Com novo reajuste, preço do botijão de gás pode alcançar alta histórica; A unidade pode custar R$95

Um novo reajuste no preço do gás liquefeito de petróleo (GLP), o famoso gás de cozinha, entrou em vigor na última quinta-feira (7). Assim, o preço de um botijão de gás pode chegar a um valor histórico de R$ 95.

Esse foi o 11º reajuste no valor do GLP nos últimos nove meses. O aumento continuo do preço deste produto essencial na vida das famílias brasileiras preocupa diversos especialistas.

A Petrobrás aumentou em 6% o valor do gás vendido nas refinarias. Assim, caso o aumento seja passado totalmente para os consumidores, o botijão de gás, que hoje custa cerca de R$ 74 a R$ 90 reais na cidade de fortaleza, pode chegar ao valor sem precedentes de R$95.

O especialista em petróeo e energia, Bruno Iughetti, não acredita que o valor será passado integralmente para o consumidor. Assim, ele crê que o reajuste será diluído entre o consumidor e as revendedoras. “O que temos visto, em especial, nos últimos meses, é que esses reajustes da Petrobras não têm sido repassados na íntegra pelos revendedores e distribuidores. Está sendo diluído ao longo da cadeia, até pelo aspecto social do gás de cozinha e que já está com preço em patamar elevado. Então acredito que se o reajuste da Petrobras foi de 6%, o aumento ao consumidor final deve chegar em torno de 4%”, afirmou Bruno.

Da redação Acontece na Bahia.

 

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.

Aumento de 5% no valor do gás de cozinha entra em vigor nesta quinta-feira

Na manha desta quinta (3) a Petrobras anunciou novo reajuste no valor médio do GLP, conhecido como gás de cozinha. Assim, o reajuste chegará nas distribuidoras que repassarão o aumento para o consumidor

Com esse aumento, o botijão de 13kgs acumula um aumento no ano de 2020 de 21,9% em seu preço.

De acordo com a Petrobras: “Os preços de GLP praticados pela Petrobras seguem a dinâmica de commodities em economias abertas, tendo como referência o preço de paridade de importação, formado pelo valor do produto no mercado internacional, mais os custos que importadores teriam, como frete de navios, taxas portuárias e demais custos internos de transporte para cada ponto de fornecimento. Esta metodologia de precificação acompanha os movimentos do mercado internacional, para cima e para baixo”

Assim, o aumento progressivo do preço de um dos produtos mais essenciais nos lares brasileiros preocupa a população.

Da redação Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.