Bolsonaro é barrado na entrada de uma barraca de frango por vendedora: “Pode não”

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais neste domingo (11).O presidente Jair Bolsonaro (sem partido),resolveu tirar o sábado (10) para aproveitar um passeio pelas ruas do Distrito Federal. Durante o passeio, resolveu parar em uma barraca em São Sebastião, região carente do DF, para comer frango e uma situação inusitada aconteceu.

Bolsonaro estava sem máscara e tentou entrar na área delimitada por fitas de contenção quando foi impedido pela vendedora:“Pode não. Não sabe ficar do lado, por quê?”. Logo depois ela sorriu. Para amenizar um pouco o mal estar causado, outro vendedor afirmou que “quem manda é ele” fazendo referência ao fato de ali estar o presidente. O vendedor chegou a falar que o presidente Bolsonaro poderia ficar à vontade no local. Mas a vendedora continuou a falar:”Depois o povo pega a gente, nós estamos lascados”, disse. O presidente fez a sua refeição em cima de uma caixa de isopor sem entrar na barraca.

Equipes de fiscalização do GDF fazem o monitoramento dos espaços gastronômicos que podem funcionar das 11h às 19h com estrutura apropriada para que os clientes fiquem de forma segura. Nestes espaços é obrigatório o uso de máscaras de segurança. No bairro de São Sebastião, o presidente visitou venezuelanos e disse algumas polêmicas como por exemplo que na Venezuela se comem gatos, cachorros e cavalos.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Bastante “apertado”, cantor Ovelha começa a vender frangos com dinheiro emprestado e desabafa: “Ainda estou tentando recuperar”

Uma história surpreendeu o povo nesta sexta-feira (5). A crise e o desemprego por conta do coronavírus atingiram muitas pessoas, entre elas, os artistas. Com a conta “apertada” devido a falta de shows, o cantor Ovelha precisou inovar. Para isso, investiu no ramos nos negócios. Com ajuda do apresentador Ratinho, do SBT, que lhe emprestou R$ 10 mil reais, abriu uma distribuidora de frango que atua no bairro Santo Amaro, em São Paulo. O cantor desabafou sobre a situação.

Em uma entrevista a revista “Quem”, Ovelha diz:

“Quando o lance da pandemia chegou eu estava com vários shows fechados e uma viagem para a Argentina marcada. Todo mundo parou! Meu último show foi em 15 de fevereiro no ano passado, em um trio elétrico no Carnaval. Depois disso, foram cancelados 28 shows”. Mas não é só isso.

Porém, a ausência de shows não foi a única razão para que ele entrasse no ramo alimentício. Recentemente, a sua conta no Instagram, utilizada para realizar lives pagas foi hackeada. Então, com isso, mais uma fonte de renda ficou prejudicada. Ovelha relatou:

“Ainda estou tentando recuperar a minha conta do Instagram. Hackearam o meu Instagram e estão me pedindo grana para devolvê-lo. Não tenho grana e mesmo se tivesse, não ia dar. É um absurdo. Tem muitos fãs tentando me ajudar e fiz um boletim de ocorrência. Tenho um ódio de quem faz isso porque nos dias de hoje essa é a única forma de divulgar o trabalho. Ainda bem que a monetização mesmo vem do YouTube”.

A distribuidora de frango funciona apenas no delivery, mas não impede que seja um sucesso, pois segundo o cantor, ele tem uma venda semanal de cem a duzentos frangos.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.