidencial deste ano. O evento de oficialização ocorreu num Hotel em São Paulo. Então, Lula e Alckmin falaram sobre a aliança. Alckmin afirmou:

“Aqui foi bem explicitado o momento grave que nós estamos vivendo, na realidade não é hora de terrorismo, é hora de generosidade, grandeza politica, desprendimento e união. Política não é uma área de solitária, a força da política é centrípeta, nós vamos somar esforços aí pra reconstrução do nosso país.” Na sequência, Lula pontuou:

“Importante saber que essa chapa, se ela for formalizada, não é só para disputar as eleições. Talvez ganhar as eleições seja mais fácil do que a tarefa de que teremos pela frente de recuperar esse país.” Além disso, A carta entregue pelo PSB ao PT afirmou o seguinte:

“Aqui foi bem explicitado o momento grave que nós estamos vivendo, na realidade não é hora de terrorismo, é hora de generosidade, grandeza politica, desprendimento e união. Política não é uma área de solitária, a força da política é centrípeta, nós vamos somar esforços aí pra reconstrução do nosso país

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , .

Categoria(s): Nacional.

Lula e Alckmin aparecem juntos publicamente e rumores de possível chapa para 2022 esquentam

A manhã desta segunda-feira (20) agitou com um jantar que aconteceu na noite desse domingo (19), em São Paulo, e contou com a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e do ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (sem partido). Os políticos fizeram a primeira aparição pública no jantar promovido pelo grupo de advogados Prerrogativas, e os rumores de uma possível chapa entre eles para as eleições de 2022, parecem estar esquentando.

Geraldo Alckmin, ao que parece, será o vice na chapa a ser encabeçada por Lula na corrida presidencial em 2022. O ex-governador saiu do PSDB na última semana e o seu futuro partido político ainda não foi escolhido. Segundo informações, Alckmin estava insatisfeito no PSDB com a ascensão do seu ex-aliado político João Doria, com quem não se relaciona bem desde 2018.

O jantar que aconteceu ontem é um indicativo de que há possibilidade de aliança entre os dois políticos visando 2022. Entretanto, a confirmação deve vir somente no início do ano que vem. Geraldo Alckmin, que continua sem partido, tem conversado com PSB, PSD e também com o União Brasil.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque, Nacional, Politica.

Rui Costa vai a jantar que contou com a presença do ex-presidente Lula e do ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin, e diz que união é fundamental para reconstruir o Brasil

Um jantar organizado pelo Grupo Prerrogativas em São Paulo, nesse domingo (19), contou com a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin. O evento também contou com a presença do governador da Bahia, Rui Costa, além de outras autoridades.

Os antigos rivais políticos se reuniram pela primeira vez desde que começaram os rumores da possibilidade do ex-tucano ocupar o vice na candidatura presidencial de Lula no ano que vem.

“Estive hoje no jantar que reuniu o presidente @Lulaoficial e o ex-governador de São Paulo, @geraldoalckmin_. Independente de partidos, reconstruir o Brasil é uma tarefa para muitos, que só será possível com união. Não só com quem pensa exatamente igual a nós, mas com todos que queiram o bem do nosso país, para que a gente possa ultrapassar a tragédia que o Brasil vive hoje”, compartilhou Rui Costa nas redes sociais, junto com um registro de Lula e Alckmin se abraçando.

Compareceram também ao jantar o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), o prefeito de Recife, João Campos, ex-prefeito de Manaus (AM) Arthur Virgílio Neto (PSDB), os deputados Alessandro Molon (PSB-RJ), Marcelo Freixo (PSB-RJ), Marília Arraes (PT-PE) e o ex-presidente da Câmara Rodrigo Maia (sem partido-RJ) e os senadores Omar Aziz (PSD-AM) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP), além do governador da Bahia, Rui Costa.

Também estiveram presentes no jantar, integrantes do governo de Dilma Rousseff (PT) como os ex-ministros José Eduardo Cardozo e Aloizio Mercadante. O jantar ainda contou com a presença de presidentes de partidos como Gleisi Hoffmann (PT), Gilberto Kassab (PSD), Carlos Siqueira (PSB), Paulinho da Força (Solidariedade) e diversas outras autoridades.

O ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, anunciou a sua saída do PSDB na semana passada. Alckmin admitiu a possibilidade de ser candidato a vice-presidente, em 2022, na chapa de Lula, (PT). De acordo com o ex-presidente Lula, a confirmação oficial de sua candidatura só acontecerá em março de 2022.

O ex-governador Marcio França (PSB) e o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT), que estiveram no jantar, articulam para Alckmin se filiar ao PSB. O ex-presidente Lula também cogitou a possibilidade de Geraldo Alckmin se filiar ao PSD, durante conversa com aliados, porém essa é uma possibilidade remota.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional, Politica.